conecte-se conosco


Política MT

Mauro critica Emanuel por querer flexibilizar decreto com UTIs lotadas e cobra melhora na atenção básica de saúde

Publicado

Mauro disse que Emanuel deve focar na melhoria das unidades de saúde e abrir novos leitos para pacientes com covid [Foto – Christiano Antonucci]

O governador Mauro Mendes (DEM), fez uma fala dura com jornalistas no final da tarde desta quarta-feira (3), quando da sua saída do Tribunal de Contas do Estado, onde foi entregar o balanço das contas de 2020 do seu governo, sobre o fato de o Estado endurecer nas regras de combate ao coronavírus e o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, flexibilizar nas medidas. Mendes também falou da decisão do Tribunal de Justiça que determinou que Cuiabá siga as medidas estaduais de combate à pandemia.

“Tudo isso é muito lamentável e a gente vai continuar trabalhando com seriedade, porque é assim que se resolve e não com conversa fiada e irresponsabilidade. Eu disse na nota ontem, lá no passado, quando não tinha nem um caso, o que o prefeito fez, lockdown geral em Cuiabá, tem lógica isso?. Isso é uma irresponsabilidade. E agora, quando estamos com as UTIs todas lotadas ele vem, lamentavelmente, querer flexibilizar. Acho que ele deveria, ao invés de ficar gastando energia com isso, fazer a atenção básica dele funcionar”, afirmou.

“Porque a Arena Pantanal está lotada, porque a atenção básica não está funcionando. Andem pela atenção básica de Cuiabá, vai lá para ver se tem teste, se tem médico, se tem remédio. Senhores, é lamentável, ele abriu algum leito de UTI nesses últimos 60 dias?, a Prefeitura de Cuiabá abriu algum leito?. Tivemos que entrar na Justiça, semana passada, para fazer funcionar os leitos que dizia que tinha e não tinha”, apontou Mendes.

Sobre a decisão do desembargador Perri, Mendes disse que “a Justiça decidiu, eu disse ontem né, que quando há uma dúvida de interpretação, quem decide pela Constituição Brasileira é a Justiça. O Ministério Público Estadual, a ele cabe enquanto fiscal da lei, fiscalizar e ele entendeu que deveria representar. O Tribunal decidiu que vale as recomendações”, destacou o governador.

“Nós não tínhamos dúvida disso porque nós conhecemos a legislação brasileira, o que fala em termos de segurança, na área da saúde, na área da vigilância sanitária, que medidas mais restritivas numa pandemia elas prevalecem sobre outras de natureza mais leves”, acrescentou.

Sobre o fato de o Ministério Público Federal ter ameaçado embargar as medidas estaduais, Mendes foi direto, “senhores, hoje eu vi no grupo dos governadores que em vários estados isso aconteceu e eles perderam. Opinião de cidadão, opinião do Ministério Público a gente respeita, mas é aquela história, o mundo inteiro fez isso, o mundo inteiro, vários países mundo afora, e deu certo, os especialistas dizem isso, os cientistas dizem isso”, observou.

“Se for para a justiça, não temos dúvida de que o bom senso vai imperar. Eu não gostaria de fazer isso, também não gostaria de ver as pessoas morrerem nas portas dos hospitais porque a maioria quer levar uma vida normal, transmitindo a doença, porque é um vírus transmitido por pessoas entre as pessoas”, completou o democrata.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política MT

Deputado diz que apoio de Bolsonaro é importante e reconhecimento por seu trabalho

Publicado

Presidente anunciou que Medeiros é o seu candidato ao senado em 2022

O deputado federal José Medeiros (Podemos), que teve o apoio declarado do presidente Jair Bolsonaro para disputar o Senado na eleição de 2022, disse a jornalistas nesta terça-feira (20), que recebeu a notícia com surpresa, e que a posição do presidente é uma sinalização importante.

“Fiquei muito contente, óbvio que tem muito tempo ainda. Em termos político, há ainda uma eternidade. Mas é uma sinalização importante porque a gente tem trabalhado bastante e isso é reconhecimento do trabalho que temos feito”, declarou.

Conforme José Medeiros, “Mato Grosso é um Estado que tem reconhecido o trabalho do presidente Jair Bolsonaro, ele tem muito apoio aqui. Eu tenho representado o governo no Congresso Nacional. Então, quando o presidente lembra de um nome, de um parlamentar do Estado, eu digo que é importante até para o próprio Estado. Mostra que Mato Grosso está no radar do presidente”, disse.

“Foi surpresa, e óbvio que isso a gente ainda vai discutir, se vai ser isso mesmo que ele quer e assim por diante. Você não pode ser candidato de si mesmo, tem que conversar com toda a direita aqui de Mato Grosso, ciscar para dentro, unir todo mundo porque, acima de tudo, nosso projeto maior é reeleger Bolsonaro presidente da República”, declarou Medeiros.

Segundo o parlamentar federal, “se tudo der certo, isso se concretiza, mas é preciso ter muita habilidade, construção de projetos. Eu acho que está aberto, tanto a candidatura a governo quanto a de Senado, e eu estou pronto para definir”.

Medeiros destacou que esse projeto “está muito embrionário, o importante agora é ficar rouco de ouvir, e conversar também, porque política é feita de prosa e neste momento estamos conversando com todos os atores. Mas o momento não é de pensar em eleição agora, o foco total tem que ser na pandemia. O Governo Federal está focado, neste momento, é para fazer as coisas funcionarem e até o meio do ano, a população esteja vacinada”, completou.

 

Continue lendo

Política MT

Mauro Carvalho rebate críticas e cobra deputado para que deixe as redes sociais e trabalhe por Mato Grosso

Publicado

Chefe da Casa Civil lamenta que prefeito não tenha trabalhado para trazer benefícios para MT

Em entrevista na rádio CBN Cuiabá (95,9 FM), nessa segunda-feira (20), o secretário-chefe da Casa Civil de Mato Grosso, Mauro Carvalho (DEM), criticou a postura do deputado federal José Medeiros (Podemos), de promover acusações infundadas, de ‘baixo nível’ nas redes sociais contra o Governo do Estado.

“É lamentável, vejo com tristeza. Se o deputado Medeiros pegasse toda essa energia que ele tem nas redes sociais e se dedicasse a ajudar o povo de Mato Grosso, realmente as coisas estariam diferentes. Eu pergunto: o que o deputado José Medeiros fez?”, questionou o secretário-chefe da Casa Civil.

O secretário acrescentou que Medeiros destinou poucos recursos para o estado de Mato Grosso no combate da pandemia, e fez questão de destacar que todos os parlamentares da Bancada Federal e da Assembleia Legislativa também destinaram. “O que ele fez de diferente? Então pegue toda essa energia e traga em benefício”, disse Mauro Carvalho.

Sobre o fato de o parlamentar federal ter declarado que a compra da vacina russa, a Sputnik, pelo governador Mauro Mendes (DEM), é uma jogada política, o secretário Mauro Carvalho afirmou que “espero que ele ajude Mato Grosso a realmente adquirir e ficar com essas vacinas, que interfira junto ao presidente Jair Bolsonaro, junto às Embaixadas, ajude Mato Grosso. Porque se ele pegar toda essa energia no sentido de ajudar, com certeza vai ser diferente, mas ele usa toda essa energia para criticar, vir com coisinhas baixas, para fazer embate sem valor nenhum, sem conteúdo nenhum”, disparou Carvalho.

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana