conecte-se conosco


Geral

Mais de 800 mil proprietários de veículos em MT já podem imprimir o Licenciamento Anual de forma online

Publicado

O Detran-MT prorrogou o calendário de pagamento do Licenciamento Anual para os proprietários de veículos com placa finais 4 e 5; 6 e 7; e 8, 9 e 0 [Foto – Meneguini]

A opção de impressão do Licenciamento Anual do Veículo deste ano está disponível para 833.797 proprietários de veículos que já quitaram a taxa do documento e podem imprimi-lo, de forma online, através do site do Departamento Estadual de Trânsito (www.detran.mt.gov.br).

A quantidade representa aproximadamente 40% do total da frota do Estado, que hoje é de 2.236.392 veículos. “É um número positivo levando em conta que os veículos com placas finais 1, 2 e 3 já venceram este ano e o vencimento do pagamento para as placas com final 4, 5, 6, 7, 8, 9 e 0 foram prorrogados pelo Governo”, observou o diretor de Veículos do Detran-MT, Augusto Cordeiro.

Em decorrência dos reflexos financeiros causados pela propagação do novo coronavírus no Estado, o Detran-MT prorrogou o calendário de pagamento do Licenciamento Anual para os proprietários de veículos com placa finais 4 e 5; 6 e 7; e 8, 9 e 0, acompanhando o novo prazo de vencimento do IPVA, para o último trimestre deste ano (outubro, novembro e dezembro).

O IPVA dos veículos com placa final 4 e 5 que venceria no mês de maio, passou para o mês de outubro; placa final 6 e 7 que venceria em junho, passou a ter o prazo até novembro; e as placas 8, 9 e 0 que venceriam no mês de julho, passam a ter o prazo estendido até dezembro de 2020.

No caso do Licenciamento, os veículos com placas final 4 e 5 o pagamento poderá ser feito até o dia 31 de outubro. Placas final 6 e 7 o novo vencimento do licenciamento será em 30 de novembro e os veículos com placas finais 8, 9 e 0 o pagamento poderá ser feito até o dia 31 de dezembro. Confira:

Parcelamento no cartão

Todos os débitos veiculares, incluindo a Taxa de Licenciamento, podem ser pagos, em até 12 vezes, por meio do parcelamento com cartão de crédito. Essa opção está disponível ao proprietário de veículo desde outubro de 2019.

Atualmente o Detran-MT conta com três empresas credenciadas junto à Autarquia para realizar o serviço, que pode ser feito de forma online. CONSULTE AQUI AS EMPRESAS

Podem ser parcelados todos os débitos vencidos e a vencer, incluindo os valores deste ano, para viabilizar o Licenciamento do veículo. São eles: taxa de Licenciamento, inscrita ou não em dívida ativa, Seguro DPVAT, IPVA inscrito ou não em dívida ativa, e infrações de trânsito municipais, estaduais e federais como infrações da Semob, Detran, Sinfra, PRF e DNIT.

“A medida é uma forma de disponibilizar aos proprietários de veículos alternativas para quitar seus débitos à vista ou em até 12 parcelas mensais, com a imediata regularização da situação do veículo, além de assegurar a agilidade, autenticidade, segurança e desburocratização dos processos administrativos do Detran-MT”, afirma o presidente do Detran-MT, Gustavo Vasconcelos.

No momento da negociação dos débitos para pagamento, a empresa credenciada deverá demonstrar, detalhadamente, a formação dos custos do valor da dívida, identificando cada débito parcelado, taxa de juros aplicada e o número de parcelas escolhidas pelo proprietário do veículo.

O pagamento pode ser feito em até 12 vezes com até 03 cartões de crédito diferentes, independentemente de ser da titularidade da pessoa que está quitando os débitos, garantindo a integridade da operação mediante senha pessoal e intransferível do titular do cartão.

Como imprimir o Licenciamento

O proprietário do veículo, após quitar todos os débitos (IPVA, Taxa de Licenciamento, Seguro DPVAT, dívida ativa e possíveis multas), deve acessar o site do Detran-MT (www.detran.mt.gov.br) e digitar os dados do veículo, como placa e Renavam, na opção “Consulte Seu Veículo”.

Na sequência, vai abrir uma página contendo todas as informações do veículo e a opção “Clique Aqui para Imprimir o CRLV Digital”. Ao clicar, o modelo para impressão A4 irá aparecer na tela para impressão. O procedimento pode ser feito em qualquer lugar em que o cidadão tiver acesso à internet e impressora.

Segunda via

Com o documento impresso em papel A4 não será mais necessário pedir a segunda via do Licenciamento. Caso o proprietário do veículo tenha sofrido extravio, furto ou roubo do documento, basta imprimir a segunda via em qualquer lugar em que tenha acesso à internet e impressora, sem custos adicionais.

 

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Carreta tomba na rodovia, mata mulher e deixa mais três feridos; laudo sai na semana que vem

Publicado

Uma mulher morreu e três pessoas (esposo e dois filhos) ficaram feridas no tombamento de uma carreta (marca e modelo não informados), na rodovia federal, num trecho entre Nova Xavantina e Barra do Garças (654 e 515 quilômetros de Cuiabá, respectivamente), ontem, por volta das 23h. A identidade dela ainda está sendo confirmada.

De acordo com informações do Corpo de Bombeiros, a mulher ficou com a parte inferior do corpo presa na cabine e estava sem sinais vitais quando a equipe de resgate chegou para prestar os atendimentos.

Ainda de acordo com os militares, as duas crianças e o pai sofreram escoriações e foram encaminhadas ao hospital municipal de Barra do Garças. A versão investigada é que a carreta seguia sentido Barra quando saiu da pista e tombou.

O local do acidente foi analisado pela Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) que apontará, em laudo, os possíveis motivos do tombamento. Após conclusão do trabalho pericial, os bombeiros fizeram a limpeza da pista para e evitar novos acidentes.

O corpo da mulher foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) para exames de necropsia e reconhecimento oficial.

(Fonte: Sonoticias)

Continue lendo

Geral

Com novo decreto, Mendes libera bares, boates, shows, esporte e cinema

Publicado


O decreto foi publicado em edição extra do Diário Oficial desta sexta-feira [Foto – Junior Silgueiro]

Com a redução na média móvel de casos confirmados de covid-19 no Estado, o governo publicou novas regras para regulamentar a prática de esportes e a abertura de cinemas e bares em Mato Grosso. O decreto nº 655/2020 foi publicado em edição extra do Diário Oficial desta sexta-feira (25).

De acordo com o governador Mauro Mendes, planejamento para a retomada das atividades econômicas no Estado está acontecendo de forma responsável, com o objetivo de preservar os postos de trabalho e a economia de Mato Grosso.

“Estamos fazendo essa retomada de forma gradativa. Com a redução da contaminação e da ocupação de UTIs, já é possível permitir que essas atividades possam ser realizadas, sempre de forma segura. O setor cultural e esportivo foi muito prejudicado pela pandemia e cabe ao Governo auxiliar esses profissionais a restabeleceram sua fonte de renda”, afirmou o governador.

“É importante exaltar a sensibilidade do governador que permitiu essas atividades culturais e esportivas, que foram as primeiras afetadas pela pandemia e assim minimizar os impactos a quem vive do setor. Tudo isso paralelamente à ampliação da rede pública de saúde, com criação de leitos de UTI em todo estado, assim como pelas ações de tratamento precoce, a exemplo da criação do Centro de Triagem na Arena Pantanal e do envio de medicamentos e  300 mil testes rápidos aos municípios”, completou o secretário de Cultura, Esporte e Lazer, Alberto Machado.

Novas regras

A prática de esportes coletivos das categorias amador e profissional pode funcionar, desde que respeitado o limite de público externo de, no máximo, 30% da capacidade total do local do evento. Também deve ser observado o espaçamento de 1,5 metro entre os assentos.

Já os cinemas, museus e teatros, podem abrir as portas ao público, desde que respeitado o limite de pessoas correspondente a 50% da capacidade máxima do local. Para este cálculo, é necessário usar como base o metro quadrado e o espaçamento de 1,5 m entre as pessoas.

Os bares, shows, casas noturnas e congêneres, precisam respeitar o limite de público sentado, que não deve ultrapassar 50% da capacidade máxima do local, utilizando o mesmo critério para cálculo dos cinemas, teatros e museus.
Para a edição do decreto, o governo considerou a tendência de estabilização nos registros de casos de infecção pelo coronavírus, conforme os dados do último Boletim Epidemiológico do Ministério da Saúde n° 32. Também houve a redução da média móvel de casos confirmados, e de hospitalizações e óbitos.

Confira o decreto na íntegra clicando aqui.

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana