conecte-se conosco


Política MT

Max Russi participa da entrega de primeiro SIM em São Pedro da Cipa e destaca ações para a agricultura familiar

Publicado

A ação faz parte uma somatória de forças entre a prefeitura, Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento Econômico, Social e Ambiental da Região Sul (Cidesasul) e a articulação do parlamentar

Foto: JOSÉ MARQUES Na agroindústria, são produzidos doces, queijos, derivados do leite e diversos produtos artesanais

Foto: JOSÉ MARQUES

O produtor rural Elias Degaspery e sua família investiram em um pequeno laticínio em São Pedro da Cipa. Na agroindústria, são produzidos doces, queijos, derivados do leite e diversos produtos artesanais. Essa empresa familiar foi a primeira a receber o Selo de Inspeção Municipal (SIM) na cidade e o deputado Max Russi (PSB) também participou da entrega oficial nessa terça-feira (10).

Degaspery, que já comercializa sua produção em feiras do Vale do São Lourenço, está otimista com essa regularização. “Só assim a gente consegue colocar no mercado. E como todo mundo sabe, a gente depende muito da ajuda do poder público e felizmente agora nós tivemos. Com a ajuda de todos vocês aqui, do Max, eu tenho mais é que agradecer”, comemorou Elias.

A ação faz parte uma somatória de forças entre a prefeitura, Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento Econômico, Social e Ambiental da Região Sul (Cidesasul) e a articulação do parlamentar. Conforme o prefeito Alexandre Russi (PR), um passo importante para o desenvolvimento do município, principalmente em termos econômicos.

Leia Também:  MPE pede bloqueio de R$ 45 milhões de servidores, produtor rural e engenheiro por fraudes ambientais na Sema

“Isso nos deixa muito feliz, pois vai agregar geração de emprego, de renda. Seu Elias vai poder produzir mais, contratar mais funcionários e aumentar a sua renda. O consumidor também ganha com isso, em termos de qualidade, ainda mais sabendo que o produto está sendo inspecionado”, comemorou.

A próxima etapa, que também é uma das lutas do deputado Max, será a implantação do  Sistema Unificado Estadual de Sanidade Agroindustrial Familiar, Artesanal e de Pequeno Porte (Susaf). Essa será a garantia da venda, do que é produzido, para todo o restante do Estado.

O deputado Max Russi reforçou sua disposição para trabalhar as pautas da agricultura familiar e garantiu estar acompanhando todas as tratativas, de projetos que favoreçam e auxiliem ao pequeno produtor.

“Muitos dos nossos produtos estão vindo de outro Estado para Mato Grosso. Muitas das escolas não conseguem comprar aquilo que a Lei exige que seja comprado da agricultura familiar. Aprovamos a Lei do Susaf, lá na Assembleia, para facilitar e isso desburocratizou esse processo. Agora é necessário que o poder público de maior apoio a tudo isso. Fiz questão de estar presente aqui, nesse dia histórico e reforçar todo o meu apoio à agricultura familiar de nosso Estado”, assegurou.

Leia Também:  Avallone percorre mais de 400 km para visitar 10 municípios em MT

Além de vereadores e autoridades locais, também participaram do ato oficial o secretário Municipal de Agricultura, Cláudio Francisco e o secretário executivo do Cidesasul, Rosandro de Moura Andrade.

Políticas públicas para a agricultura familiar

Quando prefeito de Jaciara, Max Russi implantou o SIM no município, incentivando a comercialização e qualidade, do que era produzido pelo homem do campo. Já em seu primeiro mandato, como deputado estadual, procurou atuar para fortalecer e promover o desenvolvimento econômico social de Mato Grosso. Focado nesta determinação, conseguiu estabelecer importantes vitórias e contemplar setores e segmentos estratégicos em todo o Estado.

Uma de suas marcantes ações foi a aprovação da Lei de nº 10.638/2017, de sua autoria, que beneficia a produção agropecuária de pequeno. Ela garante que 30% das compras realizadas pela Administração Direta e Indireta, como governo e prefeituras, para aquisição de bens e serviços, serão provenientes da produtividade das famílias rurais.

Fonte: ALMT
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Política MT

Primeiro-secretário da AL recebe aval do diretório nacional do PSB para disputar o Senado

Publicado

Max Russi com o presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira

O deputado estadual e primeiro secretário da Assembleia Legislativa, Max Russi (PSB), recebeu na tarde desta segunda-feira (27), aval do Diretório Nacional do PSB para disputar a eleição suplementar do Senado em 26 de abril. O ‘sinal verde’ foi dado pelo presidente nacional da sigla, Carlos Siqueira, durante reunião em que defendeu o nome de Russi para a disputa.

Siqueira ainda exigiu que as suplências de Maxi sejam oferecidas aos partidos aliados ao PSB em nível nacional, como o PDT, PV, Rede e Solidariedade. “Acabo de me reunir com o presidente do Carlos Siqueira. Temos boas notícias! Agora é oficial o aval da nacional para a minha pré-candidatura ao Senado Federal”, afirmou Maxi Russi em publicação nas suas redes sociais.

Russi aguardava uma definição da Assembleia que buscava viabilizar o nome de um deputado para disputar a vaga de Selma Arruda, casada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em 10 de dezembro do ano passado por abuso de poder econômico e uso de caixa 2, porém, o projeto não prosperou

Leia Também:  Max Russi quer que condenados por violência doméstica também arquem com despesas aos cofres públicos

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MT) agendou a eleição para o dia 26 de abril, mas os partidos e coligações devem registrar as candidaturas até o dia 17 de março.

Continue lendo

Política MT

Por redução de gastos, servidores propõem unificação de eleições ao Senado com as municipais de outubro em MT

Publicado


Servidores lembram crise nas finanças estaduais para justificar a mudança

O Sindicato dos Trabalhadores do Sistema Agrícola, Agrário, Pecuário e Florestal de Mato Grosso (Sintap/MT), que representa servidores do Indea e Intermat, enviou um oficio ao presidente do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TER-MT), Gilberto Giraldelli, solicitando mudança na data de eleição suplementar ao Senado, marcada para ocorrer no próximo dia 26 de abril.

A sugestão do sindicato é unificar a eleição ao Senado com as municipais de outubro de 202. A proposta visa reduzir gastos com pleito, já que o poder público tem enfrentado dificuldades financeiras, entre elas, o não pagamento da Revisão Geral Anual (RGA) ao funcionalismo público.

“Em virtude da insuficiência financeira que o Estado de Mato Grosso se encontra, alegadas constantemente pelo Governo e com isso o não pagamento do RGA para os servidores públicos do Poder Executivo, sugerimos como proposta para minimizar os gastos da máquina pública, que a eleição suplementar para o Senado Federal ocorra na mesma data das eleições municipais, ou seja, em outubro de 2020”.

Leia Também:  Guilherme Maluf toma posse como presidente do TCE na próxima segunda-feira

Para a presidente do Sintap/MT, Rosimeire Ritter, com isso, “além da medida diminuir o impacto financeiro do Estado, reduzindo gastos, também facilitará para os eleitores, tendo em vista que poderão cumprir com suas obrigações eleitorais numa única data”, afirma.

A diretoria do sindicato ainda propõe de que forma o recurso que pode ser economizado com a possível eleição em abril pode ser utilizado. “Sugerimos que o  valor destinado para esta finalidade seja revertido para investimento na saúde, educação e segurança pública”, diz o documento.

RESPOSTA – O documento foi protocolado no TRE/MT na manhã desta segunda-feira (27). A diretoria do Sintap/MT aguarda resposta do presidente do órgão nos próximos dias.

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana