conecte-se conosco


Tecnologia

Mi Store Brasil desaparece e prejudica milhares de clientes

Publicado

Olhar Digital

Xiaomi fez sucesso no Brasil e loja não-oficial aproveitou para lucrar arrow-options
Divulgação/Xiaomi

Xiaomi fez sucesso no Brasil e loja não-oficial aproveitou para lucrar


Antes de a Xiaomi chegar oficialmente ao Brasil , através da parceria com a DL Eletrônicos , e posteriormente com a loja oficial aberta em São Paulo , o site “ Mi Store Brasil ” era o meio utilizado por aqueles que queriam comprar um celular da marca chinesa. Nas últimas semanas, o portal voltou a ficar em evidência, mas por um motivo negativo. A loja deixou de entregar todos os pedidos feitos a partir da Black Friday , saiu das redes sociais, desativou o site e não responde nenhum contato.

Quando a fabricante chinesa chegou ao brasil, a Mi Store foi muito beneficiada, já que era o primeiro resultado para as buscas no Google . A Xiaomi tentou de tudo para derrubar o domínio “ MiStoreBrasil.com ” antes de começar suas operação no país, mas não teve sucesso. Aqueles fãs de longa data da marca já sabiam que o site não era muito confiável. O Reclame Aqui possuiu diversas reclamações em relação à loja. Porém, aqueles que quiseram aproveitar a Black Friday para comprar seu primeiro Xiaomi foram pegos de surpresa.

Reprodução

Complicações

Com isso, diversos pedidos foram feitos durante a Black Friday e o Natal , e literalmente todo mundo ficou no prejuízo. O que se sabe até agora é que o último status recebido para todas as compras são de “aguardando envio”, o site da loja está fora do ar, como mostra a imagem a cima, e todas as redes sociais foram excluídas. O número pode passar de mil clientes, com prejuízo médio de R$ 1,2 mil. Aqueles que procuraram à polícia foram desencorajados de fazer um boletim de ocorrência. Segundo os oficiais, é muito difícil avançar em casos que todos os dados “desaparecem”. Os clientes que pagaram pelo MercadoPago estão conseguindo estornar o valor gasto, mas o restante enfrenta dificuldades.

Leia também: Apple irá lançar cinco modelos de iPhone durante 2020, diz analista

As próprias vítimas tentam juntar o maior número de informações sobre a loja, mas elas são um tanto confusas. A Mi Store Brasil pertencia à empresa Action Sales Companhia Digital LTDA, com CNPJ 29.497.760/0001-38. Porém, a fatura do cartão dos clientes mostrava a loja com o nome JCell, e não Action Sales. A JCell possui um quiosque com o nome Mi Store Brasil em Blumenau, mas afirma que não possui nenhum vínculo com a Action Sales ou o site.

Sumiço

O caso fica ainda pior. Aqueles que fizeram a compra por boleto notaram que o beneficiário era a PAD Eletrônicos. Uma terceira empresa diferente. Esta última, porém, é proprietária da loja online Huawei Store Brasil e, afirma que “A PAD Eletrônicos é uma das empresas do GRUPO ACTION que também é gestora da conceituada loja www.mistorebrasil.com”.

Como é possível notar, não vai ser fácil encontrar os responsáveis pela loja e, consequentemente, pelo prejuízo de centenas, talvez milhares, de clientes. As próprias vítimas estão se unido em grupos de Telegram para se apoiarem e encontrarem novas informações. Porém, os crimes digitais ainda são subestimados no Brasil e, infelizmente, esse caso deve demorar para ter um desfecho. Lembrando ainda que o site oficial de vendas da Xiaomi possui o domínio ” https://xiaomi.distribuidornacional.com.br/ “.

Via: Mobizoo

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Tecnologia

Bill Gates diz que Microsoft será cuidadosa com dados do TikTok

Publicado


source

Olhar Digital

TikTok
Wikimedia Commons/Kuhlmann MSC

Bill Gates comenta compra do TikTok


Apesar de, como ele mesmo diz, não ser o público-alvo do TikTok , Bill Gates decidiu falar sobre a possível compra da rede social pela Microsoft . O empresário afirmou estar confuso com todo o imbróglio que aconteceu no último fim de semana entre Donald Trump , a Microsoft e a ByteDance em torno da aquisição, mas assegurou que sua empresa não deve fazer nada de errado com os dados dos usuários.

“A Microsoft é muito cuidadosa com os dados. Não faremos coisas hostis ou vistas como hostis”, garantiu em entrevista à Bloomberg. Além disso, ao ser questionado sobre o que pensava sobre a possibilidade de o TikTok entrar para a “família Microsoft”, destacou que a inovação do aplicativo é algo a se elogiar. “É bom que o TikTok tenha criado alguma concorrência por meio da inovação. Não me parece que impedir que a inovação esteja disponível faz muito sentido quando você quer coisas novas por aí”, afirmou.

Desde março, Bill Gates se afastou ainda mais da Microsoft , apesar de ser um dos maiores acionistas da empresa. Ele decidiu deixar o conselho de diretores para se dedicar à Bill & Melinda Gates Foundation, fundação filantrópica que criou junto com sua esposa. De qualquer forma, afirmou que, caso os mandatários da empresa desejarem, poderá dar alguns conselhos, mesmo que não esteja “no centro da decisão que está sendo tomada”.

Entenda a polêmica Estados Unidos x TikTok

Desde que chegou ao ocidente, o TikTok se tornou um sucesso absoluto, com mais de dois bilhões de downloads. Porém, a ByteDance, desenvolvedora da rede social, é uma empresa chinesa, o que levantou uma série de contestações sobre a segurança dos dados dos usuários. Isso porque, segundo o governo americano, a China pode ter acesso a essas informações e usar isso a seu favor.

Por conta disso, o presidente Donald Trump anunciou na última semana que o aplicativo será banido dos Estados Unidos, a menos que alguma empresa americana o compre (e é aqui que a Microsoft entra na história). O país, porém, não foi o primeiro a fazer isso. A  Índia anunciou o banimento do TikTok (e muitos outros aplicativos de origem chinesa) no país.

Continue lendo

Tecnologia

Xbox Series X será lançado em novembro, confirma diretora da Microsoft

Publicado


source

Olhar Digital

Xbox Series X
Reprodução

Design oficial do Xbox Series X


De acordo com Dina Bass, repórter de tecnologia, a Microsoft  indicou que o lançamento do Xbox Series X , seu novo console, deve ocorrer em novembro. A informação foi obtida durante uma entrevista com Amy Hood, diretora financeira da empresa.

A jornalista questionou sobre a chegada da nova geração de consoles e perguntou se isso aconteceria em novembro. Foi quando ela recebeu um “sim” da entrevistada. Apesar disso, não há nenhuma indicação de data específica.

Anteriormente, o lançamento do novo Xbox  foi marcado para o fim de 2020, sem especificar o mês. Em março, uma página oficial em indicou que o produto estava marcado para chegar às lojas no dia de ação de graças deste ano – que acontece em 26 de novembro.

No entanto, a Microsoft  informou que tudo não passou de um erro da página. Mesmo assim, os consoles anteriores da empresa – o Xbox original, Xbox 360 e Xbox One – foram disponibilizados em novembro, o que reforça o rumor do lançamento na data.

Em resposta à GameSpot, um porta-voz da Microsoft disse que estão “entusiasmados para lançar o Xbox Series X , que estabelecerá um novo padrão de potência, velocidade e compatibilidade quando o console for lançado, juntamente com ‘Halo Infinite’. Não temos mais nada a compartilhar no momento”.

O evento mais recente da Microsoft, o Xbox Games Showcase , ocorreu em 23 de julho. Muitos esperavam que informações como preço e data de lançamento do console seriam divulgadas de surpresa – assim como foi com a revelação do console. Porém, a companhia preferiu dar destaque apenas para jogos.

Loja redesenhada

Enquanto o novo console não chega, a empresa decidiu reformar sua loja online de aplicativos e jogos, a Microsoft Store . De acordo com a empresa, a intenção é deixar a plataforma “mais rápida, segura e fácil de usar do que nunca”.

Segundo a Microsoft, a loja passará a ser duas vezes mais rápida do que agora e carregará em menos de dois segundos. Além disso, a plataforma mostrará quais games seus amigos estão jogando e facilitará a busca por promoções e a visualização de diferentes títulos, já que exibirá trailers conforme o usuário navega entre as opções.

A revisão da navegação da loja, que incluiu a exibição de trailers, partiu da premissa de que a Microsoft quer “tornar mais fácil do que nunca encontrar o seu próximo jogo, aplicativo, filme ou programa de TV favorito”. Por isso, a empresa também incluiu novos filtros de pesquisa, uma lista de desejos renovada e um carrinho atualizado para facilitar a visualização dos itens adicionados.

Há, também, um foco na compatibilidade com as versões anteriores do console. Portanto, a loja será adaptada para funcionar bem no Xbox 360, no Xbox One e no Xbox Series X – quando chegar a hora.

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana