conecte-se conosco


Entretenimento

Milton Gonçalves fez parte do primeiro elenco da Globo

Publicado

source
Milton Gonçalves morreu nesta segunda-feira (30)
Divulgação

Milton Gonçalves morreu nesta segunda-feira (30)

Milton Gonçalves tinha uma história e tanto no mundo da teledramaturgia. O ator fez parte do pioneiro elenco formado antes da primeira novela ser gravada na TV Globo. Já experiente ator de teatro, ele foi contratado em 1º de fevereiro de 1965, antes de a emissora ir ao ar pela primeira vez. O artista morreu nesta segunda-feira, aos 88 anos, por consequências de problemas de saúde que vinha enfrentando desde que teve um acidente vascular cerebral isquêmico (AVC), em 2020.

“Otávio Graça Mello, na época sogro da Marília Pêra, me chamou para fazer parte do primeiro elenco da empresa, antes mesmo de a emissora entrar no ar. Em janeiro de 1965, nós já fazíamos testes, montávamos equipes. Até que fiz a primeira novela das sete, “Rosinha do Sobrado”, com a Marília. Depois os trabalhos foram acontecendo, fui fazendo outras coisas…”, relembrou Milton em entrevista ao EXTRA, em 2015.

Na mesma entrevista de 2015, o ator contou que com o primeiro salário que ganhou da emissora, chegou em casa e disse à mulher que se casariam. “O emprego na Globo me deu a possibilidade de pagar dívidas e reestruturar a vida”, relatou Milton.

Além de ter atuado em muitos sucessos na emissora, como “A favorita”, que está sendo reprisada no “Vale a pena ver de novo”, Milton também dirigiu uma série de obras.

Na lista estão “Carga pesada”, “Irmãos Coragem” e “Escrava Isaura”. A última novela que participou na TV Globo foi O Tempo Não Para (2018), quando interpretou o catador de materiais recicláveis Eliseu.

Milton Gonçalves morreu nesta segunda-feira, dia 30, por volta de 12h30, como informaram os familiares ao G1. Ele estava em casa.

Fonte: IG GENTE

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Entretenimento

Eliane Giardini defende o uso de vibradores: ‘Bem-estar’

Publicado

source
Aos 69 anos, a atriz defende brinquedos sexuais
Divulgação

Aos 69 anos, a atriz defende brinquedos sexuais


Longe de qualquer crise existencial, segundo a própria faz questão de frisar, Eliane Giardini completa 70 anos em outubro. No palco, ao lado do amigo Marcos Caruso, ela interpreta uma personagem de 60, que tenta redescobrir sozinha o mundo depois da separação, na peça “Intimidade indecente”, em cartaz em São Paulo. Fora de cena, solteira, a atriz diz não está procurando um novo par, mas segue “atenta”.

+ Entre no canal do  iG Gente no Telegram e fique por dentro de todas as notícias sobre celebridades, reality shows e muito mais!

“Não estou procurando, mas permaneço atenta. De qualquer forma, existem outras eficientes maneiras de se exercer o sexo o tempo todo. Vibradores, por exemplo: sabendo usar, não vai faltar bem-estar”, diz a atriz à “Veja”.


Eliane Giardini, que foi casada durante 20 anos com o ator Paulo Betti, diz ainda não sentir o peso da idade, embora os 70 não deixa de assustar um pouquinho: “É tão surreal esse número, não me identifico com os 70, mas estou chegando a eles muito bem”.

+ Saiba mais no canal do  iG Gente no Telegram !

Fonte: IG GENTE

Continue lendo

Entretenimento

Luísa Sonza desabafa sobre vazamento de informações em hospitais

Publicado

source
Luísa Sonza
Reprodução/Instagram

Luísa Sonza


A cantora Luísa Sonza usou a sua conta no Twitter na noite deste sábado (25) para prestar apoio a atriz Klara Castanho e desabafar sobre a exposição que os artistas sofrem em hospitais. 

+ Entre no canal do  iG Gente no Telegram e fique por dentro de todas as notícias sobre celebridades, reality shows e muito mais!

Por meio de uma carta aberta aos seguidores, Klara revelou que foi estuprada, engravidou e decidiu entregar o bebê diretamente para adoção. A atriz contou que os profissionais do hospital onde deu à luz, vazaram as informações para a imprensa sem o seu consentimento.

Luísa considerou o vazamento de informações “desumano” e pediu que as instituições médicas parem de tratar os artistas como pessoas sem humanidade nenhuma. 

A cantora continuou dizendo ter ciência que existe uma lei contra esses vazamentos, mas esclareceu que é preciso leis mais severas de ética de médicos, enfermeiros e demais profissionais da área.


Fonte: IG GENTE

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana