conecte-se conosco


Mato Grosso

Mais de 1,2 mil vagas de emprego estão disponíveis no Sine MT nesta semana

Publicado


Pintor de automóveis, instrutor de autoescola, vigilante e auxiliar de linha de produção são algumas das oportunidades de emprego nesta semana no Sistema Nacional de Emprego (Sine MT), órgão vinculado à Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania (Setasc).

Na capital e no interior, ao todo, são 1.265 vagas de emprego disponíveis. Os interessados devem procurar uma das 28 unidades do Sine MT instaladas em Mato Grosso, com os documentos pessoais, comprovante de residência e carteira de trabalho.

Em Lucas do Rio Verde (a 334 km de Cuiabá), são 192 vagas de emprego nas áreas de operador de processo de produção, soldador, auxiliar de linha de produção, contador, farmacêutico, estampador de tecido, fisioterapeuta geral e marceneiro.

Outro município em destaque é Sinop (a 477 km de Cuiabá), com 174 vagas disponibilizadas, dentre elas: atendente de lojas e mercados, motorista entregador, técnico de enfermagem, assistente administrativo, maquiador, repórter de televisão, vendedor de consórcio, entre outros.

No município de Sapezal (a 559 km de Cuiabá), são 167 oportunidades, como: técnico eletrônico, operador de máquina agrícola, vigia, açougueiro, nutricionista, operador de trator de esteira, pedreiro e vaqueiro.

Já no município de Rondonópolis (a 216 km de Cuiabá) estão disponíveis 121 vagas nas áreas de entregador de gás (ajudante de caminhão), motorista carreteiro, classificador de grãos, panfleteiro, recepcionista secretária, costureira de máquinas industriais, auxiliar financeiro, ajudante de eletricista, entre outros.

Para o público em geral que mora em Cuiabá e Várzea Grande são 105 vagas disponibilizadas nas áreas de chefe de departamento de pessoal, cuidador de idosos, eletrotécnico, topógrafo, programador de internet, motofretista, motorista de caminhão-guincho pesado com munk e operador de telemarketing ativo. Para as pessoas com deficiência (PCD) estão disponíveis 10 vagas entre auxiliar administrativo, vigilante, auxiliar de escritório e operador de caixa.

Atendimento

Além do trabalho de intermediação de mão-de-obra, o Sine realiza serviço de habilitação do seguro desemprego, emissão de carteira de trabalho e previdência social. É preciso verificar na unidade a disponibilidade das vagas, que são ofertadas diariamente.

Os interessados podem comparecer aos postos de atendimento, portando documentos pessoais e comprovante de residência, facilitando os trâmites do atendimento.

Fonte: GOV MT

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mato Grosso

Biblioteca comunitária dedicada à cultura africana e afro-brasileira é inaugurada em Cuiabá

Publicado


Foi inaugurada na manhã desta quarta-feira (03.03), a Afroteca Comunitária Carolina Maria de Jesus. A biblioteca fica localizada no Centro Cultural Casa das Pretas, Praça Conde de Azambuja, nº 25 (casarão em frente à Praça da Mandioca), no centro histórico de Cuiabá. O projeto foi contemplado pelo Edital MT Nascentes da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel-MT).

O projeto consiste em compor acervo bibliográfico temático, disponibilizado para a população cuiabana e mato-grossense, de diversas faixas etárias, que poderão realizar consultas no local para obter dados, acessarem pesquisas, conhecer e reconhecer as contribuições africanas e afrodescendentes nas diversas áreas do conhecimento. A biblioteca conta com 450 livros, nos gêneros: infantil, Infantojuvenil, adulto e pesquisa científica.

Para Antonieta Luisa Costa, proponente do projeto, a palavra chave é representatividade. “A Afroteca é um lugar de conhecimento histórico e atual, de memórias e lutas do povo negro, onde autores e autoras negros e negras encontram morada e voz. Onde a força, a fé, a luta são contadas por nós, através dos escritos literários, da poesia, das histórias reais e/ou imaginárias. Saímos da invisibilidade e ganhamos voz. A Afroteca Comunitária Carolina Maria de Jesus é nossa casa”.

O superintendente de Políticas Culturais da Secel-MT, Jan Moura, esteve na inauguração e destaca a importância da ampliação do acesso aos recursos públicos. “É cada vez mais urgente que iniciativas como esta, que atuam na valorização de autores e autoras negros, no compartilhamento de saberes das populações de matrizes africanas, e outros povos historicamente invisibilizados, sejam tratadas como prioridade nas políticas de incentivo. Isso é fundamental para o importante desafio da luta contra o preconceito racial”.

A Afroteca é a primeira biblioteca em Mato Grosso que tem no seu acervo a produção literária e científica de autoras e autores negros e outras escritoras e escritores que debatem questões étnico-raciais da população negra no Brasil. “A importância desse espaço vai além do acesso aos livros, mas também na construção da identidade da população negra do estado”, pontua Antonieta.

A biblioteca leva o nome da escritora brasileira Carolina Maria de Jesus. Carolina estudou até o segundo ano do Ensino Fundamental, onde aprendeu a escrever e ler. Seu primeiro livro, Quarto de Despejo, publicado em 1960, vendeu dez mil cópias, em quatro dias, e 100 mil cópias, em um ano. O livro relata suas vivências na favela, sobre como sobrevivia à fome com seus filhos. Tornou-se uma referência de mulher negra brasileira, chegou a lançar seus livros fora do Brasil, tendo traduções em 14 línguas. Carolina morreu em 1977, em São Paulo.

Serviço

Afroteca Comunitária Carolina Maria de Jesus

Local: Centro Cultural Casa das Pretas

Endereço: Praça Conde de Azambuja nº 25 – casarão em frente à Praça da Mandioca, no centro histórico de Cuiabá-MT

Atendimento ao público: de segunda a sexta-feira, de 08h as 12h – 14h as 17h

Informação: (65) 9 9900-6879 Whatsapp

Redes sociais: https://www.instagram.com/casadaspretasmt/?hl=pt-br

https://www.instagram.com/imunemt/?hl=pt-br

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Mato Grosso

Polícia Civil cumpre 24 ordens judiciais contra organização criminosa atuante em MT

Publicado


Vinte e quatro mandados judiciais com alvo em uma organização criminosa atuante na região Leste do estado são cumpridos pela Polícia Civil, na manhã desta quinta-feira (04.03), na operação Number One, deflagrada pela Delegacia Regional de Água Boa (730 km a leste de Cuiabá) com base em investigações da Delegacia de Canarana (823 km a leste).

Dentre as ordens judiciais, 16 mandados são de prisão e oito de busca e apreensão domiciliar (cinco expedidos pela 7ª Vara Criminal de Água Boa e três expedidos pelo Judiciário de Canarana). Parte dos mandados são cumpridos em unidades prisionais de Água Boa, Barra do Garças e Cuiabá. 

Segundo o delegado regional de Água Boa e coordenador dos trabalhos, Valmon Pereira da Silva, a operação possui objetos prioritários como coibir a ramificação e permanência da facção na região, responsabilizar os criminosos por atos de violência perpetrados principalmente nas modalidades de tráfico de drogas, roubo e extorsão, prevenção e repressão a investidas contra membros das Forças de Segurança. 

“Além de desarticular a atuação da facção, a operação tem o objetivo de apreender armas, munições, drogas e produtos oriundos de furtos, que são objetos das buscas, devolvendo a tranquilidade à sociedade já que, os integrantes do grupo criminoso tem agido de forma intimidatória para marcar território”, disse Valmon. 

Investigação

O trabalho investigativo conduzido pelo delegado de Canarana, Deuel Santana, iniciou em 2019, reunindo provas que resultaram na identificação de uma complexa rede criminosa atuante dentro e fora de unidades prisionais do estado de Mato Grosso. De acordo com as investigações, os integrantes do grupo criminoso, mesmo detidos do em unidades prisionais, ordenam crimes e participam diretamente de suas execuções. 

“Durante as investigações, ficou demonstrado que apesar dos esforços empreendidos pelo aparelho estatal, celulares continuam chegando aos reeducandos que, usam a tecnologia em favor do crime. Mesmos presos, os criminosos transmitem ordens aos comparsas que estão fora em funções designadas pelos líderes. A forma violenta de agir contra aqueles que contrariam os propósitos do grupo foi outro fator característico constatado durante o trabalho investigativo”, disse o delegado. 

No volumoso caderno investigativo há provas testemunhais, vídeos de crimes sendo praticados, diálogos com conteúdos que demonstram uma escala piramidal com funções específicas e uma clara demonstração do grupo em monopolizar o comércio de drogas no estado de Mato Grosso. 

Ficou demonstrado ainda o propósito de crescer numericamente do grupo criminoso com admissão (batismo) inclusive de adolescentes. O grupo busca firmar-se como poder paralelo tentando instituir “proteção” a comerciantes mediante cobrança de taxas – fato denunciado por um empresário e confirmado pelas investigações. 

Efetivo empregado

Cerca de 50 Policiais Civis atuam no cumprimento dos mandados em diferentes cidades do estado de forma articulada. Além do efetivo da Regional, que contou com policiais de Água Boa, Nova Xavantina, Querência, Ribeirão Cascalheira e Canarana, houve a participação efetiva das Delegacias de Barra do Garças, Primavera do Leste e Cuiabá. 

Nome da operação

O nome da operação “Number One” foi escolhido pelo fato do inquérito instaurado na Delegacia de Canarana ser o primeiro procedimento da unidade no ano de 2019, quando iniciaram as investigações que desencadearam a referida operação. 

Além disso, o trabalho investigativo chegou ao integrante do grupo tido na facção como número 01 na hierarquia do crime na região. O suspeito encontra-se preso em Cuiabá e é um dos alvos com mandado de prisão cumprido nesta quinta-feira.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana