conecte-se conosco


Policial

Maior estuprador em série de Goiás tem condenação de 50 anos por participação em chacina em Mato Grosso

Publicado

Wellington Ribeiro da Silva, preso quinta-feira em Goiás, onde é acusado de dezenas de estupros [F – Polícia Civil-GO]

Condenado a mais de 50 anos de prisão por triplo homicídio em Mato Grosso e considerado criminoso em série com mais de 20 estupros confirmados no Estado de Goiás, Wellington Ribeiro da Silva, 52, teve nove mandados de prisão cumpridos pela Polícia Judiciária Civil, em ação integrada da Gerência Estadual de Polinter e Capturas (Gepol-MT)) e Superintendência de Combate a Corrupção e ao Crime Organizado (GO).

O suspeito, Wellinton Ribeiro da Silva, é apontado como autor do crime de grande repercussão, ocorrido em 1997 em Rondonópolis, conhecido como “Chacina do Monte Líbano”, em que assassinou a sua companheira e os dois filhos dela.

Na época dos fatos, Wellington comandava uma quadrilha envolvida em diversos roubos e homicídios e tinha um relacionamento com a vítima, Luzia Pereira da Cruz, que tinha dois filhos de outros relacionamentos. Depois de desconfiar que a companheira estava passando informações para a Polícia, o suspeito decidiu matá-la.

Leia Também:  Audiências para regularizar CAR tem objetivo de melhorar informações ambientais

Na noite do crime, Wellington foi até a casa da vítima e depois de conversarem algum tempo, ele a abraçou e sem possibilidade de resistência, esfaqueou a vítima violentamente. Não satisfeito, o suspeito decidiu tirar a vida dos dois filhos da vítima, um de 10 e outro apenas de 03 anos de idade. Os corpos foram encontrados dias depois.

Pelos crimes praticados, Wellington foi condenado a mais de 50 anos de prisão em regime fechado. Ele chegou a ser preso, mas foragiu da Presídio Major PM Eldo Sá Correa (Mata Grande) em 2013 e desde então seu paradeiro era desconhecido.

Na última semana, Wellington foi preso no Estado de Goiás, onde é considerado pela Polícia um criminoso em série, maníaco sexual, investigado pelo cometimento de crimes sexuais e apontado como autor de mais 22 estupros confirmados com as vítimas identificadas e autoria reconhecida.

A prisão do suspeito ocorreu após a troca de informações entre o Núcleo de Inteligência Operacional da Gepol e policiais civis da Superintendência de Combate a Corrupção e ao Crime Organizado, órgão integrante da Secretária Estadual de Segurança de Goiás. A equipe da Polinter fez o encaminhamento dos mandados de prisão que estavam pendentes de cumprimento expedidos pela Justiça de Mato Grosso totalizando nove ordens judiciais.

Leia Também:  Acusado de mandar matar pecuarista e tentar duas vezes contra vida de empresário é preso no Pará

O delegado, Carlos Levergger, um dos responsáveis, pela força tarefa nas investigações dos estupros praticados no Estado de Goiás, disse que no momento da prisão, Wellington, fazia uso de documento falso, sendo também autuado em flagrante pelo crime.

Na quinta-feira (19), o suspeito foi apresentado a imprensa na sede da Secretaria Estadual de Segurança Pública do Estado de Goiás, sendo atribuídos a ele os diversos crimes sexuais, que começaram a ser praticados desde 2008, alguns deles já confessados.

publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Policial

Polícia prende acusado de ajudar na fuga de homem que matou namorada, sogro e atirou contra sogra

Publicado

Duplo homicídio ocorreu em setembro deste ano. Acusado de efetuar os disparos,
Luiz Felipe da Silva Alves, segue foragido

Um homem envolvido no duplo homicídio que culminou na morte de uma adolescente e do seu pai em Chapada dos Guimarães foi preso pela Polícia Judiciária Civil na sexta-feira (11), no município de Diamantino (208 km a Médio Norte da Capital). Joilson da Guia Gonçalves estava com a ordem de prisão temporária expedida pela Comarca de Chapada dos Guimarães. Ele responde como partícipe no inquérito policial instaurado pela Delegacia de Polícia do município pelos crimes de homicídio qualificado (consumado), sendo uma das qualificadoras o feminicídio e duplo homicídio qualificado (tentado).

Conforme investigação, Joilson da Guia Gonçalves foi quem levou o executor até o local do crime. Na ocasião, o suspeito Luiz Felipe da Silva Alves matou a namorada, o sogro e tentou contra a vida de outras duas pessoas, com uso de arma de fogo.

Ao levar o suspeito em uma motocicleta, Joilson ficou esperando Luiz Felipe da Silva Alves cometer os crimes e em seguida deu fuga ao mesmo.

Leia Também:  Polícia encontra desmanche e prende sete pessoas em flagrante em Várzea Grande

Com o mandado de prisão temporária decretado, o procurado acabou sendo surpreendido e preso pelos policiais civis na noite de sexta-feira (11), em uma via pública na cidade de Diamantino.

Depois de detido, ele foi conduzido para Delegacia de Chapada dos Guimarães, onde foi ouvido pelo delegado Hércules Batista Gonçalves. Após interrogatório, Joilson Gonçalves foi encaminhado para Cadeia Pública do município, onde ficará à disposição da Justiça.

A ação que culminou com a prisão de Joilson foi realizada pela equipe de Chapada dos Guimarães com apoio da Delegacia de Polícia de Diamantino. As diligências continuam com o objetivo de localizar o executor, Luiz Felipe da Silva Alves, que está com mandado de prisão em aberto.

OCORRÊNCIA

O crime aconteceu na noite do dia 5 de setembro deste ano, em uma propriedade agrícola denominada Chácara Santo Antônio, região da Lagoinha de Baixo, município de Chapada dos Guimarães.

Na ocasião, duas pessoas foram mortas, sendo a adolescente Amanda Gabrielly da Silva Belém, 17, namorada do suspeito (caracterizando feminicídio), e o pai dela, Jefeter de Jesus Belém, 37. Outras duas pessoas, parentes das vítimas, também ficaram feridas.

Leia Também:  Polícia Civil apreende vários objetos de origem ilícita e prende receptador em Cáceres

Continue lendo

Policial

Adolescente de 12 anos é estuprada por criminoso usando máscara

Publicado


Crime ocorreu na noite de domingo no bairro Nova Esperança, em Cuiabá

Um homem não identificado e ocupando um veículo Volkswagen Gol preto é acusado de estuprar uma adolescente de 12 anos no bairro Nova Esperança, em Cuiabá, na noite de domingo (13). Segundo a vítima, ela voltava da casa de uma amiga que mora no mesmo bairro, quando foi abordada pelo criminoso e outro comparsa. Em posse de uma arma e usando máscara, uma dos ocupantes obrigou a menor a entrar no veiculo. A garota contou que o carro seguiu até um terreno baldio, onde foi estuprada por um dos ocupantes.

Ela informou ainda que o criminoso que praticou o estupro era magro, alto e de pele clara. Já o comparsa era gordo e branco. Os criminosos ainda ameaçaram a vítima, afirmando que, caso ela contasse para alguém, eles iriam atrás da menor e da mãe dela.

A família ficou sabendo do caso por meio de um amigo que recebeu um telefonema da vítima pedindo ajuda. O caso foi registrado na Polícia Civil e será investigado pela Delegacia Especializada de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente (Deddica). Nenhum suspeito foi preso.

Leia Também:  Audiências para regularizar CAR tem objetivo de melhorar informações ambientais

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana