conecte-se conosco


Entretenimento

Menos inspirado, “O Mecanismo” retorna tentando equilibrar ideologias

Publicado

Logo na largada da 2ª temporada de “O Mecanismo”, série da Netflix sobre os bastidores da Operação Lava Jato, o ex-policial Marco Ruffo (Selton Mello), que é o narrador da produção, diz que é chamado de “fascista” se aponta corrupção na esquerda e de “esquerda caviar” se faz o mesmo na direita. Mais tarde ele reforça: “Ideologia é uma merda”.

Leia também: “O Mecanismo” dá ritmo de thriller policial à rotina política brasileira


O mecanismo
Divulgação

Cena de O Mecanismo: empreiteiros na mira da Lava Jato

Este é o signo do segundo ano da comentada produção criada e assinada por José Padilha em parceria com expoentes da produção do audiovisual nacional como Daniel Rezende e Elena Soarez. Tal qual o segundo “Tropa de Elite” está para o primeiro, o segundo ano de “O Mecanismo” está para seu anterior.

Ainda no primeiro episódio – são oito a compor o segundo ciclo – a frase “estancar a sangria” que detonou fortes reações no primeiro ano ao ser atribuída ao ex-presidente Higino (Arthur Kohl) é posta na boca do personagem inspirado em Aécio Neves, o senador e candidato derrotado nas urnas em 2014 Lucio Lemos (Michel Bercovicht).

O segundo ano da série é muito mais engessado no discurso, preocupado em não pisar em calos ideológicos, do que comprometido com o vigor narrativo do primeiro ano – que tinha suas falhas, mas era mais independente criativamente.

Leia Também:  “A Fazenda”: mais um nome assina contrato com a Record TV para reality

Aqui há diálogos pensados para evitar cara feia e até mesmo uma metáfora visual desnecessária – Ruffo chega a criar um castelo de cartas e usar o jogo canastra para explicar a longeva sistemática de corrupção em vigor no País. De toda forma, o aspecto primordial da série – a visão dantesca de José Padilha para o jogo político no Brasil – segue como norte absoluto da trama.

Leia também: “Se escrevo é para chatear”, diz José Padilha ao reafirmar seu apartidarismo

“O inimigo agora é outro”


o mecanismo
Divulgação

Selton Mello e Enrique Diaz se encaram em cena de O Mecanismo

Na segunda temporada os investigadores da Lava-Jato se deparam com a politização da operação e muitos não sabem exatamente como lidar com isso. Os conflitos pessoais desses personagens, intrínsecos à complexidade da operação ou extemporâneos a ela, são alguns dos bons valores desenvolvidos pelo segundo ciclo. Especial atenção para a ciranda amorosa envolvendo a delegada Verena (Carol Abranches), o agente Vander (Jonathan Haagensen), o procurador Claudio (Lee Taylor) e sua esposa e também procuradora Renata (Karla Tenório).

A série abraça a tese de que o PT “dormiu com o inimigo” e que o PMDB, hoje MDB, percebeu a cisão na base do governo e patrocinou a queda de Janete Ruscov (Sura Berditchevsky) e a prisão de Higino em uma manobra para preservar o mecanismo e entregar algum resultado para a operação mais ampla de combate à corrupção no País.

Leia Também:  Leonardo da Vinci: 500 anos à frente de seu tempo

É uma boa tese, mas que a série alinha com pouca imaginação devido às tantas amarras ideológicas que precisa dar conta para não envergar. É um flagelo autoimposto. Outro problema é o personagem de Selton Mello. Totalmente deslocado da ação, a série precisa achar meios de inseri-lo narrativamente no que está acontecendo e isso nem sempre funciona bem, ainda que o episódio dedicado a sua ação na tríplice fronteira seja isoladamente bastante satisfatório.

Leia também: Selton Mello fala que qualidade do som é melhor na 2ª temporada de “O Mecanismo”

A face menos oculta da lei


o mecanismo
Divulgação

O juiz Rigo em O Mecanismo: obsessão por justiça que esgueirou pela politização?

Um dos pontos mais interessantes do novo ano, que corre mais com os eventos do que no primeiro ciclo, é a maneira como Padilha trabalha a figura de Moro, aqui na pele do juiz Rigo e vivido pelo ator Otto Jr. Padilha vê um juiz seduzido pela notoriedade e que aceita o antagonismo com a figura de Higino e até mesmo se compraz dele.

É um arco interessante, e ainda que Padilha pese a mão algumas vezes, fornece boas possibilidades para o futuro da série, caso a terceira temporada seja confirmada.

Como “O Mecanismo” é uma série cara e complexa e de interesse muito regional, o terceiro ano pode não vir. De todo modo, o desfecho dessa temporada funciona como um series finale digno e compatível com o discurso político do cineasta.

Fonte: IG Gente
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Entretenimento

BBB20: Quem é quem no Big Brother Brasil, que terá anônimos e famosos

Publicado

source
Participantes do BBB20 arrow-options
Reprodução/Globo

Participantes BBB 20

A TV Globo divulgou, neste sábado (18), a lista oficial dos participantes do ‘ BBB20 ‘. Os participantes do Big Brother 2020 foram revelados durante os intervalos comerciais do ‘Caldeirão do Huck’. Os brothers foram divididos em dois grupos: ‘Pipoca’, composto por desconhecidos, e ‘Camarote’, que terá nomes famosos.


Leia mais: Meghan Markle e príncipe Harry deixarão de usar o título ‘Alteza Real’

Babu Santana  é ator, tem 40 anos, mora no Rio de Janeiro, e ficou conhecido por alguns de seus papéis, entre eles, o que ele interpretou o saudoso Tim Maia nos cinemas. Pai de três filhos, ele namora Tatiane há dois anos e meio. “O que me atraiu não foi fama, foi o fato de ganhar R$ 1,5 milhão. Estou integralmente buscando esse prêmio no sentido financeiro. Tenho mil projetos que posso alavancar”, afirma sobre sua entrada no reality.

Bianca Andrade , a Boca Rosa , tem 25 anos, é blogueira, mora no Rio tem 27 tatuagens espalhadas pelo corpo. Escreve e transmite tutoriais de moda para milhares de seguidores no Instagram.

Felipe tem 27 anos, mora em São Paulo, é arquiteto e filho de um corretor de seguros e uma dona de casa. Hoje ele é sócio de uma construtora e de uma pizzaria, mas ainda mora com os pais. Solteiro, Felipe afirma que nunca namorou. “O dia que eu chegar aqui em casa com alguém para apresentar vão bater palma”, brinca. Ele fez as malas para entrar no BBB20 sem se despedir pessoalmente do pai e da mãe, Edmir e Fátima, que estão viajando de moto pelo Uruguai.

Flayslane , do time ‘Pipoca’, é cantora, tem 25 anos, é mãe de um menino de dois aninhos e mora em Nova Floresta, no interior da Paraíba. Ela tem os cabelos pintados de rosa desde os 11 anos: “Tirei a cor só duas vezes para dar uma cuidada, mas logo voltei”, afirma. A carreira de cantora a tornou conhecida e ela já ganhou algumas tatuagens de fãs. Para retribuir o carinho, ela carrega no antebraço a frase: “Fãs, amor ”.

Gizelly é do time ‘Pipoca’, é advogada criminalista, tem 28 anos e é do Espírito Santo. Ela tem uma pequena loja de roupas com a mãe e faz trabalhos como influenciadora digital. Sempre sonhou em ser famosa, mas não segue famosos nas redes sociais. Dizem que ela se parece com a Giovanna Antonelli. “Já mostraram uma foto minha pra ela e ela realmente achou!”, conta.  

Gabi Martins  tem 23 anos, é cantora e mineira de Belo Horizonte. Largou a faculdade de odontologia no terceiro período para seguir a carreira de cantora. Ela saiu da sala de aula antes de fazer uma prova e nunca mais voltou. Já compôs mais de 40 músicas e se inspira principalmente na própria vida amorosa: “Quanto mais corna você é, mais isso rende para você”, afirma. Já ficou com Herinque, da dupla Henrique e Juliano, e tem crush em Caio Castro e Felipe Titto.

Leia Também:  “Meu maior medo é ficar um velho sem graça”, revela Fábio Porchat

Guilherme  é modelo, tem 28 anos e mora em Presidente Prudente, São Paulo. Ele tem um irmão gêmeo chamado Pedro. Os dois foram adotados ainda recém-nascidos.  “Isso é uma coisa que nunca me incomodou, nem a mim, nem ao meu irmão, sempre foi tudo às claras. E o fato de eles serem as pessoas que me criaram faz deles meus verdadeiros pais. É muito natural”, conta. Guilherme já teve sete namoradas, mas segue solteiro há sete meses e não descarta se envolver com alguém dentro da casa. 

Pyong Lee é hipnólogo e youtuber, tem 27 anos, mora em São Paulo e espera a chegada do primeiro filho. Ele é casado com Samy, que está grávida de oito meses. O filho do influenciador digital nasce no próximo mês. “Estou nervoso. Agora está começando a cair a ficha. Nós conversamos muito quando recebi o convite para o programa e deixei a decisão com ela. Fiquei no máximo três dias longe dela. O pior de agora é a despedida”, confessa.

Hadson é mais um integrante do time ‘Pipoca’. Ele é ex-jogador de futebol, tem 38 anos é de Belém do Pará. O rapaz tem dois filhos e está solteiro: ‘Onde eu chego, eu sou luz, consigo me dar bem com todo mundo’, afirma. Brincalhão e mulherengo, pretende usar essa presença para não passar pelo que ele acredita que pode ser seu maior problema dentro da casa: abstinência sexual. Solteiro, ele não pensa em encontrar um amor no reality: “arrumar namoradinha, isso não existe”, diz.

Lucas Chumbo , de 24 anos, é de Saquarema, Rio de Janeiro, e está no grupo ‘Camarote’. Ele é surfista de ondas gigantes e top 3 do mundo. Solteiro, Chumbo tem certeza que rola relacionamento na casa: “Eu não vou conseguir ficar na casa 3 meses sem um romance”, garante. A fama de pegador, segundo ele, não é verídica. “Eu sempre namoro, mas curto também uma safadeza às vezes”, confessa. Lucas já teve 4 relacionamentos sérios, o mais longo com 2 anos e o mais curto com 1 mês de duração.

Lucas  é fisioterapeuta, tem 26 anos, morador de Florianópolis, Santa Catarina, já sonhou em ser atleta e vai levar sua competitividade para a casa. Lucas jogava basquete nos Estados Unidos, com planos de ir para a NBA, quando sofreu uma lesão que forçou o fim daquele sonho. Encontrou na fisioterapia estética um novo caminho e agora, em vez de competir com vários homens de tamanho semelhante ao dele, atende a um público quase todo feminino. “Não dá para reclamar”, diz, aos risos.

Manu Gavassi  é cantora e atriz, tem 27 anos e mora em São Paulo. Ela entra no reality para viver ‘o desafio mais louco’ de sua vida e afirma que está fechada para relacionamentos amorosos na casa. Manu é uma das melhores amigas da atriz Bruna Marquezine. A família confia nas decisões dela. “Escrevo músicas sobre a minha vida, expondo a minha vida, então acho que isso deu uma tranquilidade para eles”, revela. 

Marcela  tem 31 anos, é médica ginecologista e mora em São Paulo. A loura já namorou famoso jogador de futebol e teve affair com um filho de Julio Iglesias. Na adolescência, namorou Japinha, baterista da banda CPM22. Já foi modelo e blogueira de moda. Aos 14 anos, venceu um concurso com cinco mil meninas e foi capa de uma revista adolescente. Terminou um namoro de 10 meses para entrar na casa. Ela se desligou de todos os seus empregos como médica por causa do BBB. 

Leia Também:  “A Fazenda”: mais um nome assina contrato com a Record TV para reality

Mari Gonzalez  é natural de Salvador, tem 25 anos, é influenciadora digital e namorada do ex-BBB Jonas, da 12ª edição do reality. Mari tem mania de limpeza e organização. Tem nove tatuagens, mas está tirando uma na barriga que detesta. Tem três cachorros: “Francisco, que chamo de Cisco e é um chihuahua, o Marsh, que o nome é Marshmallow e é um spitz, e o Bud, que é um bull terrier”, conta.

Thelma , do grupo ‘Pipoca’, é de São Paulo, trabalha como médica anestesiologista e tem 35 anos. Ela é passista da Mocidade Alegre e descobriu que era adotada através de uma ligação anônima. Bailarina formada, dançou profissionalmente durante sete anos. Thelma já ficou 12 horas em uma cirurgia sem sair nem para ir ao banheiro. Trabalha em quatro hospitais com uma carga horário de 60 horas semanais.

Petrix Barbosa é ginasta multicampeão de 27 anos mora em São Paulo e entra na casa em busca de mais uma conquista: “O que vale dar pelo prêmio é meu sangue e meu suor”, afirma. Com seus 1,79m, Petrix é um dos ginastas mais altos do mundo. Petrix vai dançar, mas não pretende viver um romance. Ele namora há seis meses uma menina que mora na Alemanha. “Estou namorando e ainda muito apaixonado e feliz. Sinto que tenho amor pro resto da vida”, declara. Obteve a cidadania portuguesa em 2018 e agora vive entre Miami e Lisboa, sempre treinando e em competições.

Victor Hugo  é cientista, tem 25 anos e veio em Imperatriz, no Maranhão. Ele já fez trabalho voluntário em países como Bolívia, Chile, Estados Unidos e Austrália. Ele é formado em Psicologia e Letras, com mestrado em Saúde Pública. Horas antes de receber a notícia de que iria para o BBB20, o cientista havia sido informado que sua tese de doutorado foi pré-selecionada por uma universidade no Canadá. “Agora é só torcer para eles me aceitarem depois que eu ganhar R$ 1,5 milhão”, brincou.

Rafa Kalimann  está no grupo ‘Camarote’. Ela é influenciadora digital, tem 26 anos, e vem de Campina Verde, Minas Gerais. Já foi casada com o sertanejo Rodolffo, dupla de Israel. Apesar de trabalhar 24h com o celular, Rafa garante que não irá sentir falta do aparelho. “Para mim celular é trabalho. Sempre estou resolvendo coisas, criando novos projetos. E quando entro nas redes sociais meu olhar é analítico, para ver o que, como e quando as pessoas estão postando. Agora terei férias. Meu trabalho continua, mas sem o celular”, conta. 

Fonte: IG Gente
Continue lendo

Entretenimento

Convidada para chefiar Cultura, Regina Duarte elogia Bolsonaro nas redes sociais

Publicado

source
Regina Duarte em entrevista ao arrow-options
Reprodução/Globo

Regina Duarte tem simpatia ao presidente Jair Bolsonaro

Convidada pelo presidente Jair Bolsonaro para o lugar de Roberto Alvim, demitido da secretaria da Cultura nesta sexta-feira (17) após copiar frases de um discurso nazista em um pronunciamento oficial, a atriz Regina Duarte fez um post no Instagram neste sábado (18)elogiando o governo. “Nunca é demais lembrar o respeito que esse governo tem pelo seu povo”, escreveu ela.

Leia também: Relembre crises de Roberto Alvim, secretário da Cultura demitido por Bolsonaro

Regina é é conhecida por defender o governo nas redes sociais, já posou ao lado de Bolsonaro e participou das manifestações pró-Bolsaonaro durante a campanha eleitoral. É também amiga da primeira-dama Michelle Bolsonaro e conselheira do Pátria Voluntária, programa de Michelle que incentiva a prática do voluntariado.

O presidente Bolsonaro telefonou para Regina e fez o convite. Segundo o governo, ela ficou de responder neste sábado (18), mas a atriz disse que ainda quer ter uma conversa com o presidente nesta segunda (20) .

Leia Também:  Drama de Christiane Torloni dá melhor audiência do ano ao “Conversa Com Bial”

Se a atriz não topar a empreitada, o secretário do Audiovisual, André Sturm, é o favorito para assumir o cargo. Um pastor — cujo nome não foi revelado — também estaria cotado. Até a definição do novo secretário, assume interinamente José Paulo Soares Martins. Atual secretário-adjunto da Cultura, ele já havia chefiado a pasta após a exoneração de Henrique Pires, em agosto do ano passado.

Fonte: IG Gente
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana