conecte-se conosco


Política MT

Mauro Mendes evita críticas, mas relembra apoio a Fávaro na disputa ao Senado: “Eu não o abandonei”

Publicado

Governador evitou comentar sobre postura do senador que deverá ser seu adversário nas urnas

O governador Mauro Mendes (União Brasil) evitou críticas e lembrou que colaborou com a eleição do senador Carlos Fávaro (PSD) nas eleições suplementares de 2020. O assunto foi tratado na manhã desta quarta-feira (20), durante entrevista à rádio CBN Cuiabá. Fávaro sinalizou rompimento e pode disputar o governo pela federação Brasil de Esperança formada pelo PT, PV e PCdoB.

“Em 2018, quando eu concorri pela primeira vez ao Governa do Estado, tinha do ex-governador Jayme Campos comigo e o senador Carlos Fávaro. Em determinado momento, saiu uma pesquisa e apareceu em oitavo lugar. Eu não o abandonei, animei ele, puxei e motivei e ele acabou chegando em terceiro e conseguiu assumir. Depois a Selma [Arruda] foi cassada. Fomos até o Supremo, conseguimos adiar a eleição para ele ter mais tempo na cadeira e mostrar serviço”, disse

“O Pivetta, meu vice-governador, seria candidato, ele [Fávaro] iria ter mais dificuldade com a nossa base. Consegui convencer o Pivetta de não sair e fizemos uma série de movimentos para ajudar ele nesse cargo, mas é a consciência dele”, completou.

Mauro disse ainda que vai aguardar as definições das articulações políticas que pode garantir a candidatura de Fávaro, para então, fazer um julgamento sobre a atitude do ex-aliado. “Como governador, eu não posso falar coisas pesadas baseado em conjecturas e conversas de bastidores. Vamos esperar o tempo passar, as convenções e vamos ver qual é o cenário”.

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Política MT

Após procedimento médico em SP, primeira-dama de MT volta para Cuiabá e seguirá sob cuidados em casa

Publicado

Virginia Médica passa por tratamento de Saúde

A primeira-dama Virginia Mendes voltou para Cuiabá na tarde de quinta-feira (11), após passar por nova intervenção cirúrgica em um hospital particular de São Paulo. A informação foi dada pelo governador Mauro Mendes (União Brasil) em suas redes sociais na manhã desta sexta-feira. “Já retornamos para casa e agora ela vai poder se recuperar melhor ao lado da família. Agradeço a Deus, aos médicos e a todos vocês pela orações, mensagens e pelo imenso carinho. Ontem ela retornou para Cuiabá. Ainda sob alguns cuidados, ela está aqui conosco, na casa dela, com a família, com a filinha, isso vai ajudar, inclusive, na recuperação dela”, afirmou.

Vírgínia Mendes voltou a ser internada na noite de quarta-feira (10), para realização de novos exames relacionados ao implante de stent no pâncreas realizado em junho devido ao diagnóstico de câncer. Desde então, ele vem fazendo acompanhamento médico intensivo.

Continue lendo

Política MT

Após Estado repassar R$ 18 mi e municípios não prestarem serviço, TCE quer melhor execução do MT Cirurgias

Publicado

Supervisor do Comitê de Saúde do TCE, conselheiro Guilherme Maluf [Foto – Thiago Bergamasco]

Depois de constatar falhas na execução do programa Mais MT Cirurgias, o Comitê Temático de Saúde do Tribunal de Contas de Mato Grosso (TCE-MT) recebeu representantes do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde de Mato Grosso (Consems-MT) para entender o porquê de as cirurgias não estarem sendo realizadas.

Durante a reunião, realizada na tarde desta quinta-feira (11), o Conselho apontou que, embora a Secretaria de Estado de Saúde (SES) tenha flexibilizado algumas exigências, entraves como dificuldades na contratação de prestadores de serviço e excesso de burocracia ainda impedem a eficácia do projeto.

Diante disso, o supervisor do Comitê, conselheiro Guilherme Antonio Maluf, explicou que, a partir deste diálogo, o TCE-MT emitirá uma série de recomendações aos municípios e ao estado. Além disso, deve ser lançado um manual simplificado para auxiliar as prefeituras na execução do programa.

“Temos que simplificar e desburocratizar o sistema para que os trâmites se deem com mais facilidade e as cirurgias possam acontecer de fato. A proposta do programa é perfeita, só que sua execução não está sendo eficiente. Temos muita gente nas filas de espera”, pontuou o conselheiro.

Para o presidente do Consems, Marco Felipe, a mediação do TCE-MT dará um norte à fiscalização. “Este é um grande projeto, mas, infelizmente, está meio truncado ainda. Acredito que após essa conversa haverá um novo rumo no nosso diálogo com a Secretaria”, disse.

O diagnóstico concluído pelo Tribunal mostra que, embora o Governo do Estado tenha feito repasses de cerca de R$ 18 milhões, as cirurgias e as prestações de contas não foram devidamente realizadas.

“Na nossa região já avançamos com relação a dificuldades com prestadores de serviço, que é um problema que outras regiões têm. Hoje a maior dificuldade está relacionada à última nota técnica que inclui novos pedidos de documentação”, avaliou a diretora executiva do consórcio Vale do Teles Pires, Solimara Moura.

arceria

Na ocasião, Comitê e Conselho também firmaram parceria para orientação das secretarias de saúde no que diz respeito à recente solicitação de informações feitas pelo Tribunal. O trabalho abrange todas as 141 prefeituras do estado informações e vai traçar um panorama da rede estadual de saúde.

O formulário enviado aos gestores inclui questionamentos relacionados, por exemplo, à quantidade de Unidades de Pronto Atendimento (UPA), de Unidades de Saúde (UBS), Centros de Especialidade Médica (CEM) e hospitais de grande porte.

“Comunicamos ao Consems sobre o levantamento da área de saúde que estamos realizando no estado e eles vão nos ajudar a obter as respostas junto às Prefeituras. A partir disso a gente vai saber como cada município está atuando, o que é muito importante para nosso trabalho”, concluiu Guilherme Antonio Maluf.

 

 

 

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana