conecte-se conosco


Geral

Mato Grosso disponibiliza “Mapa do CAR” e facilita pedidos de cadastro pelos produtores

Publicado

O objetivo é possibilitar que os processos estejam aptos a serem validados após análise técnica da Sema-MT [Foto – Mayke Toscano]

Já está disponível a ferramenta “Mapa do CAR”, que analisa os processos dos solicitantes do Cadastro Ambiental Rural (CAR) antes do envio da proposta para a Secretaria e Estado de Meio Ambiente (Sema-MT). O sistema foi apresentado ao governador Mauro Mendes nesta segunda-feira (6), pelo Instituto Ação Verde, no Palácio Paiaguás.

O governador avalia que o Mapa do CAR é uma ferramenta importante para que todos os usuários possam “falar a mesma língua” e tenhamos uma evolução na implantação do CAR em Mato Grosso.

“Essa ferramenta vai nos trazer uma uniformização dessas bases de dados, criando a capacidade de evoluir com segurança e rapidez nesse objetivo que é a nossa regularização ambiental. Parabenizo a todos os parceiros, estamos todos do mesmo lado, esse trabalho em conjunto é primordial”, afirma o governador.

O governador ressalta que dos 50 mil cadastros analisados nos últimos anos pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT), mais de 20 mil estão suspensos por inconformidades, e os proprietários não fizeram a alteração necessária dentro do prazo legal de 90 dias. A nova plataforma que analisa previamente os dados irá possibilitar que os processos não tenham pendências e possam ser validados.

Conforme o presidente do Instituto Ação Verde, Adilson Valera, esta é uma plataforma inovadora, moderna, e de fácil uso. Ele conta que já tem vários técnicos utilizando a plataforma para testes, e o resultado tem sido a celeridade e o adequado suporte tanto ao agricultor, responsável técnico e aos servidores da Sema.

“Mais importante que tudo isso é a credibilidade. A parte técnica a gente consegue, agora a credibilidade a gente conquista. Essa é uma conquista do governo de Mato Grosso. Essa credibilidade com certeza vai gerar novos projetos e novas possibilidades de negócios para todos os setores do governo”.

Por meio do novo sistema, a análise é feita de forma automática para apontar erros antes mesmo do processo ser inserido na base de dados estadual para análise da Sema-MT. É uma ferramenta que auxilia o produtor a confeccionar o cadastro para possibilitar um maior índice de preenchimento correto de informações e de validação do CAR.

Segundo a secretária de Estado de Meio Ambiente, Mauren Lazzaretti, a ferramenta representa um grande avanço, e em breve será essencial para que os pedidos contenham as informações adequadas para a validação.

“É uma estrutura para a comunidade externa fazer o seu cadastro nos moldes que o sistema mato-grossense exige, e com isso, aumentar o número de validações. O mapa do CAR é uma plataforma pensada para melhorar a eficiência e a performance do CAR em Mato Grosso. Foram dois anos de intenso trabalho nas análises dos cadastros que já foram inseridos, e percebemos uma qualidade das informações inadequada para validação”, explica a gestora.

Mapa do CAR

A ferramenta de apoio à construção e confecção do CAR possibilita que o cadastro possa ser feito de forma mais ágil e segura visando a  regularização ambiental das propriedades rurais. O Mapa do CAR já está disponível no site: www.mapadocar.com.br. A plataforma disponibiliza aos profissionais ferramentas de referência como base de dados geográficos, análise prévia, ferramentas de desenho, entre outros.

A plataforma foi desenvolvida por meio do Projeto de Apoio ao Cadastro Ambiental Rural no Estado de Mato Grosso, por meio de uma parceria com o Governo de Estado, Casa Civil e Sema. O trabalho foi coordenador pelo Instituto Ação Verde, com patrocínio da Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja), Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (ABIOVE), Instituto Mato-Grossense da Carne (IMAC), Associação Mato-grossense dos Produtores de Algodão (AMPA) e Centro das Indústrias Produtoras e Exportadoras de Madeira (Cipem).

O CAR é um registro público e obrigatório para todos os imóveis rurais, que possibilita além do controle e monitoramento da atividade produtiva, benefícios aos proprietários que estiverem regulares como financiamento e crédito facilitado.

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Várzea Grande investe mais R$ 12 milhões em obras de pavimentação asfáltica

Publicado

Várzea Grande investe mais R$ 12 milhões em obras de pavimentação asfáltica

Várzea Grande abre 2022 no mesmo ritmo em que encerrou 2021: com investimentos em obras de infraestrutura em vários pontos da cidade. Nessa semana, o prefeito em Exercício, José Hazama, assinou quatro Ordens de Serviços para projetos de pavimentação. As obras serão iniciadas a partir da semana que vem, e somam aportes de cerca de R$ 12 milhões, cifras rateadas entre recursos próprios e via convênio junto à Caixa Econômica Federal que somaram R$ 90 milhões, sendo R$ 70 milhões em obras de pavimentação de novas ruas e avenidas e R$ 20 milhões para obras de abastecimento de água.

Até o final do ano, o prefeito em Exercício assinalou que a cidade contabilizará mais de R$ 100 milhões em investimentos na área de infraestrutura, especialmente pavimentação, distribuição de água e esgotamento sanitário.

Hazama assinou a Ordem de Serviço para as obras de pavimentação do Jardim Adália, no Grande Cristo Rei. Serão aproximadamente 3 quilômetros de asfalto novo, com galerias pluviais para escoamento das águas das chuvas, drenagem, meio-fio e calçadas. A comunidade existe há mais de 20 anos e abriga cerca de 80 famílias.

Também foram assinadas três Ordens de Serviço do complexo pavimentação (drenagem, galerias, meio-fio e pavimento novo), sendo uma no Jardim Paula III, uma no Jardim Paula II e mais uma na Cohab Canelas. Ao todo serão 9 quilômetros de asfalto novo, que vão atender uma importante região da cidade, já com uma área empresarial em pleno desenvolvimento.

A previsão é que essas três obras sejam concluídas até maio, podendo ser entregues à população durante as comemorações pelos 155 anos da cidade, festejado em 15 de maio. A obra no Jardim Adália é um projeto “mais pesado”, de maior infraestrutura, e por isso a previsão é de que seja finalizada neste primeiro semestre, além de mais oneroso por exigir muita drenagem por se tratar de área de várzea.

“Mais do que obras estruturantes, estamos trazendo para essas pessoas qualidade de vida, prestando um serviço de saúde pública e de utilidade pública. O asfalto permite a mobilidade, valoriza todo o entorno (edificado ou não) e aproxima a população da gestão municipal. Sabemos o quanto essa população, em especial aqui do Jardim Adália, lutou para que o asfalto se tornasse realidade”, destacou Hazama, ao assinar a Ordem de Serviço.

O secretário de Viação, Obras e Urbanismo, Luiz Celso de Moraes, destaca que a atual gestão está empenhada em garantir obras de infraestrutura em todas as regiões da cidade, levando acessibilidade e promovendo a valorização imobiliária dos locais beneficiados. “Temos um grande compromisso com a população e com a cidade de Várzea Grande e estaremos sempre fazendo mais e o melhor que pudermos. A ordem do prefeito é atender a todos os pedidos dentro da realidade financeira da cidade”.

O representante dos moradores do Jardim Adália, Assil da Silva, frisa que a pavimentação muda todo o cenário da localidade. “Melhora o bairro, melhora o comércio local e a vida de cada morador”.

Junto à população, Hazama reforçou o compromisso do poder público com cada várzea-grandense. “Vamos trabalhar em prol da nossa cidade e sua população. Tivemos, apesar de tudo, um 2021 de muito trabalho, investimentos e realizações. Vamos fazer de 2022, 2023 e 2024 anos de mais investimentos e de desenvolvimento para toda Várzea Grande”.

Em um rápido balanço das duas semanas que estará a frente do Executivo Municipal, Hazama destaca que essas quatro Ordens de Serviços representam investimentos diários médios – nesses 15 dias – de cerca de R$ 1,2 milhão. “Várzea Grande se consolidou por adquirir e manter um ritmo de investimentos altos. Que cidade do País pode fazer um balanço como esses de quase um milhão injetados ao dia, nesse começo de ano?”, pontua o prefeito em Exercício.

70 MILHÕES – Os R$ 12 milhões que estão sendo aplicados nesse momento fazem parte de um convênio junto à Caixa Econômica Federal firmado ainda em 2021 entre a prefeitura e a instituição. Os recursos integram o Finisa, que é o Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento voltado ao Setor Público, destinado a municípios, aos estados e ao Distrito Federal.

Por meio da linha de financiamento é possível que o ente público pleiteie recursos para apoiar financeiramente diversas ações orçamentárias em curso, como investimentos em infraestrutura, mobilidade, equipamentos, iluminação, construção de escolas, creches, hospitais, entre outros.

Várzea Grande vai aportar esses recursos em obras e projetos de pavimentação (asfalto novo) e de revitalização da malha. “Fechamos o ano de 2021 com o maior volume de recursos próprios já injetados pelo Município. O ‘pacote’ soma a aplicação de R$ 115 milhões apenas em obras de pavimentação asfáltica e outros R$ 100 milhões em obras de abastecimento de água e esgoto sanitário, cifras oriundas principalmente da receita própria, emendas federais e estaduais e recursos de empréstimos”, sublinhou Hazama. Em 2021 foram totalizados 150 quilômetros de malha, sendo 75 quilômetros de asfalto novo e 75 quilômetros de recape e revitalização.

Continue lendo

Geral

MT investe R$ 97,4 milhões na modernização das unidades especializadas de saúde

Publicado

Investimentos contemplam obras já concluídas e em andamento no Ceope, Cermac, Adauto Botelho, Rede de Frio, Escritórios Regionais de Saúde, entre outras unidades [Foto – Mayke Toscano]

Nos últimos três anos, o Governo de Mato Grosso investiu R$ 97.425.353,97 milhões na reforma e ampliação das unidades especializadas de saúde do Estado. Realizados pela Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT), os investimentos integram o projeto de modernização da infraestrutura da rede estadual de saúde, cujo objetivo é oferecer um serviço de mais qualidade à população.

“Trabalhamos muito nos últimos três anos para ofertar à população unidades especializadas mais modernas, bem localizadas e com atendimento de qualidade. Seguimos em 2022 no cumprimento das metas estabelecidas pelo governador Mauro Mendes, que é de fazer a saúde funcionar e atender melhor ao cidadão. Para isso, também estamos trabalhando em outras melhorias”, disse o secretário estadual de Saúde, Gilberto Figueiredo.

A Central de Imunobiológicos da SES, conhecida como Central da Rede de Frio, passou por reforma e modernização entre fevereiro e agosto de 2021. O local recebeu um investimento de cerca de R$ 5 milhões, que possibilitou a ampliação do espaço físico em aproximadamente mil metros quadrados de estrutura. A unidade armazena imunobiológicos e insumos que são distribuídos para os 141 municípios do Estado.

Com objetivo de oferecer um ambiente mais moderno aos pacientes do Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas (Unidade III), a SES investiu R$ 1,4 milhão, entre novembro de 2020 e junho de 2021, e realizou adequações e reparos na unidade de saúde.

Em julho de 2020, a Secretaria destinou recurso na ordem de R$ 1,2 milhão para a implementação do Centro de Triagem da Covid-19, na Arena Pantanal, em Cuiabá. A unidade funcionou até 15 de outubro de 2021 e auxiliou a Atenção Básica dos municípios da Baixada Cuiabana no diagnóstico e tratamento da Covid-19, por meio de testes, exames de imagem e entrega de medicamentos mediante prescrição médica.

Entre os meses de outubro de 2019 e maio de 2020, a pasta realizou reparos, adequações e modernizações avaliados em R$ 250 mil no Centro Estadual de Odontologia para Pacientes Especiais (Ceope). A unidade conta com cinco consultórios odontológicos e uma equipe multiprofissional composta por cirurgião-dentista, assistente social, enfermeiro, fisioterapeuta, técnico em saúde bucal e técnico de enfermagem.

Os Escritórios Regionais de Saúde (ERS) de Alta Floresta, Cáceres, Pontes e Lacerda, Sinop, Peixoto de Azevedo também receberam, entre maio de 2019 e outubro de 2020, investimentos na infraestrutura. Foi investido o montante de R$ 2,8 milhões para a reforma, modernização, ampliação e reparos das unidades, além da construção da Rede de Frio do Escritório Regional de Alta Floresta.

Outras obras

A SES está construindo, em Cuiabá, um Centro Logístico de Abastecimento e Distribuição; a construção é estimada em R$ 45,9 milhões. Ligada à Assistência Farmacêutica, a unidade oferecerá um espaço mais moderno e amplo para o armazenamento de medicamentos e compostos a serem distribuídos aos munícipios do estado. O local deve ser entregue em julho de 2022.

Em Cuiabá, também está em fase de construção o novo espaço que sediará o MT Hemocentro e o Centro Estadual de Referência de Média e Alta Complexidades (Cermac-MT). A SES destinou um total de R$ 19,2 milhões para o novo espaço. A previsão de conclusão da obra é para dezembro de 2022.

O Governo do Estado segue investindo nos serviços de saúde mental em Mato Grosso. Com um aporte financeiro de R$ 15,2 milhões, a Secretaria reforma e moderniza o Centro Integrado de Atenção Psicossocial Adauto Botelho (CIAPS). A obra deve ser finalizada em maio de 2022.

Outra unidade do Ciaps Adauto Botelho que também recebe investimentos é o Lar Doce Lar. Estão sendo investidos R$ 3 milhões na modernização e em melhorias estruturais do local. A previsão de término da obra é para o primeiro trimestre de 2022.

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana