conecte-se conosco


Geral

Mato Grosso recebe novo lote com 79 mil doses de vacinas AtraZeneca e Pfizer nesta terça-feira

Publicado

Estado já recebeu 4.476.796 doses de imunizantes contra a Covid-19 e aguarda a chegada das novas remessas

O Ministério da Saúde informou ao Estado o envio de 79.170 doses de vacinas para a imunização dos grupos prioritários da Campanha Nacional de Vacinação contra a Covid-19. Uma remessa chegará em Mato Grosso às 10h25 e outra às 15h35 desta terça-feira (28) no Aeroporto Marechal Rondon, em Várzea Grande.   

Às 10h25 chegarão, por um voo da Azul, 19.500 doses da AstraZeneca. Para às 15h35 está prevista a chegada de 59.670 doses da Pfizer por um voo da Latam.  

Os públicos para os quais serão destinadas essas doses ainda estão sendo definidos e serão divulgados por meio da resolução da Comissão Intergestores Bipartite (CIB), que será disponibilizada neste link.

Imediatamente após a chegada do imunizante, as equipes da Vigilância Estadual trabalharão no recebimento das doses, na conferência da quantidade, na catalogação dos imunizantes, no encaixotamento para distribuição e retirada dos municípios.

Simultaneamente à operação logística, as equipes administrativas trabalham na resolução da Comissão Intergetores Bipartite (CIB), colegiado que oficializa o quantitativo de doses a ser destinado para os 141 municípios.

Até o momento, Mato Grosso já recebeu 4.476.796 doses de imunizantes contra a Covid-19 e aguarda a chegada da nova remessa.

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Com alta nos preços, operação confere denúncias contra postos por fraudes no abastecimento de combustíveis

Publicado

Cinco postos de combustível de Cuiabá foram alvos da fiscalização [Foto – PJCMT]

A Polícia Civil, por meio da Delegacia Especializada de Defesa do Consumidor (Decon), e o Instituto de Pesos e Medidas do Estado de Mato Grosso (Ipem-MT), fiscalizaram cinco postos de combustível de Cuiabá, em ação realizada nesta terça-feira (26).

A ação conjunta teve como alvo postos que foram denunciados por consumidores que suspeitaram da quantidade do combustível que abasteceram em seus veículos, e coincide com a entrada em vigor do aumento nos preços da gasolina e do óleo diesel anunciado pela Petrobras.

Durante a operação, foi analisada a vazão em dezenas de bicos e de bombas de combustível. Somente uma bomba de um posto, localizado no Bairro Parque Cuiabá, na Capital, foi reprovada por entregar 80ml a menos de combustível a cada 20 litros abastecidos pelo consumidor.

A bomba reprovada foi lacrada e o posto foi autuado pelo Ipem. A Polícia Civil vai investigar os fatos para verificar se houve adulteração dolosa da vazão, ou erro causado por problemas mecânicos ou pelas intemperes do clima.

O delegado da Decon, Rogério Ferreira, destacou que durante a ação também foi verificado se os postos fiscalizados estavam se aproveitando dos sucessivos aumentos nos preços dos combustíveis nas distribuidoras para praticar aumentos abusivos contra os consumidores.

Se for comprovada a adulteração dolosa da vazão do bico reprovado, ou a prática de aumento abusivo de preços, os responsáveis legais pelos postos irão responder por crime contra a economia popular com até dois anos de prisão, e se for verificado a comercialização de combustível adulterado, os suspeitos responderão por crime contra as relações de consumo com pena que pode chegar aos 5 anos de prisão e multa.

Todas as denúncias encaminhadas à Polícia Civil, ao Ipem, Procon Estadual e Municipal e à Agência Nacional do Petróleo – ANP são investigadas, e os postos continuarão sendo fiscalizados constantemente em Cuiabá e em toda a região metropolitana da Capital.

 

Continue lendo

Geral

MT registra uma morte e 376 novos casos de Covid em 24 horas; taxa de ocupação de leitos de UTI está em 25%

Publicado

Há 70 internações em UTIs públicas e 48 em enfermarias públicas

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde desta quarta-feira (27), 546.376 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 13.923 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.

Foram notificadas 1 morte e  376 novas confirmações de casos de coronavírus no Estado. Dos 546.376 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 1.521 estão em isolamento domiciliar e 530.364 estão recuperados.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 70 internações em UTIs públicas e 48 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 25,45% para UTIs adulto e em 8% para enfermarias adulto.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (113.350), Várzea Grande (40.577), Rondonópolis (38.312), Sinop (26.339), Sorriso (18.418), Tangará da Serra (17.814), Lucas do Rio Verde (15.704), Primavera do Leste (14.791), Cáceres (11.951) e Alta Floresta (10.895).

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada por meio do Painel Interativo da Covid-19, disponível neste link.

O documento ainda aponta que um total de 404.835 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 85 amostras em análise laboratorial.

Cenário nacional

Na terça-feira (26), o Governo Federal confirmou o total de 21.748.984 casos da Covid-19 no Brasil e 606.246 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, o país tinha 21.735.560 casos da Covid-19 no Brasil e 605.804 óbitos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus.

Até o fechamento deste material, o Ministério da Saúde não divulgou os dados atualizados desta quarta-feira (27).

Recomendações

Já existem vacinas para prevenir a infecção pelo novo coronavírus, mas ainda é importante adotar algumas medidas de distanciamento e biossegurança. Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca da Covid-19. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo vírus. Entre as medidas estão:

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

– Evitar contato próximo com pessoas doentes;

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

 

 

 

 

 

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana