conecte-se conosco


Política MT

Médico recebe moção de louvor da ALMT por atuação na pandemia

Publicado


.

Foto: ANGELO VARELA / ALMT

Na sessão desta segunda-feira (29), o deputado estadual Ondanir Bortolini (PSD), Nininho, apresentou uma homenagem ao médico Dr. Carlos Augusto Carretoni Vaz, mais conhecido como Dr. Carretoni, pelo trabalho que vem desenvolvendo no tratamento ao coronavírus (Covid-19), especialmente de maneira filantrópica.

O parlamentar destacou o médico como grande ser humano. Atualmente, o Carretoni é o diretor do departamento de saúde da Assembleia Legislativa, o QualiVida.

“O Dr. Carretoni é um amigo para todos nós, um ser humano admirável que atende os servidores e os deputados igualmente e, durante esse período de pandemia ele tem se dedicado para atender a todos, além dos atendimentos que ele tem feito até mesmo pelo whatsapp, identificando os sintomas e tratando as pessoas logo no início da doença”, destacou Nininho.

“Carretoni tem feito atendimentos a pessoas que não têm condições de pagar por uma consulta e faz isso com muita responsabilidade, é um orgulho para todos nós poder compartilhar nossa rotina com esse profissional extraordinário”, ratificou Nininho.

O médico veio para Mato Grosso em 1999, formado pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), com especialização em clínica médica e Cardiologia pelo Instituto de Moléstias Cardiovasculares, também se especializou em Hemodinâmica e Cardiologia Intensivista.

Para Carretoni, a homenagem foi recebida com surpresa, ele aproveitou para estender a Moção de Louvor aos seus colegas de profissão e todos os profissionais de saúde.

“Fiquei muito feliz com a iniciativa do deputado Nininho e ao mesmo tempo surpreso, com muita gratidão eu estendo esta homenagem aos meus colegas de profissão e equipe multidisciplinar, em especial para minha esposa Patrícia

Neves à frente da Santa Casa Estadual. Estou muito focado na pandemia, porque é algo desconhecido e como tal precisa de toda atenção, só que não podemos nos limitar somente a pandemia, as outras doenças estão aí, as dúvidas são muitas, por isso toda dedicação é importante. Quero agradecer todos os parlamentares e servidores pelo reconhecimento”, agradeceu o médico.

“Um conselho que tenho dado a todos que me procuram é, primeira coisa cuidar da imunidade, segundo seguir os protocolos de segurança e por último não menos importante cuidar da mente, manter o pensamento positivo é fundamental. Nós vamos conseguir sair desta situação, eu acredito nisso, só que hoje a única vacina que temos é o nosso comportamento”, avaliou Carretoni.

 

Fonte: ALMT

publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Política MT

Deputados pedem 48 horas e presidente adia votação da PEC da Previdência dos servidores estaduais mais uma vez

Publicado

Sessão foi marcada paras às 10 horas de quinta-feira [F-Fablício Rodrigues]

Depois de muita discussão em plenário, ainda no pequeno expediente, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Eduardo Botelho (DEM), acatando pedido da maioria dos deputados, decidiu em sessão extraordinária nesta terça-feira (30), prorrogar para a próxima quinta-feira (2), em nova sessão extraordinária,  a votação do Projeto de Emenda Constitucional 06/2020, a PEC da Previdência do funcionalismo público de Mato Grosso e o Projeto de Lei Complementar 06/2020, da reforma complementar da previdência. O presidente cancelou as sessões ordinárias de amanhã, quarta-feira (1).

Botelho também anunciou para a sessão extraordinária de quinta-feira (2), às 10 horas, no Plenário das Deliberações deputado Renê Barbour, a votação do Projeto de Lei Complementar 17/2020,  que altera dispositivos da Lei Complementar nº 592, de 26 de maio de 2017, que dispõe sobre o Programa de Regularização Ambiental – PRA, disciplina o Cadastro Ambiental Rural – CAR, a Regularização Ambiental dos Imóveis Rurais e o Licenciamento Ambiental das Atividades poluidoras ou utilizadoras de recursos naturais; bem como dispositivo da Lei Complementar nº 233, de 21 de dezembro de 2015, que dispõe sobre a Política Florestal do Estado.

O deputado Paulo Araújo (PP), em pronunciamento no pequeno expediente, falou da necessidade de votação das emendas com as regras de transição já na primeira votação da PEC da Previdência. “Somos conscientes que hoje não temos os votos suficientes para passar nenhuma emenda. Por isso estamos voltando atrás nas negociações, para poder avançar num segundo momento. Ainda não temos as emendas digitalizadas na técnica, por isso, peço que não seja votada hoje. Já temos um acordo da emenda dos 80%. Gostaríamos de continuar negociando com o governo”, disse o parlamentar.

O deputado Elizeu Nascimento (DC), também se posicionou favorável ao adiamento da cotação. “Também sou favorável a adiar a votação. As emendas ainda não estão alinhadas. Precisam ser inclusas já na primeira votação”, observou. O deputado Xuxu Dalmolin (PSC), rechaçou a posição dos colegas parlamentares e destacou a necessidade de uma negociação que atenda os interesses do funcionalismo e do governo.

A deputada Janaína Riva (MDB), pediu mais 48 horas de prazo para trabalhar na questão das emendas. Sugeriu ainda o cancelamento das sessões ordinárias desta quarta-feira (01). “Está faltando tempo para estudar a PEC da Previdência como temos que estudar. Daí, é necessário deixar a quarta-feira livre para trabalharmos as emendas e votar na quinta-feira”, afirmou a deputada.

Continue lendo

Política MT

Deputados pedem 48 horas e presidente adia votação da PEC da Previdência mais uma vez

Publicado


.

Foto: FABLICIO RODRIGUES / ALMT

Depois de muita discussão em Plenário, ainda no pequeno expediente, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Eduardo Botelho (DEM), acatando pedido da maioria dos deputados, decidiu em sessão extraordinária nesta terça-feira (30), prorrogar para a próxima quinta-feira (02), em nova sessão extraordinária,  a votação do Projeto de Emenda Constitucional 06/2020, a PEC da Previdência do funcionalismo público de Mato Grosso e o Projeto de Lei Complementar 06/2020, da reforma complementar da previdência. O presidente cancelou as sessões ordinárias de amanhã, quarta-feira (01).

Botelho também anunciou para a sessão extraordinária de quinta-feira (02), às 10 horas, no Plenário das Deliberações deputado Renê Barbour, a votação do Projeto de Lei Complementar 17/2020,  que altera dispositivos da Lei Complementar nº 592, de 26 de maio de 2017, que dispõe sobre o Programa de Regularização Ambiental – PRA, disciplina o Cadastro Ambiental Rural – CAR, a Regularização Ambiental dos Imóveis Rurais e o Licenciamento Ambiental das Atividades poluidoras ou utilizadoras de recursos naturais; bem como dispositivo da Lei Complementar nº 233, de 21 de dezembro de 2015, que dispõe sobre a Política Florestal do Estado.

O deputado Paulo Araújo (PP), em pronunciamento no pequeno expediente, falou da necessidade de votação das emendas com as regras de transição já na primeira votação da PEC da Previdência. “Somos conscientes que hoje não temos os votos suficientes para passar nenhuma emenda. Por isso estamos voltando atrás nas negociações, para poder avançar num segundo momento. Ainda não temos as emendas digitalizadas na técnica, por isso, peço que não seja votada hoje. Já temos um acordo da emenda dos 80%. Gostaríamos de continuar negociando com o governo”, disse o parlamentar.

O deputado Elizeu Nascimento (DC), também se posicionou favorável ao adiamento da cotação. “Também sou favorável a adiar a votação. As emendas ainda não estão alinhadas. Precisam ser inclusas já na primeira votação”, observou. O deputado Xuxu Dalmolin (PSC), rechaçou a posição dos colegas parlamentares e destacou a necessidade de uma negociação que atenda os interesses do funcionalismo e do governo.

A deputada Janaína Riva (MDB), pediu mais 48 horas de prazo para trabalhar na questão das emendas. Sugeriu ainda o cancelamento das sessões ordinárias desta quarta-feira (01). “Está faltando tempo para estudar a PEC da Previdência como temos que estudar. Daí, é necessário deixar a quarta-feira livre para trabalharmos as emendas e votar na quinta-feira”, afirmou a deputada.

 

Fonte: ALMT

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana