conecte-se conosco


Curiosidades

Microrganismos bizarros ajudam cientistas a decifrar origens da vida na Terra

Publicado

source

Planeta


Microrganismos encontrados podem explicar origem da vida na Terra arrow-options
undefined

Microrganismos encontrados podem explicar origem da vida na Terra


Microrganismos que respiram enxofre e se alimentam de pirita (chamada de “ouro de tolo”) em cavernas foram encontradas a milhares de metros abaixo da superfície da Terra. A descoberta, publicada recentemente na revista “ Geomicrobiology Journal ” e noticiada no site NBC News , tem, segundo cientistas, o potencial de desvendar os segredos de como a vida começou na Terra e como ela pode existir em outros planetas .

Preservada intacta por 2 bilhões de anos, a Mina Kidd, de zinco e cobre, está a mais de 560 km a noroeste de Toronto (Canadá) e atinge cerca de 2.400 metros de profundidade. É a área mais funda já explorada em terra por seres humanos e lar do mais antigo reservatório conhecido de água do planeta .

Leia também: Fim dos testes com animais? Laboratório de pele humana funciona no Rio

Embora a mina tenha ficado isolada do mundo , em permanente escuridão, a vida continuou a prosperar ali. Pesquisadores da Universidade de Toronto, liderados pela geóloga Barbara Sherwood Lollar, descobriram recentemente que organismos unicelulares conseguiram sobreviver nas águas da mina. Sua alimentação provém das substâncias químicas produzidas pela interação entre o reservatório e as rochas circundantes.

Leia Também:  Casal nu é flagrado atravessando rodovia de São Paulo; vídeo circula na internet

Uma das curiosidades da descoberta é que a pirita sustenta as formas de vida, as quais evoluíram sem necessidade de oxigênio ou luz solar.

Leia também: Ácaros prejudiciais à saúde são minoria

Leia também: Nasa encontra material orgânico em rochas de Marte, o que pode ser sinal de vida

“É um sistema fascinante, onde os organismos estão literalmente comendo ouro de tolo para sobreviver”, disse Sherwood Lollar à NBC News. “O que estamos descobrindo é tão emocionante – é como ‘ser criança de novo’.”

Biosfera das profundezas

A descoberta ajuda a desvendar o quebra-cabeça de como os organismos de águas profundas podem sobreviver enquanto os cientistas analisam cavernas escondidas e outras áreas para compreender a biosfera das profundezas da Terra – apelidada de “Galápagos subterrâneas”.

Por causa dos baixos níveis de energia disponíveis para os microrganismos , seu metabolismo diminuiu drasticamente, deixando-os sobreviver potencialmente por milhares de anos sem mudar. É uma janela para o mundo biológico antigo.

A equipe de Sherwood Lollar está agora procurando sequenciar os genes dos organismos , que serão comparados com outros no subsolo para ver se compartilham uma árvore genealógica e quão diferentes são uns dos outros. O estudo poderá ajudar a ciência a decifrar o segredo de onde e como a vida começou na Terra.

Leia Também:  Pouca força? Jacaré de 3,3m quebra janela, invade casa e assusta família

Charles Darwin imaginou que o início poderia ter ocorrido em um pequeno lago quente, mas “não há absolutamente nenhuma razão para que não possa ter sido uma fratura pequena e quente”, disse Sherwood Lollar. De várias maneiras, ela observou, micróbios que respiram enxofre, vivendo sob grossas camadas protetoras de rocha, seriam bem adequados às condições brutais do nosso planeta quando jovem.

Criaturas das profundezas também poderão ajudar os cientistas a entender como a vida alienígena poderia sobreviver em outros planetas onde o oxigênio não está facilmente acessível.

Fonte: IG Curiosidades
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Curiosidades

Médicos fazem cirurgia para retirar “chifre” de 10 cm da cabeça de homem

Publicado

source
Massa em formato de chifre na cabeça de homem arrow-options
Vishal Gajbhiye / Arquivo Pessoal

Homem precisou passar por cirurgia para retirada da massa em formato de chifre

Um homem indiano de 74 anos precisou passar por uma cirurgia para retirada de um “chifre” que cresceu na cabeça dele após sofrer um acidente em casa, na cidade de Madhya Pradesh, no país asiático.

Segundo o jornal britânico Metro, o agricultor começou a desenvolver o “ chifre ”, conhecido pela medicina como calo sebáceo, após bater a cabeça em uma queda, cinco anos antes de ir ao hospital.

Leia também: Bebê nasce com “três cabeças” e pai tenta enterrá-lo vivo

“Inicialmente, ele ignorou o hematoma porque não trazia nenhum desconforto para ele e o barbeiro local cortava, mas quando o caroço começou a ficar maior e mais furo, ele foi até o hospital”, afirmou o cirurgião local, Vishal Gajbhiye.

O volume, que era composto de queratina, foi completamente retirado pelos médicos. Agora, os especialistas conduzem exames para detectar o que causou a modificação e quais tratamentos o agricultor deve seguir.

Leia Também:  Urso mata músico que coletava sons da natureza no Canadá

Fonte: IG Curiosidades
Continue lendo

Curiosidades

Mergulhadores registram ataque de tubarão-branco

Publicado

source
Tubarão-branco arrow-options
Reprodução/Twitter

Ataque de tubarão-branco foi filmado de dentro de gaiola por mergulhadores.

Um grupo de mergulhadores que estava dentro de uma gaiola flagrou o ataque de um grande tubarão -branco . No registro, é possível observar a velocidade e a voracidade do predador, que ataca uma isca falsa utilizada para pesquisas. Confira o registro abaixo:

Ver essa foto no Instagram

Teasing a Great White isn’t A Winning Prospect!🦈 Video courtesy of Shark Diver via YouTube FOLLOW us at @creatures_of_the_deep_ for more like this! Sometimes the shark is faster than you and gets the prize! Baiting has become more controversial in recent years, as it is blamed for a rise in shark attacks, but proponents argue that the ability for people to see these animals in the wild increases public concern for their wellbeing. While there has been an increase in shark attacks over the last 50 years, other factors such as more people going swimming need to be taken into account when determining any possible impact of baiting on this number. What do you think? Comment below!👇

Uma publicação compartilhada por Creatures of the Deep (@creatures_of_the_deep_) em 15 de Set, 2019 às 12:02 PDT

A isca falsa utilizada pela equipe tem como função atrair os tubarões para permitir observações e um estudo dos animais e de suas técnicas de caça . E, por mais que tenha se tornado comum, essa técnica vem desagradando a população.

Leia também: Confronto sangrento entre tubarão e focas causa pânico em turistas; veja vídeo

Isso porque especialistas associam o uso da técnica com o aumento no número de ataques de tubarão nos últimos anos. Entretanto, a página que divulgou o vídeo afirma que não é possível confirmar uma relação entre os fatos.

Fonte: IG Curiosidades
Leia Também:  Médicos fazem cirurgia para retirar “chifre” de 10 cm da cabeça de homem
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana