conecte-se conosco


Geral

Mato Grosso registra 41 pacientes confirmados de COVID-19: Cuiabá e Várzea Grande lideram casos do coronavírus

Publicado

Pacientes são devidamente acompanhados pelas equipes de Vigilância Epidemiológica do estado e dos municípios

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde desta quinta-feira (02.04), 41 casos confirmados de coronavírus em Mato Grosso. Um aumento de 13 casos, desde a divulgação da Nota Informativa de quarta-feira (01.04).

Os casos confirmados estão em Cuiabá (25), Rondonópolis (5), Nova Monte Verde (1), Tangará da Serra (2), Sinop (3), Lucas do Rio Verde (1) e Várzea Grande (4). Os pacientes são devidamente acompanhados pelas equipes de Vigilância Epidemiológica do Estado e dos municípios. Mais informações estão detalhadas na Nota Informativa divulgada pela SES (anexada a este texto).

Dos 41 casos confirmados da COVID-19 em Mato Grosso, 27 estão em isolamento domiciliar e 14 estão hospitalizados, sendo 9 em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 5 em enfermarias.

A Nota Informativa com dados atualizados é divulgada diariamente a partir das 17h. A coletiva de imprensa virtual com o secretário de Saúde, Gilberto Figueiredo, transmitida pelo Instagram e Facebook do Governo do Estado, vai ocorrer, a partir desta sexta-feira (03.04), às 8h30 das segundas, quartas e sextas-feiras.

Cenário nacional

Nesta quinta-feira, o Governo Federal confirmou 7.910 casos de COVID-19 no Brasil e 299 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, divulgado pelo Ministério da Saúde, na quarta-feira (01.04), o país contabilizava 240 mortes e 6.836 casos confirmados de pessoas infectadas pelo novo coronavírus.

Recomendações

Atualmente, não existe vacina para prevenir a infecção pelo novo coronavírus. A melhor maneira de prevenir a infecção é evitar ser exposto ao vírus. Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca do novo coronavírus. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo coronavírus. Entre as medidas estão:

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

– Evitar contato próximo com pessoas doentes. Ficar em casa quando estiver doente;

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Profissionais de saúde devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (máscara cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção).

publicidade
1 comentário

1 comentário

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

População cuiabana pode acompanhar número de imunizados com o vacinômetro; confira

Publicado

Ferramenta foi lançada nesta terça-feira pela prefeitura da capital [Foto – Luiz Alves]

O site da campanha “Vacina Cuiabá – sua vida em primeiro lugar” (https://vacina.cuiaba.mt.gov.br/), disponível no portal da Prefeitura de Cuiabá, conta agora com uma nova ferramenta para acompanhamento da população cuiabana: o vacinômetro, um painel que mostra a quantidade de pessoas que já foram vacinadas contra a covid-19, na Capital mato-grossense. 

O vacinômetro será atualizado uma vez ao dia, por volta das 9 horas, trazendo os números consolidados até o dia anterior. Nesta terça-feira (26), o vacinômetro mostra que até o dia 25 de janeiro de 2021, 4.134 pessoas foram vacinadas pela Prefeitura de Cuiabá. 

Para o prefeito Emanuel Pinheiro, essa é mais uma forma que a sociedade tem de se informar sobre o andamento da campanha de imunização. “Sempre foi uma determinação minha que todo o processo de vacinação contra a Covid-19 em Cuiabá fosse feito da forma mais transparente, mair rigorosa possível, garantindo não só aos órgãos de controle o acesso às informações, mas também à toda a população, até porque esse é um assunto pertinente a todos. Todos estão esperando ansiosamente sura hora de serem vacinados e imunizados contra essa doença que impactou as vidas de todos. Então, poder ver o número de pessoas vacinadas aumentando a cada dia, traz uma esperança a mais para aqueles que estão nessa expectativa”, disse. 

No mesmo site em que fica disponível o vacinômetro, também está o link para a realização do pré-cadastro para entrar na fila de vacinação contra a covid-19, que ocorre desde o último dia 20 no Centro de Eventos do Pantanal. Nesta terça-feira (26), o pré-cadastro está suspenso por conta de uma mudança no fluxo de agendamentos, que não estará mais aberto a todos os internautas, mas somente aos responsáveis de cada unidade de saúde que atende pacientes acometidos pela Covid-19 para que uma pessoa faça o cadastro de todos os trabalhadores da saúde do local onde trabalham. Essa é uma medida temporária, que deve perdurar somente nessa fase de vacinação do grupo 1 do plano nacional de imunização, que abrange todos os trabalhadores da saúde (não somente pessoas formadas na área da saúde), independentemente da função que exerçam. 

 

Continue lendo

Geral

Com superlotação de UTIs, Rondonópolis faz novo decreto com restrições a festas e eventos

Publicado

A Prefeitura de Rondonópolis editou novo decreto municipal com determinações do Governo do Estado que visam evitar a transmissão do coronavírus. A medida adotada adéqua as normas em vigência no Município com as definições do Decreto Estadual nº 783, de 15 de janeiro de 2021. O Decreto Municipal nº 9.900, de 25 de janeiro, versa principalmente sobre as limitações de público em eventos.

De acordo com o decreto, fica proibida a realização de eventos sociais, festas, shows, atividades em casas noturnas e confraternizações com mais de 100 pessoas em espaços privados ou públicos, inclusive o uso de logradouros públicos, onde haja aglomeração e consumo de bebidas alcoólicas.

Ficam também limitados os eventos corporativos, entendidos como aqueles organizados por instituições públicas ou privadas. Nestes casos, devem ser respeitadas as regras sanitárias e distanciamento social previstas no Decreto Municipal nº 9623, de 23 de julho de 2020, com as alterações promovidas pelos Decretos Municipais nº 9749 e 9780/2020.

No caso de atividades em bares, restaurantes e congêneres, ficam permitidas desde que respeitado o limite de público sentado, de 50% da capacidade máxima do local, tendo como base o metro quadrado e o espaçamento de 1,5 metro entre as mesas/assentos.

Ainda, conforme o decreto, deve-se respeitar ainda, as regras sanitárias previstas no Decreto Municipal nº 9623, de 23 de julho de 2020, com as alterações promovidas pelos Decretos Municipais nº 9749 e 9780/2020. O atual decreto terá duração de 45 dias.

As medidas constantes no novo decreto do Município foram adotadas após reunião do Comitê de Gestão de Crise do Coronavírus, que analisou a atual realidade da pandemia na cidade e também o último decreto publicado pelo Governo de Mato Grosso.

Pandemia

As limitações se fazem necessárias, pois Rondonópolis registrou um acentuado aumento no número de novos casos de Covid-19 registrados neste início de 2021. Até a última semana de 2020, compreendida entre 27 de dezembro a 2 de janeiro, a média diária de casos estava em torno de 220, passando para 440 nas semanas entre os dias 3 a 9 de janeiro e 10 e 16 de janeiro, com novo aumento na última semana – entre 17 e 23 – com a média atingindo 700 casos.

Neste mesmo período, a taxa de ocupação dos leitos públicos de UTIs também teve elevação, chegando a 96,67% no dia 21 e 100% no dia 22. No último boletim covid-19 divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde na segunda-feira (25), a taxa de ocupação estava em 93,3% com 28 pessoas internadas em leitos de UTIs públicas, com dois leitos disponíveis na Santa Casa de Misericórdia.

Contudo, apesar da elevação na quantidade de casos de Covid-19 nas primeiras semanas do ano, a quantidade de pacientes recuperados também cresceu, passando de 283 na semana de 27 de dezembro a 2 de janeiro, para 621 entre 17 e 23 de janeiro.

Os dados mostram ainda queda na quantidade de óbitos neste mês de janeiro, quando 27 pessoas morreram, com relação a dezembro, quando houve 51 óbitos na cidade.

 

 

 

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana