conecte-se conosco


Internacional

Morre em Lima o ex-secretário-geral da ONU Pérez de Cuellar

Publicado

Morreu nessa quarta-feira (5), aos 100 anos de idade, Pérez de Cuéllar, antigo secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), confirmou a família. As cerimônias fúnebres do diplomata peruano ocorrerão amanhã (6) no Palácio de Torre Tagle, a sede do Ministério dos Negócios Estrangeiros do Peru, em Lima. Será sepultado no cemitério Presbítero Maestro de Lima.

“O meu pai morreu depois de uma semana complicada. Morreu às 20h09 [2h09 em Portugal] e descansa em paz”, anunciou Francisco Pérez de Cuéllar, filho do antigo secretário-geral da ONU, em entrevista à Rádio Peruana (RPP). No país-natal, entre novembro de 2000 e julho de 2001, Pérez de Cuéllar acumulou as pastas de presidente do Conselho de Ministros e de ministro dos Negócios Estrangeiros do Executivo de transição de Valentin Paniagua.

Nascido em 1920 na capital peruana, Javier Pérez de Cuéllar foi o quinto secretário-geral da organização. Em 19 de janeiro passado, quando completou o centenário, o atual secretário-geral, António Guterres, enviou mensagem.

“É com grande orgulho e alegria que desejo ao antigo secretário-geral da ONU Javier Pérez de Cuéllar um centésimo aniversário muito feliz. Nesta ocasião auspiciosa, nós, na ONU, procuramos no seu exemplo a inspiração e estamos muito gratos pelos seus muitos contributos e conquistas como secretário-geral”, escreveu então na rede social Twitter o antigo primeiro-ministro português.

Depois de deixar a ONU, Pérez de Cuéllar perdeu a corrida à Presidência do Peru para Alberto Fujimori. Com a queda de Fujimori, envolvido num escândalo de corrupção no fim de 2000, chefiou um governo de unidade nacional durante oito meses.

*Emissora pública de televisão de Portugal  

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Internacional

Guerra: Zelensky diz que confronto terá fim com libertação da Crimeia

Publicado

O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky
Ansa

O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky

O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky , afirmou que a guerra iniciada pela Rússia só terminará com a “libertação” da Crimeia, anexada unilateralmente por Moscou em 2014.

“Essa guerra russa contra a Ucrânia, contra toda a Europa livre, começou com a Crimeia e deverá terminar com a Crimeia, com a sua libertação. Hoje é impossível dizer quando isso acontecerá, mas sei que voltaremos a ter a Crimeia ucraniana”, disse em seu discurso diário.

O mandatário ainda afirmou que o “mundo errou em não responder com toda a força os primeiros passos agressivos da Rússia em 2014”.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Mundo

Continue lendo

Internacional

Justiça dos EUA determina que Trump deve declarar imposto de renda

Publicado

Donald Trump, ex-presidente dos Estados Unidos
Reprodução Documentário ‘Unprecedented’

Donald Trump, ex-presidente dos Estados Unidos

A Corte de Apelação do Distrito de Columbia impôs uma nova derrota contra o  ex-presidente dos Estados Unidos Donald Trump nesta terça-feira (9) e determinou que ele deve entregar as declarações de imposto de renda para o Comitê sobre Uso de Fundos da Câmara dos Representantes.

A decisão rejeitou o pedido da defesa de que o ex-mandatário tinha que apresentar os documentos por “perseguição política” e determinou que ele faça o envio imediatamente dos seus registros pessoais e de suas empresas.

“Embora seja possível que o Congresso tente ameaçar o presidente em exercício com um pedido invasivo enquanto ele está no cargo, todo presidente assume sabendo que estará sujeito às mesmas leis que todos os outros cidadãos ao deixar o cargo. Isso é uma característica da nossa república democrática, não uma falha”, diz o juiz na fase final do texto.

Trump poderá recorrer à Suprema Corte sobre a decisão, mas é difícil que o plenário aceite a apelação por já ter analisado pedidos semelhantes. No ano passado, o Supremo determinou que ele entregasse as declarações para a Procuradoria de Nova York.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Mundo

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana