conecte-se conosco


Mato Grosso

Mais de 100 profissionais da Saúde são capacitados em auriculoterapia

Publicado

Em parceria com o Ministério da Saúde, a Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT), por meio da Área Técnica/DAB/SAS e em convênio com a Universidade Federal de Santa Catarina, realizou o curso gratuito de formação em auriculoterapia para profissionais de Saúde da Atenção Básica. Os módulos tiveram como objetivo a capacitação dos profissionais de nível superior da área, por meio de ensino semipresencial.

O curso foi dividido em duas fases: uma etapa à distância (EAD), com carga horária de 75 horas, constituído de cinco módulos sequenciais; e uma etapa presencial, com carga horária de 5 horas, realizada após a finalização da EAD.

As edições do curso são realizadas em diferentes estados do país. Em Mato Grosso, a fase presencial foi executada na Escola de Saúde Pública, com a participação de 115 profissionais de Atenção Primária.

De acordo com a servidora da Coordenadoria de Gestão de Atenção Primária da Superintendência de Atenção à Saúde da SES-MT, Alessandra Stefan Pottratz, os formandos são profissionais de saúde de nível superior da atenção básica, lotados nas equipes de Saúde da Família, NASF (Núcleos de Apoio à Saúde da Família) e em unidades básicas.

Leia Também:  Biblioteca Estevão de Mendonça oferece programação diferenciada este mês

“Estimamos que os profissionais possam praticar a auriculoterapia nas Unidades Básicas de Saúde dos municípios do estado. E, por isso, solicitamos apoio dos gestores para implantar essa prática em suas equipes, envolvendo outros profissionais na discussão de casos de pacientes, elaborando planos terapêuticos, aplicando a auriculoterapia na própria equipe ou ainda matriciando outras equipes”, ressaltou Alessandra.

O que é Auriculoterapia              
A auriculoterapia é uma técnica de estimulação de pontos específicos da orelha (geralmente por meio do uso de sementes vegetais esféricas aderidas à pele). Ela é  associada à medicina tradicional chinesa, mas nas últimas décadas também acumularam-se conhecimentos científicos sobre a conexão dessa estimulação com outros locais e funções do organismo.

Na atenção básica, a auriculoterapia tem sido usada, após avaliação clínica pela equipe de saúde da família, em atendimentos individuais e coletivos para diversos tipos de problemas de saúde. Ela pode ser utilizada como tratamento principal ou, mais comumente, em associação com outras práticas terapêuticas. Uma vantagem desta prática integrativa é o baixo custo, considerando os materiais utilizados e a otimização do profissional da Atenção Básica.

Leia Também:  Após conquistar medalhas, alunos de Jiu-Jitsu da PM treinam para seletiva internacional

Fonte: GOV MT
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Mato Grosso

Gefron entrega uniformes a crianças e adolescentes de projeto na fronteira

Publicado

O Grupo Especial de Segurança na Fronteira (Gefron-MT), da Secretaria de Segurança Pública, entregou nesta semana uniformes aos participantes do Projeto Grêmio do Gefron, que tem uma escolinha de futebol para crianças e adolescentes. Participam do projeto 60 alunos de ambos os sexos. As atividades são desenvolvidas no distrito de Vila Aparecida, no município de Cáceres (220 km ao oeste de Cuiabá), região de fronteira que é monitorada pelo Gefron.

 A entrega foi realizada no Canil Integrado de Fronteira (Canilfron), onde foram selecionados 20 alunos para receber o uniforme de passeio. No canil, os alunos puderam conhecer a estrutura física, policiais, viaturas e o principal atrativo – os cães policiais das raças belga de malinois e labrador, que integram a unidade.

O coordenador do Gefron, coronel PM José Nildo de Oliveira, afirmou que o projeto é mais uma atividade preventiva desenvolvida pela unidade com o objetivo de aproximar a polícia da comunidade. “Entendemos também que o trabalho preventivo é muito importante. A cada encontro que fazemos nas escolas vemos surtir efeitos positivos na comunidade”.

Leia Também:  Usina de Manso vira palco de aula interdisciplinar para alunos do ensino médio

Participaram também da entrega dos uniformes o coordenador operacional, major PM Luiz Marcelo, o gerente do Canilfron, sargento Moracir, o presidente do Grêmio Recreativo e Desportivo, sargento Cláudio, o vereador, professor Domingos e demais policiais e membros do Projeto Grêmio do Gefron.

Projetos sociais

Além do Grêmio, o grupamento de fronteira desenvolve outros projetos sociais, como o “Cãominhar”, em Cáceres, e o Gefron em minha comunidade. Todos trabalham com ações preventivas e de auxílio a pessoas em situação de vulnerabilidade social. O Gefron em minha comunidade oferta atividades educativas e de lazer para crianças e adolescentes que vivem na região de fronteira.

O Cãominhar utiliza cães da unidade no auxílio à reabilitação de crianças com autismo e paralisia cerebral. A ação é realizada no Centro de Reabilitação de Cáceres, com quatro cães, em sessões de fisioterapia uma vez por mês.

Canil integrado

Dez cães auxiliam as instituições de Segurança Pública na faixa de fronteira entre Brasil e Bolívia. A unidade foi criada em outubro de 2013 e regulamentada em novembro de 2014. Os cães atuam em três frentes: faro de drogas, busca e resgate e captura, abordagens de guarda. Os cães farejadores são os mais empregados nas ações policiais.

Leia Também:  PM prende homem por ameaçar familiares com machado e facas

(*Estagiária de Jornalismo sob supervisão de Raquel Teixeira)

Fonte: GOV MT
Continue lendo

Mato Grosso

CGE participa de Congresso Brasileiro sobre tecnologia para a auditoria interna

Publicado

Representantes da Controladoria Geral do Estado (CGE-MT) participaram nesta semana de debates sobre tecnologia e inovação para a auditoria interna, tema central do 39° Congresso Brasileiro de Auditoria Interna (Conbrai), realizado em Florianópolis (SC). Promovido pelo Instituto dos Auditores Internos do Brasil (IIA Brasil), o Conbrai é o principal evento do país com foco na profissão.

Um dos pontos debatidos foi o uso da inteligência artificial na auditoria interna. Foi evidenciada que, com o auxílio de inteligência artificial robusta, a auditoria interna consegue gerar resultados mais rápidos e assertivos, principalmente antes da ocorrência de eventuais problemas na gestão dos recursos públicos.

Entretanto, para esse ganho de performance, foi discutida no evento a necessidade de que o auditor esteja envolvido na construção, aplicação, gestão e controle dos sistemas de inteligência artificial de forma a se certificar de que realmente foram concebidos adequadamente para encontrar probabilidades de erros, falhas e fraudes.

Durante três dias, cerca de 800 profissionais com atuação na área de auditoria participaram de discussões intermediadas por 30 palestrantes acerca das tendências e regulamentos sobre compliance, transparência, gestão de riscos, governança, entre outros assuntos.

Leia Também:  Servidores do Estado recebem homenagem para o Dia dos Pais

A CGE-MT foi representada no evento pelos auditores Daniel Azevedo e Carlos Melo, da Coordenadoria de Apoio das Atividades de Controle Preventivo.

Fonte: GOV MT
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana