conecte-se conosco


Nacional

Morre criança de 8 anos baleada no Complexo do Alemão

Publicado

source
imagem aérea do complexo do alemão arrow-options
Bruno Itan/ Coletivo Alemão

Complexo do Alemão

A menina Ágatha Félix, de 8 anos, não resistiu aos ferimentos e morreu na madrugada deste sábado (21). Ela foi atingida nas costas por um tiro de fuzil, na noite desta sexta-feira, na Fazendinha, no Complexo do Alemão, Zona Norte do Rio. Ela estava dentro de uma Kombi no momento em que foi baleada.

Leia também: Operação no Complexo do Alemão deixa quatro mortos e um PM ferido

A criança foi levada para o Hospital Estadual Getúlio Vargas, na Penha, próximo ao Complexo do Alemão . O avô materno da criança, identificado como Ailton Félix, pediu explicações sobre o disparo: ” Quem tem que dar informações é quem deu o tiro nela. Matou uma inocente, uma garota inteligente, estudiosa, obediente, de futuro. Cadê o policiais que fizeram isso? A voz deles é a arma. Não é a família do governador ou do prefeito ou dos policiais que estão chorando, é a minha. Amanhã eles vão pedir desculpas, mas isso não vai trazer minha neta de volta”, exclamou o avô em tom de revolta.

Leia Também:  Casal é preso no interior de SP por manter idosa em cárcere privado por 20 anos

A mãe de Ágatha, identificada apenas como Vanessa, teve que sair do hospital de cadeiras de rodas. Ela passou mal ao saber da notícia e teve que ser amparada por familiares e amigos. Segundo moradores, o autor do disparo seria uma policial militar da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) da comunidade, que teria suspeitado de um motociclista que passava no local. Em nota, a PM informou que a Coordenadoria de Polícia Pacificadora vai abrir um procedimento apuratório para verificar as circunstâncias do fato.

Leia também: Para Witzel, criminosos que atiram contra a população do Rio não merecem viver

Segundo a Polícia Militar, moradores informaram à equipe que a menina havia sido baleada na localidade conhecida como Estofador. Os agentes foram ao Hospital Getúlio Vargas, onde confirmou a entrada da vítima, ferida por arma de fogo, na unidade de saúde.

A Assessoria de Imprensa da Secretaria de Estado de Polícia Militar informou que, por volta das 22h desta sexta-feira (20), equipes policiais da UPP Fazendinha, que estavam baseadas na esquina da Rua Antônio Austragésilo com a Rua Nossa Senhora, foram atacadas de várias localidades da comunidade de forma simultânea.

Leia Também:  Mais da metade dos brasileiros está acima do peso

Leia também: “Já tivemos Garotinho. Não queremos um garotão”, diz Crivella sobre Witzel

Os policiais revidaram à agressão. Após o confronto, não foi encontrado feridos na varredura do local. Na sequência, os policias foram informados por populares que um morador do Complexo do Alemão teria sido ferido. A Coordenadoria de Polícia Pacificadora (CPP) irá abrir um procedimento apuratório para verificar todas as circunstâncias da ação.

Fonte: IG Nacional
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Nacional

Corpo é encontrado dentro da reitoria da UFRN

Publicado

source
Gabinete de reitor da ufrn arrow-options
Ricardo Pinto/Flickr

Servidor foi encontrado na reitoria

Um servidor da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) foi encontrado morto dentro da reitoria da instituição na manhã desta quinta-feira (17). José Aldo Correia, de 53 anos, não voltou para casa depois do expediente e foi procurado por parentes na instituição.

O funcionário trabalhava na função de operador de Micro e ajudava na cobertura de eventos no local. O corpo foi retirado por volta das 8h30 e uma perícia foi chamada para investigar as causas da morte.

Leia também: MPF denuncia grupo por fraude no Fies e venda de vagas em medicina

Por meio de nota, a UFRN prestou condolências e solidariedade aos amigos e familiares do funcionário, que trabalhava no local desde 1996. A instituição afirmou, ainda, que “se encontra tomando as providências devidas”. A maior suspeita é de que o servidor tenha falecido por causas naturais.

Fonte: IG Nacional
Leia Também:  STF decide que Bolsonaro não pode extinguir conselhos federais previstos em lei
Continue lendo

Nacional

Mulher anda 10 km em ônibus diferentes tentando fugir de assédio e não consegue

Publicado

source
Mulher registrou boletim de ocorrência por importunação sexual arrow-options
shutterstock

Mulher registrou boletim de ocorrência por importunação sexual

Uma mulher de 33 anos foi perseguida por mais de 10 quilômetros enquanto andava na rua na última terça-feira (15) no centro de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul.

Segundo boletim de ocorrência, a vítima percebeu que era seguida por um homem branco, baixo, de cabelo castanho, com pouca barba e mochila nas costas. Ela subiu em um ônibus circular até um terminal e o suspeito subiu e desceu do veículo a encarando.

Leia também: Idoso é preso ao sair de motel com menina de 11 anos

Com medo, a mulher subiu em outro ônibus e continuou sendo seguida e fitada pelo homem. Ela desceu na Rua Maracantins, no bairro de Jardim Tijuca e percebeu que o rapaz a seguiu pela rua. Ao passar na frente de uma escola, ela foi chamada pelo homem, que tinha abaixado as calças e levantado a blusa.

A mulher correu até a delegacia , onde prestou boletim de ocorrência por importunação sexual. O homem ainda não foi encontrado pela polícia.

Leia Também:  Flávio Bolsonaro age como o pai e vira principal inimigo da CPI da Lava Toga

Fonte: IG Nacional
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana