conecte-se conosco


Economia

McDonald’s testa entrega de lanches em drones do Uber Eats

Publicado

Entrega do McDonald's em drone do Uber Eats
Divulgação

McDonald’s testa entrega de lanches em drones do Uber Eats

Há muito se discute o uso de drones para entregas, mas a realidade impõe barreiras quase intransponíveis. Como levar um pacote até um apartamento? O Uber Eats encontrou uma solução e anunciou, nesta quarta-feira (12), parceria com o McDonald’s, em San Diego, na Califórnia (EUA), para testes do primeiro serviço comercial de entregas com drones em ambientes urbanos.

Leia também: Lojas vendem produtos “fora da caixa” com até 80% de desconto

Em testes anteriores, realizados por várias companhias, os drones se mostraram capazes de fazer entregas em subúrbios residenciais, com casas com quintais. O pouso direto no gramado ou o lançamento de caixas com paraquedas funcionam nestas configurações, mas não nos centros urbanos.

A proposta do Uber Eats é usar a rede de entregadores para completar a “última milha”. Os drones decolam dos restaurantes, voam até um ponto de distribuição para que entregadores se encarreguem pelo transporte final até os clientes.

Leia Também:  Para líderes, estados e municípios devem ficar de fora reforma da Previdência

“Para os restaurantes e para os clientes, nada muda. Eles vão usar o aplicativo da mesma forma”, afirmou Luke Fischer, diretor de Operações de Voo do Uber Elevate. “Os restaurantes terão sua área de entrega ampliada, atraindo mais consumidores”, justificou.

Na visão da companhia, os pontos de distribuição serão carros circulando pelas cidades, com um código QR impresso no teto para o pouso dos drones. Os testes com o McDonald’s já estão em andamento e novos restaurantes serão incluídos ainda neste ano.

O serviço é operado pela plataforma Elevate Cloud Systems, um sistema de gerenciamento do espaço aéreo que rastreia e guia todos os drones desde a decolagem até o pouso. Cruzando dados com a plataforma do Uber Eats, a companhia consegue encontrar os entregadores mais próximos do ponto de distribuição.

Leia também: Presente do Dia dos Namorados deve pesar menos no bolso neste ano, diz FGV

“Nós acreditamos que a Uber está em posição privilegiada para assumir esse desafio já que podemos acionar a rede de restaurantes e entregadores do Uber Eats, assim como a experiência em aviação da Uber Elevate”, afirmou Fischer.

Leia Também:  Dólar volta a subir e fecha no maior valor em três meses

Fonte: IG Economia
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Economia

Com saques do FGTS e PIS, consumo tem o 2º melhor resultado do ano em Cuiabá

Publicado


Expectativa é que mais de R$ 800 milhões sejam injetados na economia mato-grossense, por meio dos recursos do FGTS/PIS/Pasep

A liberação do dinheiro do FGTS e do PIS/Pasep, associada à expectativa de aceleração das vendas nos próximos meses, surtiu efeito positivo na pesquisa que mede a Intenção de Consumo das Famílias (ICF), em Cuiabá, atingindo no mês de setembro 86 pontos, aumento de 4,4% sobre o mês anterior e 19,4% na comparação com setembro do ano passado.

A pesquisa realizada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) e divulgada pela Fecomércio-MT, na sexta-feira (20), atingiu o segundo melhor resultado no ano – atrás somente da pesquisa elaborada no mês de fevereiro: 87,5 pontos.

A Federação acredita no aumento gradual do índice até o final do ano, principalmente no mês de dezembro, período em que se comemora o Natal – principal data para o comércio brasileiro. O potencial de aumento no consumo se confirma pelo componente “Perspectiva de Consumo”, que teve alta de 4,1% na variação mensal, atingindo 68,3 pontos. No mesmo período do ano passado, o mesmo componente registrou 51,5 pontos. Um aumento de 32,6%.

Leia Também:  Safra de grãos 2018/2019 deve ter segunda maior colheita de milho

Com a expectativa de injetar mais de R$ 800 milhões na economia mato-grossense, por meio dos recursos do FGTS/PIS/Pasep, segundo dados da própria Caixa Econômica Federal, o componente da pesquisa “Nível de Consumo Atual” apresentou a maior alta no mês, de 10,4%, contabilizando 69 pontos. Para as famílias que recebem até 10 salários mínimos, o percentual foi maior (12%), alcançando 66,2 pontos.

O componente que avalia o acesso ao crédito do consumidor também teve alta expressiva em relação ao mês anterior, de 9,2% sobre agosto, somando 85,4 pontos. Em setembro de 2018, o indicador computava 70,1 pontos. O aumento observado foi de 21,8%.

Situação do emprego

A situação do emprego das famílias em Cuiabá apresentou alta mensal de 2,4% e de 5,4% sobre setembro do ano anterior, somando 123,3 pontos, único componente acima da zona de indiferença, de 100 pontos. A pesquisa tem variação de zero a 200 pontos, onde que acima de 100 indica o grau de satisfação.

Ainda assim, a pesquisa em Cuiabá completou 51 meses abaixo de 100 pontos, em zona considerada de insatisfação pelo consumidor. Em junho de 2015, foi a última vez que o ICF atingia patamares de satisfação, quando registrou 102,8 pontos.

Leia Também:  Dólar volta a subir e fecha no maior valor em três meses

Continue lendo

Economia

Cúpula do Clima da ONU começa com mensagem de jovens ativistas

Publicado

Pela primeira vez, a Cúpula do Clima da Organização das Nações Unidas (ONU) deu seu pontapé inicial com a voz dos jovens ativistas que têm impulsionado a luta contra o aquecimento global. O evento começou neste sábado (21) em Nova York e segue até segunda-feira (23), quando se encerra com a participação de líderes mundiais.

No debate de abertura da cúpula, o secretário-geral da ONU, António Guterres, disse que os jovens são hoje “essenciais” na corrida contra o aquecimento global, uma corrida “que ainda estamos perdendo”, afirmou. “É a geração de vocês que deve nos responsabilizar e garantir que não traiamos o futuro da humanidade”, acrescentou ele.

Mais de 500 jovens líderes de movimentos contra o aquecimento global, provenientes de 140 países, foram selecionados pela ONU para participar da cúpula. Entre eles a ativista sueca Greta Thunberg, de 16 anos, que se destacou em protestos na Europa e velejou do Reino Unido até Nova York para participar do encontro.

Ontem, milhões de pessoas em todo mundo marcharam para exigir atitudes verdadeiras pelo clima. Nós mostramos que estamos unidos e que nós, jovens, somos ‘imparáveis’”, disse Greta na abertura da cúpula, referindo-se aos protestos contra as mudanças climáticas realizados na sexta-feira (20) em mais de 150 países, incluindo no Brasil.

Leia Também:  Preço da cesta básica diminui em 13 capitais, diz Dieese

A Cúpula do Clima tem a participação também de jovens inovadores, empreendedores e de integrantes grandes empresas, que discutem maneiras de reduzir o ritmo das mudanças climáticas.

O encontro se encerra na segunda-feira (13) com a participação de ao menos 60 líderes mundiais. Guterres disse esperar que ao fim do encontro seja feito o anúncio de ações concretas contra o aumento das temperaturas. O Brasil decidiu não participar da Cúpula do Clima de Jovens. O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, também não comparecerá.

Edição: Liliane Farias

Fonte: EBC
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana