conecte-se conosco


Registro Geral

Ministério Público Federal recorre da decisão que suspendeu liminar para desocupação de Terra Indígena em MT

Publicado

O Mini

Processo de demarcação foi encerrado há vários anos, com registro do imóvel efetuado em 1958

stério Público Federal na 1ª Região ingressou com recurso para manter a liminar que determinou, em caráter de urgência, a desocupação parcial da área da Terra Indígena (TI) Jarudore/MT, ainda não ocupada pelos indígenas da etnia Bororo. O MPF havia ajuizado ação civil pública para obter a desintrusão da área de 4.706 hectares, com o intuito de viabilizar a posse do território. A pedido do Município de Poxoréu, a Justiça Federal suspendeu a liminar sob o fundamento de que a decisão implicaria em consequências danosas à ordem, à segurança e à economia pública. A Justiça também considerou que o caso é de demarcação de terra indígena.
Ocorre, porém, que não se trata de demarcação. A ação trata apenas da desintrusão da TI, que significa a retirada de eventuais ocupantes não indígenas. Nada tem a ver com o processo de demarcação que já se encerrou há vários anos, com o registro do imóvel efetuado em 1958, reservando a área de 4.706 ha para uso dos índios Bororos de Jarudore. Segundo o MPF, não prosperam supostos direitos relativos à posse, pois, de acordo com a Constituição Federal, a posse e o domínio privado não impedem a desocupação das terras já reservadas aos indígenas.

Leia Também:  Rádio ODOC transmite, ao vivo, Coritiba e Cuiabá, às 9h, direto do Couto Pereira neste sábado
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Registro Geral

Casa Civil cresce no Governo e já é cotado para disputar Alencastro; nome será definido em julho do ano que vem

Publicado

Secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho: nome forte para disputar o Alencastro, em 2020

O secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho (DEM), o Maurinho, apesar de não assumir publicamente, vem sendo estimulado por aliados a concorrer ao cargo de prefeito de Cuiabá, em 2020. Segundo fontes da coluna, o entrave que dificultava a eleição de Mauro era o comando de suas empresas, até então delegado a terceiros. No entanto, um parente próximo assumiu a direção geral do grupo e se destacou como gestor, assegurando tranquilidade para Maurinho fazer política, sem “esquentar a cabeça” com os rumos dos negócios. Liberado, o Casa Civil já estaria engraxando as chuteiras para colocar o bloco na rua, em 2020.

Leia Também:  Para evitar boicote aos produtos de Mato Grosso, barões do Agro organizam caravana que deve visitar países da Europa
Continue lendo

Registro Geral

População sinaliza mudança no Legislativo ao escolher figuras novas para cargos de Conselheiros Tutelares, em VG

Publicado

O resultado do último domingo (20), para escolha de Conselheiros Tutelares de Várzea Grande, demonstrou claramente um retrato da próxima eleição de 2020 e que poderá haver surpresas para o legislativo municipal. Milhares de eleitores deram recado aos vereadores, secretários, empresários e demais pessoas ligadas ao contexto  político da cidade. Tevê alguns parlamentares que apoiaram 2 candidatos ou mais, contabilizando vitória e derrota. Segundo fonte da coluna, a eleição, acima citada, deve forçar, inclusive, desistências antecipadas de ao menos quatro atuais vereadores.

População deu recado aos vereadores de Várzea Grande, na eleição para escolha dos novos Conselheiros Tutelares do município

Leia Também:  População sinaliza mudança no Legislativo ao escolher figuras novas para cargos de Conselheiros Tutelares, em VG
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana