conecte-se conosco


Saúde

Médicos alertam para risco de acidentes domésticos durante isolamento

Publicado


.

Com o isolamento social por causa da pandemia de covid-19, médicos alertam para o cuidado com acidentes domésticos. Segundo a Associação Brasileira de Medicina e Cirurgia do Tornozelo e Pé (ABTPé), nesse período, é natural que as pessoas procurem atividades dentro de casa para ocupar o tempo, como fazer pequenas reformas e arrumações, além de praticar atividades físicas e aderir a brincadeiras da internet para se distrair.

O diretor da regional São Paulo da ABTPé, Danilo Ryuko Cândido Nishikawa, destacou que quedas de altura (de escada, cadeiras e cama) e acidentes por instrumentos perfuro-cortantes – vidro, faca, serra, prego – acabam se tornando mais frequentes. “É preciso ficar atento, pois as quedas de altura podem causar lesões simples, como leves entorses do tornozelo, ou fraturas graves da tíbia, fíbula, calcâneo e metatarsos, que necessitem de tratamento cirúrgico.”

“A maior frequência do manuseio de instrumentos de cozinha ou de construção pode causar lesões nos tendões, nervos e vasos sanguíneos da mão, levando a consequências graves”, acrescentou Nishikawa, que é especialista em cirurgia do pé e tornozelo.

Também especialista em cirurgia do pé e tornozelo, o presidente da ABTPé, José Antônio Veiga Sanhudo, alertou para a necessidade de cuidado com brincadeiras disseminadas pela internet. “É preciso tomar muito cuidado ao tentar imitar os desafios e brincadeiras lançados na internet, pois o que era para ser diversão pode acabar em lesões que, dependendo da situação, podem deixar sequelas.”

Sanhudo ressaltou que as crianças e os idosos exigem mais atenção e cuidados dentro de casa, pois situações corriqueiras podem se transformar em acidentes. Com o confinamento, as crianças ficam mais agitadas e passam a explorar novos lugares na casa, o que pode colocá-las em risco. “A casa se torna o playground, o parque e a quadra de esportes. Com isso, podem ocorrer desde lesões menores, como imprensar o dedo nas portas e pequenas contusões, até fraturas do fêmur, tornozelo, cotovelo, mão e punho. Ficar de olho é a principal medida para protegê-las”, afirmou o especialista.

Segundo os médicos, os idosos apresentam fraqueza muscular, piora do equilíbrio e fragilidade óssea pelo avanço da idade e são mais suscetíveis a quedas dentro de casa. Acidentes domésticos podem causar, por exemplo, fraturas do fêmur, punho e ombro nos idosos devido a essas condições. “É importante evitar tapetes e objetos pelo chão da casa, isolar pisos escorregadios, manter os ambientes iluminados e não subir em bancos, cadeiras ou escadas”, alertou Nishikawa. “E, em caso de acidente, não hesite em procurar o pronto-socorro ortopédico.”

Edição: Nádia Franco

Fonte: EBC Saúde

publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Saúde

Crivella libera comércio de rua e salões de beleza no Rio

Publicado


source

Agência Brasil

Prefeito do Rio de Janeiro Marcelo Crivella
Rhavinne Vaz/ Prefeitura do Rio

Apesar de reabertura, Crivella pede para que pessoas do grupo de risco se mantenham em casa



O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, anunciou nesta sexta-feira (26) que decidiu liberar o comércio de rua na cidade a partir deste sábado (27), assim como algumas outras atividades comerciais . Segundo Crivella, a medida foi aprovada pelo comitê científico da prefeitura, devido à queda no número de mortes e ao aumento na disponibilidade de leitos de enfermaria e de Unidade de Tratamento Intensivo (UTI).


Além do comércio de rua, o prefeito também liberou salões de beleza e barbearias. Todos, porém, terão de trabalhar em horário reduzido, das 11h às 17h, para não se chocar com os horários dos shoppings , que abrem das 12h às 20h. O objetivo, segundo ele, é evitar lotação no sistema de transportes.

“O comércio abre na cidade toda, às 11h, para não coincidir com o horário dos shoppings , [que é] ao meio-dia, e fecha às 17h, porque os shoppings fecham às 20h. De tal maneira que os transportes públicos não deverão ter aglomerações”, explicou Crivella, em coletiva de imprensa.

Na quinta-feira (2), poderão abrir as academias, bares e restaurantes. Porém, os comerciantes deverão seguir regras de distanciamento e higiene, oferecendo álcool gel e sabão nas pias para lavagem das mãos, além de manter os ambientes abertos e ventilados.

Segundo o prefeito, a reabertura é possível porque se reduziram os índices de ocupação de enfermarias e UTIs, além do menor número de enterros na cidade, comparado ao ano passado. Para Crivella, isto é motivo de celebração.

“Acho que é uma boa notícia. A cidade do Rio de Janeiro já começou o seu processo de reabertura há um mês e as curvas, diferente daqueles que profetizavam ou agouravam que haveria um caos, um problema muito grande, que nós não estávamos sendo prudentes ou sábios, no nosso processo de abertura, graças a Deus as curvas se mantiveram em descendência. Ontem, na cidade do Rio, nós sepultamos 164 pessoas e no dia 25 de junho do ano passado tínhamos sepultado 200, portanto 36 pessoas a menos num período de coronavírus, de extrema pandemia, é algo que nós devemos celebrar”, disse.

Crivella apelou ainda para a permanência em casa das pessoas classificadas como grupos de risco, como idosos, obesos, diabéticos, pessoas com pressão alta, com câncer e problemas renais.

“Aquelas pessoas com comorbidades, obesos, com diabetes descompensada, pressão alta, insuficiência renal, que estão fazendo tratamento de câncer, os cardiopatas, pessoas que têm muita idade, essas pessoas, permaneçam nas suas casas, se preservem, tenham cuidado consigo mesmo.”

A prefeitura prometeu fiscalizar com rigor, a partir de amanhã, a reabertura do comércio, para checar se as regras de higiene e afastamento estão sendo seguidas. A cidade do Rio registrou, nesta sexta-feira, 55.152 casos de Covid-19 , com 6.264 mortes pela doença.

Fonte: IG SAÚDE

Continue lendo

Saúde

Covid-19: Brasil tem 2º dia com maior registro de novos casos

Publicado


.

O Brasil teve o segundo dia com maior número de novos casos de covid-19 registrados no balanço divulgado hoje (26) pelo Ministério da Saúde. Foram 46.860 pessoas infectadas adicionadas às estatísticas. Com isso, o total subiu para 1.274.974 de casos confirmados, mantendo a segunda colocação no ranking mundial, atrás apenas dos Estados Unidos. A marca foi superada apenas pela última sexta-feira (19), quando a soma das 24 horas atingiu o recorde de 54.771 novas notificações. Depois de uma tendência de queda entre a semana retrasada e a passada, os casos voltaram a aumentar na semana epidemiológica 25, como constatou o Ministério da Saúde nesta semana. A marca foi superada apenas pela última sexta-feira (19), quando a soma das 24 horas atingiu o recorde de 54.771 novas notificações.

Já o número de novas mortes em razão da pandemia do novo coronavírus foi de 990, abaixo dos dias anteriores. Ontem foram registrados 1.141 novos óbitos; na quarta-feira (24), 1.185; e na terça-feira (23), 1.374. O total de falecimentos tendo como causa a covid-19 somou 55.961, mais do que a capacidade máxima do Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre.

A taxa de letalidade (número de mortes pelo total de casos) ficou em 4,4%. A mortalidade (quantidade de óbitos pela população) atingiu 26,6%. A incidência dos casos de covid-19 no país é de 606.7%.

O balanço do Ministério da Saúde aponta 521.487 pacientes ainda em observação, enquanto o total de recuperados desde o início da pandemia é de 697.526.

Estados

Os estados com maior número de óbitos são São Paulo (13.966), Rio de Janeiro (9.587), Ceará (5.920), Pará (4.803) e Pernambuco (4.610). Ainda figuram entre os estados com altos índices de vítimas em função da pandemia Amazonas (2.739), Maranhão (1.906), Bahia (1.642), Espírito Santo (1.507), Alagoas (975) e Paraíba (864).

Boletim epidemiológico covid-19 Boletim epidemiológico covid-19

Boletim epidemiológico covid-19 – Ministério da Saúde

Edição: Liliane Farias

Fonte: EBC Saúde

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana