conecte-se conosco


Tecnologia

Microsoft avisa 10.000 usuários que podem ter sido alvo de hackers

Publicado

Olhar Digital

Os ataques foram originados no Irá, Coreia do Norte e Rússia arrow-options
shutterstock/Reprodução

Pelo menos 1.600 contas pessoas foram violadas


A Microsoft alertou cerca de 10 mil pessoas que elas estavam sendo alvo de hackers que atacaram ou violaram suas contas no ano passado. A gigante do software afirma que 84% dos casos são direcionados a empresas, enquanto os 16% restantes acontecem envolvendo contas de e-mail pessoais. As estatísticas mostram uma extensão dos ataques organizados ou patrocinados por nações envolvendo cerca de 1.600 contas da Microsoft.

Leia também: Ataque hacker ao sistema do CNJ vaza dados pessoais de milhares de brasileiros

A maioria dos casos se origina de hackers no Irã, Coreia do Norte e Rússia, segundo a empresa. “Temos visto uma extensa atividade de grupos que chamamos de Holmium e Mercury operando no Irã, Thallium na Coréia do Norte e dois outros grupos na Rússia que chamamos de Ítrium e Strontium”, explica Tom Burt, vice-presidente corporativo de segurança e confiança do cliente da Microsoft .

Alguns desses já estiveram envolvidos em outras ações: o grupo Strontium foi identificado como o coletivo russo “Fancy Bear” e participou dos ataques de 2016 ao Comitê Nacional Democrata e dos ataques NotPetya contra bancos e infra-estrutura ucranianos em junho de 2017.

Leia Também:  Bilhete Único emitido antes de 2014 pode ter crédito bloqueado neste mês

Leia também: Hackers tentam invadir celular de relator da Lava Jato em segunda instância

A Microsoft está usando esses casos como parte de seu esforço para convencer as autoridades eleitorais e os fornecedores de tecnologia eleitoral a incorporar o ElectionGuard, o kit de desenvolvimento de software de código aberto (SDK) da Microsoft, em seus sistemas.

Ele foi projetado para criar resultados abertos que terceiros possam validar com segurança, permitindo que os eleitores verifiquem que seus votos foram contados e garantir que haja verificação de ponta a ponta das eleições.

Reprodução

A empresa alertou no ano passado que os grupos patrocinados por outras nações já tinham como alvo três candidatos das eleições de “meio termo” nos EUA, e o alerta para 10 mil usuários comprova que isso não é um problema que vai desaparecer da noite para o dia.

Leia também: Hacker tentou invadir mais uma vez o celular de Rodrigo Janot

“O problema é real e inabalável. É hora de encontrar soluções”, diz Burt. “Os governos e a sociedade civil têm papéis importantes a desempenhar, mas a indústria de tecnologia também tem a responsabilidade de ajudar a defender a democracia”.

Leia Também: 

Via: The Verge

Fonte: IG Tecnologia
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Tecnologia

Sony deve lançar versão Pro do PlayStation 5

Publicado

source

Olhar Digital

PlayStation 5 arrow-options
Reprodução/LetsGoDigital

PlayStation 5 deve ser lançado no ano que vem


A Sony planeja iniciar sua próxima geração de consoles no fim de 2020, com o PlayStation 5 , porém, esse pode são ser o único console lançado pela empresa nos próximos anos. A companhia está considerando a ideia de lançar uma versão Pro para o PlayStation 5 .

Em um artigo comemorativo dos 25 anos do PlayStation , Masayasu Ito, vice-presidente executivo de engenharia de hardware da Sony , declarou que um ciclo de 7 a 10 anos não é suficiente para acompanhar os avanços tecnológicos da indústria.

Leia também: Vídeo revela novo design do PlayStation 5; assista

Além disso, ele disse que a única forma de acompanhar essas mudanças é com o lançamento de um modelo mais poderoso no meio do ciclo. “Durante o ciclo de vida de uma plataforma, devemos ser capazes de mudar o hardware em si e tentar incorporar avanços na tecnologia. Foi esse o pensamento referente ao PS4 Pro , lançado no meio do ciclo do PS4 “, declarou Ito.

Leia Também:  Como fazer traduções com a câmera do celular usando o Google Tradutor

As palavras do engenheiro praticamente confirmam que em 2023 ou 2024 poderemos ter uma versão mais poderosa e atualizada do PlayStation 5 .

Fonte: IG Tecnologia
Continue lendo

Tecnologia

Quanto vale um disquete assinado por Steve Jobs? Peça é vendida por R$350 mil

Publicado

source

Olhar Digital

Disquete Steve Jobs arrow-options
Reprodução/PR Auction

Disquete assinado por Steve Jobs é comprado por R$350 mil


No final do mês de novembro, o site de leilões RR Auction colocou um disquete com o software Macintosh de 1988, assinado por Steve Jobs , em leilão. A peça foi avaliada inicialmente em US$ 7.500, pouco mais de R$ 31 mil reais em conversão direta. O vencedor da disputa comprou o item por US$ 84.115, pouco menos de R$ 350 mil.

Leia também: Disquete assinado por Steve Jobs vai a leilão; lance já chega a R$34 mil

Com esse valor é possível comprar 84 unidades do iPhone 11 . E por que esse disquete é tão valioso? Segundo o próprio site, além de estar em bom estado, a peça é “um formato extremamente desejável em função do autógrafo raramente visto de Jobs ”. Essa não é a primeira vez que uma assinatura do fundador da Apple é vendida por um alto preço.

Em setembro, um pôster assinado por Steve Jobs para o filme original de Toy Story custou mais de US$ 31 mil, cerca de R$ 128 mil. No ano passado, um pedido de emprego escrito por ele em 1973 custou mais de US$ 174 mil, aproximadamente R$ 722 mil.

Leia Também:  5G chega à China em novembro; e no Brasil?

Fonte: IG Tecnologia
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana