conecte-se conosco


Opinião

LUIZ HENRIQUE LIMA – Jesus não é cabo eleitoral

Publicado

Como aprendiz do Evangelho, fico indignado quando vejo o nome de Deus ou o de nosso Mestre Maior Jesus Cristo ser invocado para justificar a preferência por esse ou aquele candidato/candidata. Esse tipo de expediente tem sido banalizado, desde eleições para síndico de prédio, diretor de escola e conselheiro tutelar até cargos legislativos e mesmo presidente da República.

Apresenta-se determinado postulante como ungido pelo Altíssimo, desqualificando-se de imediato todos os demais. E frequentemente são nebulosos, contraditórios ou comprometedores os antecedentes de quem se traveste de porta-voz da divindade para, sempre com algum interesse material bem concreto, indicar aos fiéis a quem sufragar nas urnas.

Quando presencio tais despautérios, recordo-me de algumas passagens evangélicas:

“Nem todos os que me dizem: “Senhor! Senhor!” — entrarão no Reino dos Céus; apenas entrará aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus.” (Mateus, 7:21)

“Meu reino não é deste mundo.” (João, 18:33)

“Dai a César o que é de César e a Deus o que é de Deus.” (Marcos, 12:16)

E ainda o Segundo Mandamento da lei mosaica: “Não pronunciareis em vão o nome do Senhor, vosso Deus.”

Na história humana, o resultado sempre foi trágico quando se utilizou a fé religiosa como instrumento de conquista ou de manutenção de poder. Intolerância, fundamentalismo, perseguições, fogueiras inquisitoriais, guerras religiosas, terrorismo, a lista é bem extensa.

Mas, ainda assim, proliferam tentativas de converter em guerra santa as disputas eleitorais republicanas.

Como cidadão, repudio essa prática.

Como cristão, enoja-me ver a sublime mensagem do Mestre do Amor e da Vida sendo profanada, distorcida, envenenada e reduzida a um mercadejar imundo de troca de favores mundanos.

Quem abraça a doutrina cristã adota a fraternidade, a igualdade e a liberdade como princípios norteadores de sua conduta.

Quem consegue absorver uma só linha da Boa Nova – a do amor ao próximo – jamais se alinhará com quem prega a violência, o ódio, a discriminação racial ou de gênero e a apologia a chacinas e a torturadores.

Quem aspira se tornar um fiel discípulo de Jesus Cristo não se ilude com “os falsos profetas, cobertos de peles de ovelhas e que por dentro são lobos rapaces” (Mateus, 7: 15).

Quem busca a luz e o caminho do bem não admite a manipulação eleitoreira de sua fé e não cairá nas armadilhas retóricas de espíritos trevosos.

Luiz Henrique Lima é professor e Auditor Substituto de Conselheiro do TCE-MT.

 

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Opinião

GIOVANA FORTUNATO – Dia da Gestante: A importância do pré-natal

Publicado

Dia 15 de agosto comemora-se o Dia da Gestante. Um momento tão especial na vida de qualquer mulher merece ser cuidado com muito carinho, amor e, principalmente, muita responsabilidade com a saúde.  Os exames de pré-natal têm grande importância em todo o processo de gestação, as consultas têm um papel fundamental na saúde do bebê.
As consultas de pré-natal devem começar logo que o casal deseje engravidar. Nesta consulta, são esclarecidas dúvidas e apuradas a presença de doenças prévias ou condições que possam oferecer risco à sua gestação e ao seu bebê. São avaliados o uso de medicações para evitar doenças no feto, e abolir maus hábitos na gravidez.
Ao longo da gravidez devem ser feitas no mínimo seis, mas o ideal é que haja consultas mensais até o sétimo mês de gestação, depois quinzenais e, chegando perto do parto, após o oitavo mês, essas consultas devem se tornar semanais.
Os primeiros três meses da gravidez são muito importantes. Afinal, é nesse período que uma série de transformações passa a ocorrer no organismo da futura mamãe: a produção de hormônios cai, outros passam a ser fabricados, a placenta começa a se formar e o bebê já desenvolve os principais órgãos.
É no primeiro trimestre que a gestante corre maiores riscos de abortos espontâneos e malformações decorrentes de deficiências nutricionais. Por isso, ao planejar uma gravidez, é preciso fazer uma série de exames para conferir se está tudo bem, iniciar a suplementação de ácido fólico e outras vitaminas e ter hábitos alimentares saudáveis.
Cabe ao ginecologista solicitar uma série de exames, como exame de sangue para avaliar o tipo sanguíneo, hemograma e o controle da glicemia, afastando riscos de diabetes gestacional e também para verificação de doenças infectocontagiosas, como sífilis, toxoplasmose, hepatite B e C, rubéola e HIV, que podem provocar sequelas noo bebê.
Também são solicitados no mínimo dois exames de ultrassonografia, sendo um logo no início da gestação, no primeiro trimestre e o outro, entre 20 e 24 semanas. Esses exames conferem se a morfologia e o crescimento fetal estão dentro da anormalidade
A partir do 4º mês a gestante passa a sentir menos enjoos e o bebê começa a crescer rapidamente, com o coração batendo até duas vezes mais depressa que o da mamãe. Neste momento, algumas mães já podem sentir o bebê se mexendo pela primeira vez.
No 5º mês da gravidez deve-se ter cuidado com o aumento de peso, pois a fome pode aumentar e aqueles desejos podem se tornar mais intensos. Nessa fase o bebê se movimenta bastante e a conexão com a mamãe é ainda maior.
Na reta final da gravidez é preciso descansar bastante. A barriga se torna cada vez mais pesada e encontrar uma posição para dormir pode não ser tão fácil. A companhia e apoio do pai e dos familiares é essencial neste momento, pois o grande dia estará bem pertinho.

Giovana Fortunato é ginecologista e obstetra, professora do HUJM, especialista em endometriose e infertilidade e integra a equipe multidisciplinar da Eladium

 

Continue lendo

Opinião

LICIO MALHEIROS – Pai herói

Publicado

O dia dos pais é uma data de vital importância em nossas vidas, pois é ele um dos responsáveis, pelas nossas existências.

O dia dos pais no Brasil é comemorado no segundo domingo de agosto; porém o primeiro dia dos pais no Brasil foi comemorado no dia 14 de agosto, a mesma data em que se comemora o aniversário de São Joaquim.

O mesmo foi considerado o patriarca da família, a data do dia dos pais é festejada desde 1953.

A missão de um pai não é fácil, principalmente quando se tem uma prole considerável, aí as dificuldades tendem a aumentar, pois um filho necessita de uma série de elementos para sobreviver, não apenas materiais, como também de: ensinamentos, educação cognitiva, educação moral e cívica, patriotismo, honestidade, retidão de caráter e por aí vai, para formarmos  cidadãos de bem, conscientes e patriotas.

Sei, que serei duramente criticado por alguns e compreendido por outros, porém jamais poderia me furtar em opinar e, parabenizar nesta data tão importante em que se comemora o dia dos pais.

Um pai, que para mim representa o símbolo de: virtude, honestidade, retidão de caráter, postura, princípios éticos, morais e religiosos, amor à pátria e por aí vai.

Reporto-me ao presidente da República Federativa do Brasil, Jair Messias Bolsonaro, o 38º presidente da República eleito democraticamente, em 2018.

Sua trajetória política, se confunde com a sua vida de cidadão brasileiro; 34 anos de vida pública, iniciando como vereador em 1989 e deputado Federal por vários mandatos consecutivos, até chegar à presidência do Brasil em 2018 com 57,8 milhões de votos, correspondendo a 55,13% dos votos válidos.

Se fossemos elencar todos os feitos memoráveis protagonizados pelo seu Governo, este, não seria um artigo e, sim um livro com inúmeras páginas; porém, irei reportar-me a um fato que marcou substancialmente a sua trajetória política.

Vamos voltar ao passado aos idos dos anos 90, momento em que a Câmara de Vereadores do Rio de Janeiro deu 42 Opalas novos de luxo, para os vereadores dessa legislatura.

Adivinhem vocês, qual foi o único vereador a recusar esse presente; sim, foi ele mesmo, o vereador Jair Messias Bolsonaro, por entender ser desnecessário utilizar um carro pago com dinheiro público, para favorecer parlamentares.

Voltando ao século XXI; no governo Bolsonaro; o ex-ministro da Infraestrutura Tarcísio Freitas se destacou, o mesmo registrou 108 obras públicas entregues em 2021.

Ao longo do ano, foram pavimentados, duplicados ou recuperados 2.050 quilômetros (Km) de rodovias e 22 aeroportos da Infraero foram arrematados em leilões, gerando uma previsão de R$ 6,1 bilhões em investimentos privados.

Existem pessoas, que de forma torpe tentam imputar ao Bolsonaro pechas, que não tem nenhuma fundamentação com relação ao cargo que hora ocupa, o de Presidente da República.

Eles o chamam de não afável, que é ríspido e grosseiros em suas colocações, que suas falas são duras e dirigidas, que não tem papas na língua  e por aí vai, porém o mesmo traz arraigado em sim alguns valores, que poucos políticos brasileiros conseguem aglutinar, valores estes, imprescindíveis para Nação.

Que são: Pátria, Família e Religião, precípuas básicas para o bom direcionamento de um país, vou mais além traz consigo um bordão conhecido no mundo inteiro “Brasil acima de tudo, Deus acima de todos”, essa frase resume por si só, o seu sentimento patriota.

Professor Licio Antonio Malheiros é geógrafo

 

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana