conecte-se conosco


Agro News

Mapa revisa programas de prevenção e controle de pragas vegetais

Publicado

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) colocou em consulta pública diversas propostas na área de defesa vegetal. Todas têm prazo de 60 dias para contribuições (até 11 de abril).

Todas as consultas públicas encontram-se disponíveis na página eletrônica do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento: www.agricultura.gov.br , link legislação, menu Participação Social, submenu Editais e Consultas Públicas. 

Pragas ausentes

A Portaria 31 abre prazo de consulta para a criação do Plano Nacional de Prevenção e Vigilância de Moniliophthora roreri (PNPV/Monília) no âmbito do Programa Nacional de Prevenção e Vigilância de Pragas Quarentenárias Ausentes (PNPV). A monília é um fungo que ainda não está presente no país e preocupa por causar sérios danos na cultura do cacau provocando prejuízos de 50 a 100%.

A outra consulta pública está prevista na Portaria 33 e se refere à praga Lobesia botrana, que é uma traça que ataca principalmente as videiras e também será incluída no Programa Nacional de Prevenção e Vigilância de Pragas Quarentenárias Ausentes (PNPV-PQA).

O PNPV-PQA foi lançado em julho de 2019 para reforçar as ações de vigilância e pesquisa a fim de evitar o ingresso de 20 pragas quarentenárias ausentes prioritárias que não entraram no país. Essas pragas foram selecionadas em conjunto pela Embrapa e o Ministério. Ao todo, a lista oficial tem cerca de 700 espécies entre fungos, insetos, bactérias, vírus, nematoides e plantas daninhas.

A entrada de pragas no Brasil pode ocorrer via trânsito de pessoas, animais e mercadorias, através do transporte de plantas, frutos ou sementes infestadas. Um dos fatores facilitadores é a grande extensão da fronteira brasileira, que possui 15.791 km.

Pragas presentes

Também foram abertas duas consultas públicas sobre programas para combater pragas já presentes no país. A Portaria 30 refere-se à criação do Programa Nacional de Prevenção e Controle do Cancro Europeu (PNCE), que é causado pelo fungo Neonectria ditíssima que ataca as macieiras do Paraná, Santa Catarina e do Rio Grande do Sul.

Já a Portaria 32 submete à consulta pública proposta de criação de uma instrução normativa para instituir critérios e procedimentos para classificação e manutenção do status fitossanitário dos estados relativos ao HLB (Greening), que tem atingido os laranjais, principalmente no estado de São Paulo.  

Controle e prevenção 

A revisão dos atuais programas de controle de pragas objetiva atualizar procedimentos técnicos e faz parte de uma ampla análise que o Departamento de Sanidade Vegetal e Insumos (DSV), da Secretaria de Defesa Agropecuária, está promovendo em todos os programas oficiais voltados às pragas vegetais. 

No final de 2019, foi proposta a revisão do Programa Nacional de Controle da Ferrugem Asiática da Soja e poderá receber sugestões até o próximo dia 17 de fevereiro. A portaria que abriu a consulta é a 269  

Também foi aberta a revisão do Plano Nacional de Prevenção e Vigilância da praga Fusarium oxysporumf.spcubense raça 4 tropical, que ataca as bananeiras sendo conhecida como Mal do Panamá. 

Informações à ImprensaJanete Lima
[email protected]

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Agro News

MERCADO DE TRABALHO/CEPEA: Por ora, número de ocupados na agropecuária frente à covid-19 se normaliza

Publicado


Clique aqui e baixe o release completo em word.

Clique aqui e confira o relatório completo.

 

Cepea, 30/11/2020 – Pelo menos por ora, o impacto da covid-19 sobre o número de pessoas ocupadas na agropecuária passou. Dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua, do IBGE, mostram que, no trimestre móvel encerrado em setembro (julho-agosto-setembro), 8,280 milhões de pessoas estavam ocupadas na agropecuária, sendo apenas 0,3% (ou 28 mil pessoas) abaixo do esperado para esse período, conforme modelo criado pelo Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada), da Esalq/USP.

 

Segundo pesquisadores do Cepea, a tendência de redução do número observada desde o trimestre móvel encerrado em março já havia sido interrompida em julho e, desde a incorporação de informações de agosto, tem sido observada tendência de leve recuperação.

 

Assim, a queda no número de ocupados no trimestre móvel encerrado em setembro frente ao mesmo período de 2019 diminuiu de intensidade, sendo de apenas 2,7%. Vale lembrar que a taxa de queda chegou a ser de significativos 7,8%, observada na comparação entre abril-maio-junho de 2019 e de 2020.

 

COVID-19 – Em relatórios anteriores, as análises do Cepea indicaram que as quedas da população ocupada na agropecuária relacionadas à pandemia surgiram já em março, se acentuaram ao longo dos meses, chegando a seu ápice no trimestre móvel encerrado em maio, e se estabilizaram no trimestre encerrado em junho. Em julho, foi registrada a primeira e ainda leve melhora na situação, ao passo que no último relatório, que focava o trimestre encerrado em agosto, o modelo do Cepea apontou que o número de ocupados na agropecuária pôde ser considerado dentro da normalidade – indicando que o impacto da covid-19 poderia estar se dissipando.

 

ASSESSORIA DE IMPRENSA: Outras informações sobre o mercado de trabalho do agronegócio aqui e por meio da Comunicação Cepea, com o prof. Geraldo Barros e com a pesquisadora Nicole Rennó: [email protected]

Fonte: CEPEA

Continue lendo

Agro News

OVOS/CEPEA: Menor disponibilidade sustenta preços, apesar de retração da demanda

Publicado


Cepea, 30/11/2020 – Mesmo com a retração da demanda por ovos na ponta final da cadeia, a oferta ajustada tem permitido a manutenção dos preços nesses últimos dias de novembro, segundo dados do Cepea. Além das ondas de calor que elevaram a mortalidade das poedeiras em meses anteriores, produtores reduziram o número de pintainhos em alojamento, devido aos altos custos de produção – principalmente das cotações do milho e do farelo de soja –, que têm prejudicado a rentabilidade da atividade. Fonte: Cepea – www.cepea.esalq.usp.br

Fonte: CEPEA

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana