conecte-se conosco


Agro News

MILHO/CEPEA: Preços começam 2020 elevados

Publicado

Cepea, 13/01/2020 – Os preços de milho iniciaram o ano em alta na maior parte das regiões acompanhadas pelo Cepea, sustentados pela baixa disponibilidade doméstica – em São Paulo, a saca é negociada acima de R$ 50,00, maior patamar nominal desde junho de 2016. As exportações do cereal seguem aquecidas, o que deve limitar ainda mais a oferta doméstica neste primeiro trimestre de 2020, de acordo com pesquisadores do Cepea. Além disso, produtores estão afastados do mercado, atentos às lavouras, que podem registrar menor produtividade na primeira safra, sobretudo no Rio Grande do Sul. Na região de Campinas (SP), o Indicador ESALQ/BM&FBovespa fechou a R$ 51,56/saca de 60 kg nessa sexta-feira, 10, avanço de 5,4% em relação ao dia 3. Os aumentos no mercado paulista só não foram maiores porque parte dos demandantes está afastada das aquisições, no aguardo do andamento da colheita em algumas regiões paulistas. Fonte: Cepea – www.cepea.esalq.usp.br

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Agro News

Mapa libera R$ 50 milhões de subvenção para seguro rural nas regiões Norte e Nordeste

Publicado


.

Produtores de grãos das regiões Norte e Nordeste poderão acessar, até outubro, o orçamento exclusivo de R$ 50 milhões no Programa de Subvenção ao Prêmio do Seguro Rural (PSR). “Essa medida tem como objetivo fomentar a oferta de seguros e elevar o número de apólices contratadas nessas regiões”, explica o secretário de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), César Halum. 

Em 2019, o Mapa já havia destacado pelo menos R$ 20 milhões do PSR para essas regiões e com bons resultados. No ano passado, as duas regiões somaram R$ 23,1 milhões em subvenção nos seguros rurais em todas as atividades, com destaque para grãos. A área segurada em 2018 era de 193,5 mil hectares em 2019 passou para 367,3 mil hectares nas duas regiões.  

O produtor Pedro Alves de Menezes, de Nossa Senhora Aparecida (SE), diz que ficou satisfeito com a cobertura do seguro rural contratado com apoio do governo. “Na safra 2018/19 tive uma seca com perda de quase 100% da lavoura, o técnico avaliou a roça e 30 dias depois o dinheiro estava depositado na conta”, conta.  

Contratação

Os produtores podem contratar a apólice de seguro rural com corretores e nas instituições financeiras que operem com as 14 companhias seguradoras credenciadas no PSR. Além disso, há recursos disponíveis no PSR para as modalidades de seguro rural de pecuária, frutas, olerícolas, café, cana-de-açúcar, aquícola e florestas. Neste ano, o Mapa pretende aplicar R$ 955 milhões em apoio financeiro aos produtores no seguro rural em todo o território nacional.O seguro rural é destinado aos produtores pessoa física ou jurídica, independente de acesso ao crédito rural. 

A subvenção econômica concedida pelo Ministério da Agricultura pode ser pleiteada por qualquer pessoa física ou jurídica que cultive ou produza espécies contempladas pelo Programa. Para os grãos em geral, o percentual de subvenção ao prêmio pode variar entre 20% e 40%, a depender da cultura e tipo de cobertura contratada. No caso das frutas, olerícolas, cana-de-açúcar e demais modalidades (florestas, pecuário e aquícola) o percentual de subvenção ao prêmio será fixo em 40%. 

Para produtores que estão contratando crédito de custeio nas instituições financeiras e são enquadrados no Pronaf, entre julho e outubro, há um projeto-piloto com recursos de R$ 50 milhões do PSR de estímulo a contratação do seguro agrícola de soja e milho verão (subvenção de 55% do prêmio) e para banana, maçã e uva (subvenção de 60% do prêmio).

Para produtores das regiões Norte e Nordeste de grãos, o PSR destinará R$ 50 milhões exclusivos para essas regiões nos meses de setembro e outubro. 

Para mais informações sobre o PSR, faça o download do aplicativo. Basta acessar para Android e para IOS 

Informações à Imprensa
[email protected]

Continue lendo

Agro News

BOI/CEPEA: Exportações brasileiras seguem registrando desempenho recorde

Publicado


.

Cepea, 06/08/2020 – Passados os primeiros sete meses do ano, as exportações brasileiras de carne bovina seguem registrando desempenho recorde, tanto em termos de volume quanto de receita. E esse contexto global se soma ao Real desvalorizado frente ao dólar, mantendo a carne brasileira competitiva no mercado internacional. De janeiro a julho, segundo dados da Secex, os embarques de carne bovina in natura totalizaram 946,67 mil toneladas, 17,2% superiores aos dos sete primeiros meses de 2019 e um recorde para o período. Em julho, especificamente, as exportações brasileiras de carne in natura somaram 169,24 mil t, apenas 0,73% abaixo do recorde verificado em outubro/19. Essa quantidade embarcada no mês passado foi 11% maior que a de junho e 31,2% acima da de julho do ano passado, ainda com base nos dados da Secex. No mercado interno, sustentados pelo bom desempenho das exportações e pela baixa oferta de animais prontos para o abate, os preços do boi gordo seguem firmes no mercado brasileiro, segundo pesquisadores do Cepea. Fonte: Cepea – www.cepea.esalq.usp.br.

Fonte: CEPEA

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana