conecte-se conosco


Política MT

Max Russi pede reformas em escolas estaduais de Barra do Garças

Publicado

Foto: JLSIQUEIRA / ALMT

Barras do Garças conta hoje com 20 escolas estaduais e grande parte delas precisa de  reformas ou ampliações de suas bases estruturais. Essa demanda foi reforçada ao primeiro-secretário da ALMT, deputado Max Russi (PSB), pelo vereador Geraldino Alves Rodrigues Neto (PSB), o popular Doutor Neto. Max Russi apresentou a indicação nº 1542/2019, que solicita ao governo do estado a necessidade dessas obras.

As dificuldades dessas unidades escolares se agravam, devido ao tempo em que estão sem passar por algum tipo de reforma. Algumas delas desde 2016. “Isso é um fator de risco aparente para todos os alunos, professores e administrativo. Muitas escolas também precisam da criação de alguns espaços como, bibliotecas, laboratórios, quadras poliesportivas, dentre outros”, acrescentou Doutor Neto.

O deputado Max Russi defende que essas melhorias proporcionariam um melhor desempenho e aprendizado. “Ambiente limpo, adequado e seguro, estimula crianças e adolescentes a permanecerem no colégio. A demora no repasse de recursos, além de causar muitos transtornos, colabora para os problemas se multiplicarem, uma vez que uma reforma simples resolveria. Esse problema não pode se agravar mais”, justificou.

Leia Também:  Mães de Nossa Senhora de Livramento recebem Sala da Mulher em Ação

No mês de abril desse ano o  parlamentar apresentou a indicação nº 872/2019, onde prevê a reforma da Escola Estadual Francisco Dourado, também em Barra do Garças.

Localizada no Bairro Jardim Amazônia, o popular BNH, a escola iniciou suas atividades em 1981, atuando apenas nas séries primarias. Em 1999, conforme a diretora Simone Silva Santos, ampliou seu atendimento da 4ª a 8ª série. Já em 2002, passou também a oferecer o ensino médio.

De acordo com o relato da diretora, até mesmo antes do ano 2000, época em que ela concluiu os estudos na própria unidade escolar,  as reformas já haviam sido solicitadas ao Executivo.

“A escola possui uma estrutura precária. Pode-se dizer que nós somos guerreiros, porque essa escola não teria condições de funcionar, devido ao calor. Essa escola nunca passou por uma reforma, desde a sua criação. Não temos acesso de acessibilidade, laboratório de ciências, refeitório, biblioteca, que seria fundamental. As secretaria de coordenação e direção estão em ambientes improvisados”,  informou Simone.

Leia Também:  Indicação de Max Russi reacende esperança de comunidade escolar de Barra do Garças

Fonte: ALMT
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Política MT

ALMT promove debate sobre pesca na próxima semana em Santo Antônio

Publicado

Foto: JLSIQUEIRA / ALMT

O presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), deputado Eduardo Botelho (DEM), realizará debate sobre a situação da pesca em Mato Grosso, no próximo dia 22, às 19 horas, na Câmara Municipal de Santo Antônio de Leverger.

A audiência pública se refere ao Projeto de Lei 668/2019, Mensagem 107/2019, que dispõe sobre a Política Estadual de Desenvolvimento Sustentável da Pesca, regula as atividades pesqueiras e dá outras providências. Essa proposta prevê a proibição do abate e transporte de peixe nos rios de Mato Grosso pelo período de cinco anos, também chamada de ‘Cota Zero’.

Em tramitação na Comissão de Agropecuária, Desenvolvimento Florestal e Agrário e de Regularização Fundiária, o tema está sendo amplamente debatido antes da análise em plenário. O encontro com pescadores e representantes do segmento foi solicitado pelo presidente da Câmara Municipal, vereador Dudu Moreira (PSB). O objetivo é discutir com a sociedade local e sanar qualquer divergência entre a classe e avaliar os impactos econômico e ambiental.

Além das 800 pessoas inscritas na Colônia de Pescadores de Santo Antônio de Leverger, também estão sendo convidados representantes do governo, de associações e do comércio de iscas e apetrechos de pesca.

Leia Também:  Lei que permite parcelamento de IPVA, multas e licenciamento no cartão de crédito é sancionada pelo governador

“Convidamos os moradores da Baixada Cuiabana, especialmente os ribeirinhos, para esse debate sobre a ‘cota zero’. É muito importante a participação de todos para sugerir melhorias ao projeto”, destaca o deputado Botelho.

O vereador Dudu Moreira ressalta ainda a importância da mobilização no momento de tramitação da proposta. “Solicitamos essa audiência ao presidente Botelho para debater os pontos importantes e sensibilizar os deputados para não votarem o projeto. É preciso que o governo conheça a realidade dos municípios. Se possível, faça até um plebiscito. Alertamos que municípios como Santo Antônio não têm alternativas para geração de emprego e renda aos trabalhadores da pesca. Por isso, a nova lei que impõe a cota zero da pesca nos preocupa muito”, disse o vereador Dudu Moreira.

O vereador completa dizendo que essa será uma oportunidade ímpar para a discussão sobre o impacto econômico no setor, aumento da pesca esportiva, fiscalização, investimentos no tratamento de água e esgoto, dentre outras demandas que poderão surgir durante a audiência pública.

Fonte: ALMT
Continue lendo

Política MT

Botelho promove debate em Santo Antônio sobre polêmico projeto de proibir pesca

Publicado

Presidente da Assembleia Legislativa, Eduardo Botelho (DEM) vai mediar debate sobre restrições a pesca, em Mato Grosso

O presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, deputado Eduardo Botelho (DEM), realizará debate sobre a situação da pesca em Mato Grosso, no próximo dia 22, às 19 horas, na Câmara Municipal de Santo Antônio de Leverger.

A audiência pública se refere ao Projeto de Lei 668/2019, Mensagem 107/2019 que dispõe sobre a Política Estadual de Desenvolvimento Sustentável da Pesca, regula as atividades pesqueiras e dá outras providências. Essa proposta prevê a proibição do abate e transporte de peixe nos rios de Mato Grosso pelo período de cinco anos, também chamada de ‘Cota Zero’.

Em tramitação na Comissão de Agropecuária, Desenvolvimento Florestal e Agrário e de Regularização Fundiária, o tema está sendo amplamente debatido antes da análise em Plenário. O encontro com pescadores e representantes do segmento foi solicitado pelo presidente da Câmara Municipal, vereador Dudu Moreira (PSB). Objetivo é discutir com a sociedade local e sanar qualquer divergência entre a classe, avaliar os impactos econômico e ambiental.

Leia Também:  Estado recorre à Justiça para que ex-secretários sejam afastados do quadro de acionistas de empresa pública

Além das 800 pessoas inscritas na Colônia de Pescadores de Santo Antônio de Leverger, também estão sendo convidados representantes do governo; de associações e do comércio de iscas e apetrechos.

“Convidamos os moradores da Baixada Cuiabana, especialmente, os ribeirinhos para esse debate sobre a ‘Cota Zero’. É muito importante a participação de todos para sugerir melhorias ao projeto”, afirma o deputado Botelho.

Moreira destaca a importância da mobilização no momento de tramitação da proposta. “Solicitamos essa audiência ao presidente Botelho para debater os pontos importantes e sensibilizar os deputados para não votarem o projeto. É preciso que o governo conheça a realidade dos municípios, se possível faça até um plebiscito. Alertamos que municípios como Santo Antônio não têm alternativas para geração de emprego e renda aos trabalhadores da pesca. Por isso, a nova lei que impõe a cota zero da pesca nos preocupa muito”, disse o vereador Dudu Moreira.

O vereador destaca como oportunidade ímpar para discussão sobre o impacto econômico; aumento da pesca esportiva; fiscalização; investimentos no tratamento de água e esgoto, dentre outras demandas que poderão surgir durante a audiência pública.

Leia Também:  Assembleia Social repassa 1 tonelada de alimentos e ultrapassa 10 toneladas em 2019

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana