conecte-se conosco


Meu Pet

Morre Stewart, Corgi que interpretava Cheddar na série Brooklyn Nine-Nine

Publicado

Infelizmente nossos amigos peludos não são eternos. No último dia 9 o Corgi Stewart, que interpretava Cheddar na série Brooklyn Nine-Nine, faleceu. O cão tinha 13 anos e teve que ser eutanasiado. A família do pet não divulgou o motivo, mas compartilhou uma publicação contando sobre os últimos momentos de Stewart. 

Leia também: Golden Retriever faz “pedido” irrecusável para sua dona

Corgi na praia arrow-options
instagram/ We Are Stewart and Stella

Stewart, Corgi que interpretou Cheddar


O Corgi não foi o único a intepretar Cheddar, cachorro do personagem Capitão Holt, mas foi o que permaneceu durante mais tempo no papel. Entre as cenas icônicas em que ele aparece, estão as pegadinhas de Halloween, em que o animal era indispensável para os planos do Capitão, e quando levou as alianças dos personagens Jake e Amy. 

“Nosso querido Stewart cruzou a ponte do arco-íris hoje. Nós fomos à praia (seu lugar favorito), onde ele observou as ondas e comeu um piquenique de seus hambúrgueres favoritos. Ficamos lá curtindo o sol e aproveitando a companhia uns dos outros. Mais tarde, nosso veterinário nos encontrou lá, e Stewart foi pacíficamente colocado para dormir enquanto estava em meus braços, ao som das ondas do mar.”



Fonte: Canal do Pet
Leia Também:  Cachorro invade missa em Belo Horizonte e reação do padre bomba na internet
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Meu Pet

Mulher adota Pastor Alemão de ex namorado e o salva da eutanásia

Publicado

O amor entre Taylor Schmid e seu ex-namorado pode ter acabado, mas com certeza o carinho que ela tinha por Apollo, o Pastor Alemão do ex, continuou. Isso se prova quando há algumas semanas ela soube que o ex-namorado estava dando o cão para um abrigo, e resolveu adotá-lo mesmo depois do término.

Leia também: Starbucks tem quadro com fotos de cachorros que passam pelo drive-thru

No relato Taylor conta o que aconteceu. “Meu ex decidiu que iria dar para adoção seu Pastor Alemão  de quase dois anos. É quase certeza que o cachorro seria eutanasiado no abrigo, então decidi adotá-lo como meu segundo cão. Bem-vindo de volta ao seu novo (e antigo) lar, Apollo”. A postagem emocionou 24 mil pessoas.

Na foto, o Golden Retriever de Taylor faz pose junto com Apollo, o novo integrante da família.

pastor alemão e golden retriever arrow-options
Facebook/ Taylor Schmid

Golden Retriever e Apollo, o Pastor Alemão


Fonte: Canal do Pet
Leia Também:  Cachorro invade missa em Belo Horizonte e reação do padre bomba na internet
Continue lendo

Meu Pet

Conheça a doença transmitida de calopsitas para humanos

Publicado

A Psitacose é uma zoonose transmitida aos humanos pelos psitacídeos, ou seja, calopsitas, papagaios, maritacas e periquitos. Nos animais a doença se manifesta como Clamidiose  e pode ser fatal. Já nos humanos a enfermidade traz sintomas que nem sempre são associados com as aves. O veterinário Jorge Morais, fundador da rede Animal Place, explica alguns aspectos do problema.

calopsita comendo arrow-options
shutterstock

O contato com o bico da calopsita pode transmitir a Psitacose


“Esta doença é bacteriana, causada pela Chlamydia psittaci . O tempo de incubação em humanos é de 5 a 15 dias, e os sintomas são parecidos com os de uma gripe: febre alta, tosse, dores de cabeça e calafrios”, afirma Jorge. Ele ainda acrescenta que a condição pode piorar. “Quando não tratada rapidamente a Psitacose pode trazer dores nas costas, no tórax, dor abdominal, meningite e síndrome de Guillain-barré”, completa.

Mas como a ave contrai a bactéria? Segundo o veterinário, isso pode acontecer antes mesmo do tutor adquirí-la. “Na calopsita a contaminação pode ocorrer já no ninho, através da regurgitação alimentar. Outra forma é a exposição da mesma a ambientes com a presença de aves silvestres”, afirma. Por isso é sempre importante manter a nova ave separada das já presentes na casa, além de fazer quarentena para se certificar de que ela não oferece risco para humanos e outros animais.

Leia Também:  Cão curioso vira celebridade após “cantar” em cerimônia religiosa

Leia também: Calopsita sente frio? Saiba como cuidar da ave no inverno

Nas aves os sintomas são diferentes dos presentes nos humanos:

  • Depressão;
  • Plumagem eriçada;
  • Letargia;
  • Anorexia;
  • Desidratação;
  • Inflamação nas pálpebras;
  • Conjuntivite;
  • Problemas respiratórios;
  • Aspecto esverdeado ou amarelado nas fezes.

Jorge ainda alerta sobre a gravidade da Clamidiose, como é chamada quando atinge aves, que pode causar até a morte do animal. “Quando perceber vá imediatamente ao veterinário. O tratamento é feito com vitaminas e antibióticos, mas o animal pode mesmo assim se tornar portador da bactéria e contaminar outras aves”, diz.

Para evitar que isso aconteça ele recomenda:

  • Não comprar ou apreender aves exóticas ou da fauna silvestre;
  • Não colocar novas aves em contato com sua calopsita;
  • Manter as aves em gaiolas separadas;
  • Fazer a higienização da gaiola e dos objetos da ave diariamente;
  • Lavar os vasilhames de comida e água, e higienizá-los com cloro ou álcool;
  • Manter as aves em ambiente arejado.
  • Evitar o contato da boca do tutor ou de outras pessoas com o bico das aves, pois essa é a forma mais comum de contágio.
Leia Também:  Cachorro destrói cama e vídeo da dona desesperada bomba nas redes sociais

O veterinário finaliza explicando a importância de um ambiente ventilado para o animal e o humano. “Em ambientes muito fechados podemos nos contaminar através da aspiração de partículas com a bactéria.”

Fonte: Canal do Pet
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana