conecte-se conosco


Jurídico

Ministros do STF são homenageados com Troféu Dom Quixote e Medalha do Mérito Justiça & Cidadania

Publicado

Ministros do STF são homenageados com Troféu Dom Quixote e Medalha do Mérito Justiça & Cidadania

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, abriu nesta quarta-feira (9) a cerimônia na qual foram homenageados os ministros Edson Fachin e Rosa Weber – com o Troféu Dom Quixote de La Mancha – e a ministra Cármen Lúcia – com a Medalha do Mérito Justiça & Cidadania. Essa é a 29ª edição da solenidade, que agracia anualmente personalidades de destaque na defesa da ética, da moralidade, da dignidade, da justiça e dos direitos da cidadania. A condecoração, oferecida pela Confraria Dom Quixote e pela revista “Justiça & Cidadania”, foi inspirada nos personagens criados pelo escritor espanhol Miguel de Cervantes.

No início da solenidade, Toffoli destacou que a comenda faz parte da história da Justiça brasileira. “A premiação brinda todas as personalidades que se destacam por seus incessantes e laboriosos esforços em benefício dos ideais constitucionais, pessoas que contribuem para que o país avance cada vez mais no caminho do desenvolvimento e da paz social”, disse.

Leia Também:  TST participa da campanha Aqui tem Justiça

Segundo o presidente do STF, o objetivo das instituições é promover a cidadania plena na vida de cada brasileiro mediante a efetividade dos direitos civis, sociais, políticos, econômicos, culturais e de minorias. O ministro destacou que o Poder Judiciário e as instituições essenciais à Justiça – Ministérios Públicos, advocacias pública e privada, Defensoria Pública – têm contribuído decisivamente para concretização desses ideais. “Que as homenagens aqui feitas nos sirvam de inspiração para que sigamos obstinados na defesa e promoção da justiça, da cidadania, da República e da Democracia”, finalizou.

Busca incessante

Segundo o presidente do Instituto Justiça & Cidadania, Tiago Salles – filho do idealizador da comenda, o jornalista Orpheu Salles (falecido) – seu pai acreditava que em cada juiz há um Dom Quixote, em razão da busca incessante e diária pela justiça. Ele explicou que, depois de ser agraciado com o Troféu Dom Quixote, o homenageado pode receber o troféu Sancho Pança, que significa a fidelidade e a lealdade aos mesmos princípios.

Tiago Salles também contou que, após as duas condecorações, há uma terceira, a Medalha do Mérito Justiça & Cidadania, oferecida na edição deste ano à ministra Cármen Lúcia e ao presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministro João Otávio de Noronha. “Criamos a medalha para continuar homenageando esses brasileiros e brasileiras que trabalham tanto pelo Brasil e que fazem a diferença na nossa sociedade”, afirmou, ao ressaltar que, até hoje, somente receberam a medalha os ministros Dias Toffoli, Ricardo Lewandowski e Marco Aurélio, que foi o primeiro magistrado a receber o Troféu Dom Quixote, em 1999.

Leia Também:  Ministra Cármen Lúcia presidirá Segunda Turma do STF a partir da próxima sessão

EC//CF

Fonte: STF
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Jurídico

Eleitor que estava fora do país no dia da eleição pode justificar ausência às urnas pela internet

Publicado

Quem não compareceu às urnas no último pleito por estar fora do país ainda pode justificar a ausência por meio da internet. Basta acessar o Sistema Justifica, uma ferramenta on-line desenvolvida pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para dar comodidade aos eleitores que não puderam votar nem justificaram a ausência. A justificativa mediante a ferramenta deve ser apresentada em até 60 dias, contados a partir da data de cada turno do pleito, ou, ainda, em 30 dias após o retorno do eleitor ao Brasil.

Ao acessar o Sistema Justifica, o eleitor deverá informar, no Requerimento de Justificativa Eleitoral (RJE) – Pós-Eleição, seus dados pessoais, declarar o motivo da ausência às urnas e anexar documentação comprobatória digitalizada. Desde que corretamente preenchido o requerimento, será gerado um código de protocolo para acompanhamento, e o RJE – Pós-Eleição será transmitido à zona eleitoral a que o eleitor pertencer para exame pelo juiz competente. O eleitor será notificado da decisão. Caso deferido o pedido de justificativa, será feito registro em seu histórico no Cadastro Eleitoral.

A justificativa é um dos requisitos para que o eleitor esteja quite com a Justiça Eleitoral. Se o eleitor deixar de votar ou de justificar por três pleitos consecutivos (considerando-se cada turno como uma eleição), ele poderá ter seu título cancelado, ficando sujeito a uma série de impedimentos, conforme previsto no parágrafo 1º do artigo 7º do Código Eleitoral (Lei nº 4.737/1965).

RJE

O eleitor que estava no país no dia da eleição, mas não compareceu à votação nem justificou a ausência na própria seção eleitoral logo após o encerramento da votação pode preencher o RJE, disponibilizado gratuitamente na página do TSE, nos cartórios eleitorais, nos postos de atendimento ao eleitor e nas páginas dos Tribunais Regionais Eleitorais (TREs). No entanto, nesse caso, o formulário deve ser preenchido e entregue em qualquer cartório eleitoral ou enviado, pelos Correios, ao juiz da zona eleitoral ao qual o eleitor pertence em até 60 dias após cada turno da votação.

Leia Também:  Ministro afasta decisão que negava indulto a condenado por tráfico privilegiado

O formulário RJE deve estar acompanhado da documentação que comprove a impossibilidade de comparecimento ao pleito e de um documento de identificação com foto. Assim como no Sistema Justifica, o acolhimento das alegações apresentadas ficará a critério do juiz eleitoral, e o eleitor será notificado sobre a decisão posteriormente.

O eleitor que não compareceu às urnas tem a possibilidade de se justificar quantas vezes forem necessárias, mas é preciso estar atento à eventual revisão do eleitorado no município em que for inscrito, já que a ausência pode ocasionar o cancelamento do seu título eleitoral.

Para saber o endereço dos cartórios eleitorais, acesse a página do TRE da respectiva unidade federativa ou acesse o endereço: http://www.tse.jus.br/eleitor/zonas-eleitorais/zonas-eleitorais/pesquisa-a-zonas-eleitorais.

Saiba mais sobre justificativa eleitoral no Portal do TSE.

Regularização

Quem deixou de votar e não justificou a ausência dentro do prazo deverá pagar uma multa de R$ 3,51 por turno. O boleto pode ser impresso pelo serviço Consulta Débitos do Eleitor, disponível no Portal do TSE, e pago em uma agência do Banco do Brasil. Após o pagamento, é preciso apresentar o comprovante de quitação em qualquer unidade de atendimento eleitoral para regularizar a situação.

Leia Também:  Agenda do presidente do STF, ministro Dias Toffoli, para terça-feira (15)

Consequências para quem tiver o título cancelado

Enquanto não regularizar sua situação com a Justiça Eleitoral, o eleitor não poderá:

•    Obter passaporte ou carteira de identidade;
•    Receber vencimentos, remuneração, salário ou proventos de função ou emprego público, autárquico ou paraestatal, bem como fundações governamentais, empresas, institutos e sociedades de qualquer natureza, mantidas ou subvencionadas pelo governo ou que exerçam serviço público delegado, correspondentes ao segundo mês subsequente ao da eleição;
•    Participar de concorrência pública ou administrativa da União, dos estados, dos territórios, do Distrito Federal, dos municípios ou das respectivas autarquias;
•    Obter empréstimos nas autarquias, nas sociedades de economia mista, nas caixas econômicas federais e estaduais, nos institutos e caixas de previdência social, bem como em qualquer estabelecimento de crédito mantido pelo governo, ou de cuja administração este participe, e com essas entidades celebrar contratos;
•    Inscrever-se em concurso ou prova para cargo ou função pública, e neles ser investido ou empossado;
•    Renovar matrícula em estabelecimento de ensino oficial ou fiscalizado pelo governo;
•    Praticar qualquer ato para o qual se exija quitação do serviço militar ou imposto de renda;
•    Obter certidão de quitação eleitoral, conforme disciplina a Res.-TSE nº 21.823/2004;
•    Obter qualquer documento perante repartições diplomáticas a que estiver subordinado.

BA/LC, DM

Fonte: TSE
Continue lendo

Jurídico

Conheça os detalhes do Teste Público de Segurança 2019 no Conexão Eleitoral

Publicado

O Conexão Eleitoral desta semana vai mostrar que os códigos-fonte do Teste Público de Segurança (TPS) 2019 do Sistema Eletrônico de Votação já foram assinados digitalmente e lacrados. Investigadores inscritos para participar do teste – dois deles integrantes da Polícia Federal – estiveram no TSE para analisar esses códigos e o sistema de votação, que serão acessados por eles no dia do evento, que acontecerá de 25 a 29 de novembro, em Brasília.

Uma parceria firmada entre a Justiça Eleitoral gaúcha e o Exército Brasileiro também está presente ne edição. O acordo de cooperação visa a agilizar o cadastramento biométrico do eleitorado e a garantir a segurança nas Eleições Municipais de 2020. Esta é uma iniciativa pioneira entre os Tribunais Regionais Eleitorais (TREs) de todo o Brasil.

O programa ainda destaca que o Dia das Crianças foi comemorado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com um exercício de cidadania. Na ocasião, os pequenos puderam escolher candidatos para os cargos de vereador, prefeito e vice-prefeito. Os partidos e personagens foram criados especialmente para as crianças, simulando o processo eleitoral do próximo ano.

Leia Também:  Dois municípios que voltaram às urnas já têm novos prefeitos

Conexão

Produzido pelo Núcleo de Rádio e TV do Tribunal Superior Eleitoral, o Conexão Eleitoral vai ao ar pela TV Justiça nas segundas-feiras, às 19h30. As reprises ocorrem nas quartas, às 11h; nas quintas, às 20h30; nos sábados, às 5h; e nos domingos, às 21h.

Você também pode assistir ao programa na página da Justiça Eleitoral no YouTube.

AN/JB, DM

 

Fonte: TSE
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana