conecte-se conosco


Mato Grosso

Mato Grosso mantém taxa de desmatamento controlada

Publicado

Os dados de desmatamento divulgados pelo instituto Nacional de Pesquisas (Inpe) nesta segunda-feira (18.11) garantem que Mato Grosso receba mais um desembolso por meio do Programa REM Mato Grosso. O Estado ratificou os compromissos ambientais firmados internacionalmente, mantendo as taxas de desmatamento abaixo do gatilho de performance de 1.788 km². De acordo com a taxa Prodes divulgada, Mato Grosso atingiu 1.685 km².

Pela notoriedade na redução do desmatamento, Mato Grosso se credenciou para recebimento dos recursos do Programa REM, projeto internacional financiado pelos governos da Alemanha e do Reino Unido que premia as jurisdições pioneiras na Redução das Emissões por Desmatamento e Degradação Florestal (REDD+). De acordo com o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), de 2004 a 2018 o Estado acumula redução de 87% no desmatamento da Amazônia.

“A atual gestão atua fortemente no combate ao desmatamento por meio combinação de esforços para fazer frente ao desmatamento, de políticas públicas para o fortalecimento das ações de comando, controle, responsabilização, investimento em tecnologia e valorização da floresta em pé, por meio do programa REM (REDD+ para pioneiros) e do Instituto Produzir, Conservar e Incluir”, explica o secretário Adjunto executivo da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), Alex Marega.

O gestor reforça que a expectativa é reduzir drasticamente as taxas de desmatamento com o investimento em novas tecnologias como a Plataforma de Monitoramento da Cobertura Vegetal por meio da constelação de satélites Planet. “Mato Grosso sempre trabalhou muito para manter os índices sobre controle e a nossa expectativa agora é que a tecnologia nos auxilie a evitar o desmatamento, reduzindo drasticamente os índices”, projeta.

A taxa divulgada pelo Inpe nesta segunda é preliminar e ainda passará por revisões e auditagens. Assim como ocorreu em novembro de 2018, a taxa publicada preliminarmente apontou desmatamento de 1.749 km², sendo que após revisão foi consolidada em abril deste ano em 1.490km². Dessa forma, a Secretaria projeta que que mais uma vez a taxa será mantida ao redor dos 1500 km²

Comando e Controle

A Sema aplicou até julho mais de R$ 380 milhões em multas em uma área total embargada de mais de 70 mil hectares. Desde a deflagração, em agosto, da Ação Integrada de Combate ao desmatamento e queimadas na Amazônia, os órgãos de controle identifificou mais de 71 mil hectares a serem autuados em uma estimativa de multa de mais de 270 milhões. A projeção é que este ano sejam aplicados mais de R$ 700 milhões em autos de infração por crimes contra a flora, mais que o dobro dos autos lavrados em 2018

Tais resultados se devem ao monitoramento diário da cobertura vegetal do Estado por meio da Plataforma de Monitoramento da Cobertura Vegetal que utiliza a constelação de satélites Planet. O Estado é beneficiário da ferramenta adquirida pelo Programa REM, por meio do Fundo Brasileiro para a Biodiversidade (FUNBIO), com recursos da Alemanha e Reino Unido.

Os alertas permitem detectar desmates de até um hectare e acompanhar a alteração da cobertura vegetal de forma rápida. Com o monitoramento diário será possível que a Sema haja de forma preventiva, identificando rapidamente os desmatamentos que estão se iniciando e atuando de forma imediata no seu combate. A recém-criada Gerência de Planejamento de Fiscalização e Combate ao Desmatamento está finalizando os ajustes nos procedimentos e no fluxo das rotinas trabalho para viabilizar a notificação imediata dos infratores e aumentar a eficácia das ações fiscalizatórias.

Floresta em pé

Além das ações de comando e controle, também está em andamento na Sema a regularização ambiental dos assentamentos rurais, por meio da implantação de um módulo específico para a realidade dessas propriedades no sistema Mato-Grossense de Cadastro Ambiental Rural (Simcar). Em relação à regularização fundiária, o Governo de Mato Grosso obteve junto ao Fundo Amazônia/BNDES mais de R$ 72 milhões para investimento no programa Terra a Limpo que irá modernizar a gestão fundiária no estado e contribuir para a regularização fundiária de glebas públicas e assentamentos.

Outra frente de atuação para conter o desmatamento é o desenvolvimento de estratégias integradas para o Desenvolvimento Rural de Baixa Emissão (DBRE). Essas iniciativas estão todas elencadas dentro da Estratégia Produzir, Conservar e Incluir (PCI), lançada na COP 21 em Paris, que inclui 21 metas claras para aliar produção com conservação ambiental e inclusão social. Os marcos foram desenvolvidos por meio de processos participativos que incluíram atores de setores públicos, privados e sem fins lucrativos e buscam o desmatamento líquido zero em todo o estado e zerar emissões líquidas de carbono florestal até 2030, mantendo aproximadamente seis gigatoneladas de CO2 fora da atmosfera, além de manter no mínimo 60% da cobertura vegetal nativa.

publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Mato Grosso

Segunda-feira (06): Confira lista de municípios com classificação de risco muito alto de contaminação

Publicado


.

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT) divulgou nesta segunda-feira (06.07), o Boletim Informativo n°120 com o panorama da situação epidemiológica da Covid-19 em Mato Grosso. O documento mostra (a partir da página 9) que 29 municípios do Estado configuram na classificação com risco “muito alto” para o novo coronavírus: Cuiabá, Várzea Grande, Rondonópolis, Sorriso, Lucas do Rio Verde, Primavera do Leste, Cáceres, Tangará da Serra, Pontes e Lacerda, Nova Mutum, Peixoto de Azevedo, Guarantã do Norte, Matupá, Sinop, Querência, Vila Bela da Santíssima Trindade, Poxoréu, Sapezal, Chapada do Guimarães, Claudia, Campo Novo do Parecis, Marcelândia, Rosário Oeste, Mirassol do Oeste, Poconé, Alto Garças, Água Boa, Pedra Petra, Colíder.

Ainda de acordo com informações contidas no boletim, os municípios que estão na classificação de risco “alto” para a disseminação do coronavírus são:  Barra do Garças, Nossa Senhora do Livramento, Tapurah, Porto Esperidião, Vila Rica, Campo Verde, Nobres, Diamantino, Santo Antônio do Leste, Feliz Natal, Jaciara, General Carneiro, Gaúcha do Norte, Juscimeira, Pontal do Araguaia, Ribeirão Cascalheira, , Vera, Comodoro, Juruena, Acorizal, Juína, Jangada, Nova Santa Helena, Lambari D’Oeste, Ipiranga do Norte, São José dos Quatros Marcos, Araputanga, Barra do Bugres, Campinápolis, Nova Bandeirantes, Nova Olímpia, Novo Mundo, Porto dos Gaúchos, Aripuanã, Nova Marilândia, Terra Nova do Norte, Alto Araguaia,  Conquista D’ Oeste, Nova Lacerda, Paranatinga, São José do Rio Claro, Dom Aquino, Nova Canaã do Norte, São José do Xingu, União do Sul, Alto Paraguai, Nova Xavantina, Novo São Joaquim, Cocalinho, Itiquira, Nova Brasilândia, Reserva do Cabaçal,  Santo Afonso, Alto Taquari, Porto Estrela,  São Pedro da Cipa,  Castanheira, Nova Nazaré, Indiavaí, Santa Terezinha e Ribeirãzinho.

O Governo de Estado publicou novo decreto restringido ainda mais as medidas que devem ser adotadas pelos municípios, com base na classificação de risco para prevenir a disseminação da Covid-19. O Decreto n° 532 foi publicado na edição extra do Diário Oficial de 24 junho. O documento altera as tabelas de classificação de risco, criando uma terceira tabela. Para saber mais informações clique AQUI

O sistema de classificação que indica o nível de risco é definido por cores: muito alto (vermelho), alto (laranja), moderado (amarelo) e baixo (verde). De acordo com a definição dos riscos é necessária a adoção de medidas restritivas para o controle da propagação do coronavírus nas cidades. Os indicadores de classificação de risco são atualizados duas vezes por semana e os resultados são divulgados nos Boletins informativos da SES-MT  disponíveis neste link.

Veja a tabela de classificação de risco por município

 

 

Recomendações e cuidados

– Evitar contato próximo com pessoas que sofrem de infecções respiratórias agudas;

– Usar máscara quando sair de casa;

– Evitar aglomerações;

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

– Evitar contato próximo com pessoas doentes. Ficar em casa quando estiver doente;

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Mato Grosso

Atrações de diversas linhagens artísticas compõem programação do Cine Teatro Cuiabá

Publicado


.

Entrevista, filmes, shows de vários estilos musicais, projetos autorais, stand ups, teatro, dança e até quadrilha junina diversificam a programação online do Cine Teatro Cuiabá. Além de oferecer diferentes opções culturais à população durante a quarentena, a agenda semanal é também uma forma de dar visibilidade aos mais variados trabalhos de artistas mato-grossenses. 

Desde o início da pandemia da Covid-19 no país, a programação online do equipamento cultural da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel) conecta artistas regionais com o público em casa.  A agenda de transmissões vai de segunda a domingo e disponibiliza atrações diversas nas plataformas digitais do Cine Teatro Cuiabá. 

Às segundas-feiras, o programa Cine Teatro Convida entrevista especialistas, conhecedores e gestores da área de teatro, literatura, dança e música. O programa é apresentado pela jornalista Helô Godoy e é transmitido ao vivo na rede social instagram (cineteatrocba), às 19h30.

Nesta segunda (06.07), o entrevistado é o maestro Fabrício Carvalho, diretor artístico da Orquestra Sinfônica da Universidade Federal de Mato Grosso e, atualmente, Secretário de Articulação e Relações Institucionais da mesma universidade.

Às terças-feiras, a Temporada de Filmes integra a programação online disponibilizando o acesso a curtas metragens, a partir das 19h30, na página de Facebook do Cine Teatro Cuiabá. Nesta semana, os filmes compartilhados são: Fronteiras, Menire Karõ, e Movimento Refúgio Zumbis, além do clipe musical Quarteto: o Sentido da Vida.

Na quarta-feira (08.07), o projeto Identidade, de Jeff Rosa, será reapresentado no canal de YouTube do Cine Teatro. Lançada no Festival Cultura em Casa da Secel, a atração traz composições e canções do diretor artístico do grupo Flor Ribeirinha.

Já na quinta-feira (09.07), o público poderá curtir muito pop rock com a banda mato-grossense Heróis de Brinquedo. Trazendo vasto repertório musical, o show exibido ao vivo em maio por um pub de Cuiabá, será reapresentado no YouTube, às 19h30.

A emoção e alegria das festas juninas poderão ser revividas na sexta-feira (10.07), às 19h30, também pelo YouTube. Com o tema Diversidade e Suas Quatro Maravilhas, o grupo Junina Caipiras de Plantão, do distrito de Progresso em Tangará da Serra, apresentará repertório e coreografias que mostram a importância cultural da dança folclórica coletiva.

No sábado (11.07), Flauta Mágica In Concert In Vienna encanta o público com o concerto realizado em uma das três turnês internacionais do grupo formado por crianças e jovens da periferia de Cuiabá. Considerado um dos mais importantes projetos sociais do Brasil, o Instituto Flauta Mágica apresenta o espetáculo gravado no museu Weltmuseum Wien, em Viena na Áustria.  O concerto será apresentado pelo YouTube, às 19h30.

E, finalizando a programação da semana, no domingo (11.07), a violinista Lindi Mariane interpreta a peça Rondo Capriccioso de Camile Saint Saens com regência de Fabricio Carvalho. Lindi é musicista profissional, aluna do Instituto Fernando Pereira e toca há nove anos, tendo já participado de quatro festivais internacionais, dentre eles o de São Petersburgo, na Rússia, e de Mississipi, nos Estados Unidos.  

Como fazer parte da programação 

Para integrar a programação online do Cine Teatro Cuiabá, os artistas interessados podem entrar em contato e agendar a participação pelo telefone 65 99946-1268

Segundo a presidente da Federação Mato-grossense de Quadrilhas, Rosa Dilma da Silva, está sendo fundamental usar as ferramentas que o Estado oferece para aumentar a visibilidade do segmento.

“Temos a oportunidade de mostrar o mundo junino de Mato Grosso por todo o estado e fora dele.  Principalmente neste ano, que o Festival de Quadrilhas Juninas não pôde ser realizado, essa programação tem sido muito importante. Além da divulgação, é uma forma de integração entre os participantes das juninas de todas as regiões mato-grossenses, todos ficamos muito felizes”, ressalta Rosa Dilma. 

Três espetáculos juninos já fizeram parte da programação online do equipamento cultural. A próxima apresentação será na sexta (10.07) com o grupo Junina Caipiras de Plantão, de Tangará da Serra.

A proposta é manter a programação online diversificada até a reabertura física do espaço.

Plataformas digitais

Instagram: @cineteatrocba

Facebook: @cineteatrocuiaba

YouTube: Cine Teatro Cuiabá

Site: www.cineteatrocuiaba.org.br

E-mail: [email protected]

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana