conecte-se conosco


Internacional

Mais um caso suspeito de varíola dos macacos na Argentina

Publicado

O Ministério da Saúde argentino anunciou nesta sexta-feira (27) a identificação de um novo caso suspeito de varíola do macaco. Desta vez o paciente é um cidadão espanhol que está visitando o país. Além disso, a pasta confirmou como positivo o caso de outro homem, isolado desde domingo e já sob tratamento. Em todo o mundo, mais de 300 infecções já foram relatadas.

Através de um comunicado, o Ministério informou que o paciente está na Província de Buenos Aires e não tem ligação com o primeiro caso. “O indivíduo apresenta lesões ulcerativas, sem outros sintomas associados”, diz o documento, especificando que o paciente chegou ao país em 25 de maio e seus sintomas começaram na sexta-feira. As amostras do caso já se encontram em laboratório para diagnóstico etiológico.

Segundo as autoridades sanitárias, está sendo feito um acompanhamento clínico e avaliação epidemiológica de todos os contatos próximos deste segundo paciente, os quais, até esta sexta-feira, não registaram quaisquer sintomas.

O primeiro caso

No domingo passado (22), surgiu o primeiro caso suspeito de varíola do macaco na Argentina: uma pessoa que esteve na Espanha entre 28 de abril e 16 de maio e que, após apresentar os primeiros sintomas, foi imediatamente isolada para tratamento.

Esta sexta-feira, o ministério confirmou que a sequenciação do vírus apresentou “uma elevada percentagem de homologia com sequências do clado da África Ocidental”. Na biologia, um clado é um grupo de seres vivos formado por espécies que compartilham uma característica genética específica, herdada de algum ancestral comum.

“O doente encontra-se em bom estado de saúde, em tratamento para os sintomas, e seus contatos próximos estão sob controle clínico e epidemiológico, sem apresentar sintomas até o momento”, acrescentou o ministério.

O caso de varíola do macaco confirmado na Argentina é o primeiro na América Latina e se soma aos 379 já registrados em todo o mundo, segundo dados fornecidos pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Outros 76 casos ainda aguardam confirmação.

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Internacional

Tiroteio em Illinois: polícia prende suspeito de realizar ataque

Publicado

Robert E. Crimo tem 22 anos
Reprodução

Robert E. Crimo tem 22 anos


Robert E. Crimo III, que era buscado em conexão com o ataque a um desfile em Illinois, nos EUA, nesta segunda-feira (4) , foi detido, anunciaram aos autoridades em uma coletiva às 20h (21h em Brasília), segundo a rede americana CNN.

Quando questionadas, as autoridades disseram que ainda descrevem Crimo como uma “pessoa de interesse” no caso enquanto conduzem a investigação e tentam conectá-lo à cena do crime.

De acordo com Polícia de Highland Park, Crimo foi visto em seu carro por uma unidade policial do Norte de Chicago. Crimo fugiu quando a polícia tentou abordá-lo, levando a uma breve perseguição. O rapaz de 22 anos foi levado para o Departamento de Polícia de Highland Park.

O ataque

Um ataque a tiros deixou seis mortos e mais de 20 feridos e fez com que centenas de pessoas fugissem do Desfile do Dia da Independência, em Illinois, nos EUA, na manhã desta segunda-feira (04).


O incidente aconteceu cerca de 10 minutos após o início da cerimônia no centro da cidade de Highland Park, por volta das 10h (horário local).

Reação de Biden

O presidente norte-americano, Joe Biden, disse estar chocado com o ataque e prometeu dar “o total apoio do governo federal” aos investigadores.

“A violência armada sem sentido mais uma vez trouxe sofrimento a uma comunidade americana neste Dia da Independência”, disse, lembrando que assinou recentemente uma lei de segurança de armas.

“Há muito mais trabalho a fazer e não vou desistir de lutar contra a epidemia de violência armada”, finalizou.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Mundo

Continue lendo

Internacional

Tiroteio em Illinois: polícia identifica suspeito de atirar em desfile

Publicado

Robert E. Crimo tem 22 anos
Reprodução

Robert E. Crimo tem 22 anos

O atirador do desfile de 4 de julho nos arredores de Chicago seria Robert E. Crimo, um jovem de 22 anos, morador da região. Autoridades locais informaram que o criminoso, também conhecido como “Awake the Rapper”, está “armado e é muito perigoso”. Ele está fugindo dirigindo um Honda Fit prata.

De acordo com um cartaz de “procurado” publicado pelo FBI para auxiliar nas buscas, o criminoso é um homem branco magro com olhos e cabelos castanhos. Ele tem cerca de 1,80m de altura.

“O FBI em Chicago está auxiliando a Força-Tarefa de Crimes Graves do Condado de Lake em Illinois na busca por Robert E. Crimo, III. Ele está sendo procurado por seu suposto envolvimento no tiroteio de vários indivíduos em um desfile do Dia da Independência em Highland Park”, informa o comunicado.

O ataque

Um ataque a tiros deixou seis mortos e mais de 20 feridos e fez com que centenas de pessoas fugissem do Desfile do Dia da Independência, em Illinois, nos EUA, na manhã desta segunda-feira (04).

O incidente aconteceu cerca de 10 minutos após o início da cerimônia no centro da cidade de Highland Park, por volta das 10h (horário local).

Reação de Joe Biden

O presidente norte-americano, Joe Biden, disse estar chocado com o ataque e prometeu dar “o total apoio do governo federal” aos investigadores.

“A violência armada sem sentido mais uma vez trouxe sofrimento a uma comunidade americana neste Dia da Independência”, disse, lembrando que assinou recentemente uma lei de segurança de armas.

“Há muito mais trabalho a fazer e não vou desistir de lutar contra a epidemia de violência armada”, finalizou.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Mundo

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana