conecte-se conosco


Política MT

Mato Grosso vivencia a I Semana de Arte e Cultura da Amamentação

Publicado

Crédito – Tchelo Figueiredo

Foto: PRISCILA MENDES Crédito – Tchelo Figueiredo

Foto: PRISCILA MENDES

Foi aberta, na última quinta-feira (01), a I Semana de Arte e Cultura da Amamentação de Mato Grosso 2019 (I Saca MT 2019), em curta cerimônia no Cine Teatro Cuiabá, seguida do filme Tigers e debate. A Assembleia Legislativa de Mato Grosso, por meio da Assembleia Social (antiga Sala da Mulher), parceira do evento promovido pelas secretarias estaduais de Saúde e de Cultura, Esporte e Lazer, compôs o dispositivo de honra.

A I Saca MT 2019 é pensada em consonância com a Semana Mundial da Amamentação e com o Agosto Dourado, já que o leite materno é considerado o alimento mais completo e chamado alimento de ouro pela Organização Mundial da Saúde,  sendo fundamental para garantir a saúde dos bebês nos primeiros anos de vida.

O objetivo da abordagem artística para a campanha promovida em Mato Grosso é apropriar-se da arte para mostrar a beleza, os benefícios e a importância da amamentação. A ação, intitulada ‘Empoderar mães e pais: favorecer a amamentação’ está oferecendo, além do cinema exibido a quinta-feira, música, artes plásticas, dança, poesia e literatura, em espaços culturais diversos e sempre com entrada franca.

Hoje (02), às 20 horas, a programação é no Teatro do Cerrado Zulmira Canavarros (anexo à ALMT), com o show musical Força Mulher, da cantora Estela Ceregatti, músicos e convidados.

A representante da Secretaria de Estado de Saúde (SES/MT), Danielle Pedroso Dias Carmona, destacou a importância da campanha para a conscientização social sobre o aleitamento materno e ressaltou que a rede de maternidades em Mato Grosso conta com 18 hospitais, todos imbuídos na sensibilização dos familiares.

Leia Também:  Constituição de Mato Grosso completa 30 anos de sua promulgação

O secretário adjunto de Cultura, Paulo Traven, também enalteceu a parceria de sucesso entre as duas secretarias e demais instituições e reforçou que estão “sempre à disposição para ações como essa”.

A diretora da Assembleia Social e do Teatro do Cerra Zulmira Canavarros, Daniella Paula Oliveira, enalteceu a campanha, reconheceu a importância de amamentar,  agradeceu todo empenho da equipe organizadora e colocou a instituição à disposição. “Quero colocar novamente a Assembleia Social e o Teatro Zulmira como instrumentos de ações sociais e culturais e ressaltar que seguimos de portas abertas para todos vocês”, aproveitando a oportunidade para convidar a plateia para o show Força Mulher.

Agenda desta sexta-feira (02)

O espetáculo musical Força Mulher “ecoa o canto de tantas outras mulheres e sopra o orgulho de ser força da lua e emanação do ventre da terra. Em meio aos cantos que brotam de suas memórias e das provocações da atualidade, o show reflete a figura da mãe, avó, filha, mulher e eterna aprendiz de ser no mundo”, exprime a Estela Ceregatti, em material de divulgação.

O show contará com grandes sucessos sobre a temática feminina, como ‘Maria, Maria’, de Milton Nascimento, e ‘Menina, amanhã de manhã’, de Tom Zé, e canções autorais de Estela Ceregatti e, outras em parcerias com Jhon Stuart.

Leia Também:  Governo propõe suspender corte de ponto desde que professores retornem à sala de aula

O grupo musical composto para a montagem conta com Estela Ceregatti na voz, percussão e cordas, Jhon Stuart no contrabaixo e piano, Yndira Villarroel no violino e Ricardo Porto na guitarra. A cantora assina a direção artística e musical, Jhon, a produção musical e os arranjos, Daniela Monteiro é responsável pela cenografia, e Karina Figueredo, pela iluminação.

A programação ainda terá as participações especiais da poeta Jade Rainho e da dançarina Nancy Ribeiro (GO). “Estou muito feliz em integrar essa semana com um tema tão crucial às nossas vidas. Leite materno é luz primordial!”, exclama Estela.

Confira as próximas programações:

02/08/2019
Local: Teatro do Cerrado Zulmira Canavarros
20h – Show “Força Mulher”, com Estela Ceregatti.
Censura livre

03/08/2019
Local: Biblioteca Pública Estadual Estevão de Mendonça – Palácio da Instrução
15h – Abertura da exposição de arte “Arte de Amamentar”

A exposição seguirá aberta ao público até o dia 30 de agosto, de segunda a sexta, das 8h às 18h.

De 01 a 05/08/2019

Serão oferecidos, ainda, quatro minicursos. Confira descrição completa neste link: http://www.saude.mt.gov.br/noticia/5836.

As atividades artísticas serão gratuitas e abertas ao público em geral (até a lotação completa dos teatros). As inscrições podem ser feitas via WhatsApp, pelo número (65) 99259-6928.

Fonte: ALMT
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Política MT

MPE alega falta de provas e arquiva denúncia de fraudes na concessão de incentivos fiscais contra ex-secretário

Publicado

O ex-secretário Pedro Nadaf, cujo inquérito por fraude foi arquivado pelo MPE

O Ministério Público Estadual (MPMT), arquivou o inquérito instaurado contra o ex-secretário de Indústria, Comércio e Energia, Pedro Nadaf, por suposta concessão irregular de incentivos fiscais no Estado durante a gestão do ex-governador Silval Barbosa. As investigações começaram em março de 2014 por meio do promotor Célio Jouber Fúrio, que se baseou em relatórios técnicos elaborados por auditores do Tribunal de Contas do Estado (TCE-MT). De acordo com os relatórios, houve ampliação exagerada na concessão dos incentivos ficais, em descumprimento com a Lei de Responsabilidade Fiscal, entre outras inconformidades.

Ao pedir pelo arquivamento da ação investigatória, o promotor Flávio Fachone, afirmou que não ficou comprovado atos irregulares que configurassem improbidade administrativa  “No presente caso não se faz possível a individualização dos agentes administrativos que de fato deram causa para o exacerbado aumento nos incentivos fiscais, porém, diante das provas amealhadas aos autos, não restou comprovado atos dolosos e/ou culposos que caracterizem improbidade administrativa”, diz trecho da decisão.

Leia Também:  Policiais da PJC-MT são capacitados pela DHPP na área de investigação de homicídios

Pedro Nadaf foi preso em março de 2016, em decorrência da segunda fase da “Operação Sodoma” deflagrada pela Delegacia Especializada em Crime Fazendários e Contra a Administração Pública (Defaz). Tamém foram presos a assessora dele Karla Cecília de Oliveira Cintra,  os ex-secretários Marcel de Cursi (Fazenda), César Zílio (Administração) e o empresário Willian Paulo Mischur.

Em 2017 ele firmou acordo de delação premiada, onde revelou crimes contra a administração pública ocorridos durante as gestões dos ex-governadores Blairo Maggi (PP) e Silval Barbosa como desvios e lavagem do dinheiro obtido, concessão de incentivos fiscais a empresários por meio do Programa de Desenvolvimento Industrial e Comercial de Mato Grosso (Prodeic) em troca de propina, entre outros.

Continue lendo

Política MT

STF derruba liminar e Sefaz terá que informar ao TCE dados sobre R$ 170 bilhões em exportações de MT

Publicado


O presidente do STF, Dias Toffoli, que derrubou a liminar. Sefaz alegava que informações poderiam expor dados sigilosos de empresas

O Supremo Tribunal Federal (STF), por meio do ministro e presidente, Dias Toffoli, determinou que Secretaria de Fazenda de Mato Grosso (Sefaz), forneça ao Tribunal de Contas do Estado (TCE) informações fiscais sobre exportações realizadas entre 2013 e 2016. A decisão da última quarta-feira (9) e revoga uma liminar deferida em 2017, pela ministra Cármen Lúcia. “Revogo a  medida cautelar liminarmente deferida nestes autos [pela ministra Cármen Lúcia] e indefiro o pedido de suspensão de segurança aqui formulado”, decidiu Toffoli.

O fornecimento de informações começou a ser debatida em 2017 após desentendimento entre o ex-governador Pedro Taques (PSDB) e o então presidente do Tribunal de Contas, Antonio Joaquim, que na época, sinalizava vontade em se aposentar do cargo de conselheiro para poder disputar a eleição para governador no ano seguinte.

O TCE havia pedido informações fiscais para a Sefaz, com o objetivo de apurar o controle das exportações em Mato Grosso. Ao todo, seriam dados sobre 2.237 contribuintes, que teriam exportado cerca de R$ 172 bilhões no período. Na época, o Estado alegou junto ao STF que, caso compartilhasse as informações, poderia expor os dados desses contribuintes, argumento que foi acatado por Carmem Lúcia, que justificou em sua decisão que o cumprimento da ação impetrada pelo TCE poderia gerar risco irreversível de lesão à ordem administrativa.

Leia Também:  Vereador Felipe Wellaton é investigado pelo Ministério Público por desvio de Verba Indenizatória

Porém, ao fazer nova análise da ação do TCE, o presidente Dias Tófoli decidiu pela suspensão da liminar, lembrando que o STF já havia decidido que dados, mesmo que sigilosos, sejam compartilhados com órgãos de fiscalização. Essas entidades, segundo destacou o ministro, têm a obrigação legal de manter o sigilo da informação.  “O Plenário do STF já assentou a plena possibilidade de que dados pertinentes a contribuintes, ainda que sigilosos, sejam compartilhados com órgãos de fiscalização, os quais, no exercício de suas atribuições, podem tomar as medidas que entender cabíveis, sempre resguardando o sigilo dos dados assim compartilhados”.

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana