conecte-se conosco


Nacional

Mãe do menino Miguel verá ex-patroa pela primeira vez após enterro do filho

Publicado


source
mulher e menino sorrindo
Arquivo familiar

Mirtes com filho Miguel, de cinco anos

Mirtes Renata de Souza, mãe do menino Miguel, de cinco anos, que morreu após cair do nono andar do prédio no qual ela trabalhava no Recife, chegou à delegacia na qual a ex-patroa, Sari Cortes Real,  presta depoimento na manhã desta segunda-feira (29).

A chegada de Mirtes no local, por volta das 8h, ocorreu pouco depois da chegada de Sari, que estava acompanhada do marido, o prefeito de Tamandaré, Sérgio Hacker (PSB). Apesar de não ser obrigada a ir até a delegacia, a mãe de Miguel afirmou que “tinha que ir” ao depoimento. Essa será a primeira vez em que a mulher verá a ex-patroa pessoalmente após ver as imagens de câmera de segurança mostrando o menino sozinho no elevador .

Leia também

A delegacia na qual Sari foi atendida abriu fora do horário de funcionamento para chegada da suspeita, que entrou no local por volta das 5h50. A mãe de Miguel chegou a questionar o fato na entrada da delegacia. “Ela está com medo de quê?”, perguntou.

Sari é investigada por homicídio culposo, quando não há intenção de matar. Ela colocou o menino Miguel, de cinco anos, sozinho dentro de um elevador no edifício de luxo no qual mora, na cidade de Recife, após o menino chamar constantemente pela mãe, que estava no térreo passeando com o cachorro da família.

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Nacional

Em nome de um vereador, pastor promete testes de Covid-19 aos fiéis em Limeira

Publicado


source
pastor
Reprodução / Faculdade Teológica / Imagem ilustrativa

Pastor de Limeira, em São Paulo, teria dito que um vereador estaria distribuindo testes da Covid-19 para os fiéis

Um inquérito foi aberto pelo Ministério Público de São Paulo (MPSP) para apurar uma possível improbidade administrativa cometida pelo vereador de Limeira Anderson Cornelio Pereira (PSDB) . O parlamentar teria pedido para um pastor avisar em um culto online que se algum fiel estivesse com sintomas da Covid-19 , deveria procurá-lo em seu gabinete.

As “vantagens” seriam destinadas aos membros da igreja Assembleia de Deus da cidade. No gabinete de Anderson Cornélio , os fiéis seriam encaminhados para a realização do exame, “já que os vereadores teriam uma fórmula para a indicação”.

A Promotoria de Limeira acredita que os fatos podem configurar improbidade administrativa em razão de suposta promessa de vantagem, valendo-se do cargo de vereador.

A promotora que assina o documento de abertura da investigação, Débora Bertoloni Ferreira Simonetti, determinou que o pastor que repassou a mensagem do vereador, Levy Ferreira de Souza , e uma obreira da igreja que seria responsável pelo repasse dos recados ao pastor, sejam ouvidos. 

Continue lendo

Nacional

MPF aciona justiça por falas “discriminatórias” de Bolsonaro contra mulheres

Publicado


source
bolsonaro
Foto: Marcos Corrêa/PR

Presidente Jair Bolsonaro foi acionado na justiça por preconceito contra mulheres

O Ministério Público Federal (MPF) acionou a justiça contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), nesta segunda-feira (10), por falas “preconceituosas e discriminatórias” contra mulheres.

A Procuradoria-Regional dos Direitos do Cidadão, em São Paulo, solicitou que o governo federal invista, pelo menos, R$ 10 milhões em campanhas de conscientização sobre o direito das mulheres e também uma multa de R$ 5 milhões por danos morais às mulheres.

“São muitos os episódios em que o presidente se dirigiu a mulheres de maneira desrespeitosa ou fez insinuações misóginas”, informou o MP.

O MP ainda comunicou que “o descaso do presidente pelos desafios que as mulheres enfrentam, no entanto, não tem se revelado apenas em discursos”.

Além do presidente, o ministro da Economia, Paulo Guedes, também foi citado na ação por ter endossado ataques do presidente à primeira-dama da França, Brigitte Macron.

Polêmicas

Além do ataque à primeira-dama da França, Bolsonaro já fez  insinuações sexuais contra a repórter do jornal ‘Folha de S.Paulo’, Patrícia Campos Mello.

O presidente também já afirmou que o Brasil não poderia ser o país do “turismo gay” e também usou as mulheres como fator incentivador para estrangeiros virem ao país.

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana