conecte-se conosco


Internacional

Luis Lacalle Pou será o novo presidente do Uruguai

Publicado

O candidato de centro-direita Luis Lacalle Pou obteve a maioria dos votos nas eleições presidenciais do Uruguai. Após a revisão dos votos do pleito, realizado no último domingo (24), Lacalle venceu em uma disputa muito acirrada contra Daniel Martínez, candidato da coalizão de esquerda – Frente Ampla. A posse será dia 1º de março de 2020.

A alternância de poder com a vitória por um resultado tão apertado, definido voto a voto, mostra que o Uruguai está dividido. Quase metade dos uruguaios preferia a continuação do governo de esquerda exercido pela Frente Ampla, partido de Martínez, no poder há 15 anos.

Quem é

Lacalle Pou, do Partido Nacional, tem 46 anos e é formado em Direito, mas nunca advogou. Desde os 24 anos se dedica à política e já foi deputado e senador.

National Party presidential candidate Luis Lacalle Pou looks on after the second-round presidential election, in Montevideo, Uruguay November 25, 2019. REUTERS/Mariana Greif

Novo presidente do Uruguai, Lacalle Pou tomará posse dia 1º de março   REUTERS/Mariana Greif/Direitos Reservados

Opositor ferrenho do atual governo, Lacalle Pou vem de uma família de políticos. É filho do ex-presidente do Uruguai Luis Alberto Lacalle, que governou de 1990 a 1995 e da ex-senadora Julia Pou. É bisneto de Luis Alberto de Herrera, um dos políticos mais influentes da história do Partido Nacional.

Lacalleu Pou concorreu à presidência nas últimas eleições, em 2014, quando perdeu, em segundo turno, para Tabaré Vázquez, da Frente Ampla.

Adiamento

O resultado parcial das eleições, publicado ainda no domingo (24), apontava para um empate técnico.  Lacalle havia recebido 48,71% dos votos (1.168.019 votos), enquanto Daniel Martínez, 47,51% (1.139.353 votos).

Mas, no Uruguai existe uma segunda contagem, mais demorada, que é a dos votos observados. Assim como no Brasil, cada eleitor deve votar em um colégio eleitoral específico. No entanto, quando isso não é possível, o cidadão tem o seu voto observado. É o caso de uma pessoa que foi convocada a trabalhar de mesária em um colégio eleitoral diferente daquele em que está habilitada a votar. É um procedimento especial para que a validade do voto possa ser confirmada posteriormente.

Os votos observados nessa eleição eram 35.229. A diferença de votos entre Lacalle e Martínez era de 28.666 votos. Hoje, com o avanço da apuração dos votos observados, Luis Lacalle Pou adicionou 3.090 votos, o que confirmou sua vitória numérica sobre Daniel Martinez.

Edição: Kleber Sampaio

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Internacional

Cartunista argentino e criador da Mafalda, Quino morre aos 88 anos

Publicado


O humorista gráfico e cartunista argentino Quino, criador da personagem Mafalda, a garota inteligente que transcendeu fronteiras, morreu aos 88 anos, informou seu editor nesta quarta-feira.

“Quino morreu. Todas as pessoas boas do país e do mundo ficarão de luto por ele”, disse seu editor, Daniel Divinsky, no Twitter.

Joaquín Salvador Lavado, mais conhecido como Quino, sofreu um acidente vascular cerebral nos últimos dias e, apesar de os médicos terem conseguido estabilizá-lo, seu estado era complicado, informou a mídia local.

Continue lendo

Internacional

Primeiro paciente curado de HIV morre após reincidência de câncer

Publicado


Timothy Ray Brown, a primeira pessoa que se sabe ter sido curada de HIV depois de receber um tipo único de transplante de medula, morreu no estado norte-americano da Califórnia depois de ter uma reincidência de câncer, comunicou seu parceiro.

“É com grande tristeza que anuncio que Timothy faleceu… hoje à tarde acompanhado por mim e por amigos após uma batalha de cinco meses contra a leucemia”, disse Tim Hoeffgen no Facebook, acrescentando que Brown era seu “herói” e “a pessoas mais doce do mundo”.

Nascido em 11 de março de 1966, Brown ficou conhecido como o “paciente de Berlim” depois de se ver livre do HIV graças a um tratamento na capital alemã em 2007.

Seu caso fascinou e inspirou uma geração de médicos que combatem o HIV, assim como pacientes infectados com o vírus que causa a Aids, criando a esperança de que um dia se encontrará uma cura que finalmente acabará com a pandemia de Aids.

“Temos com Timothy e seu médico, Gero Huetter, uma grande dívida de gratidão por abrirem a porta para cientistas explorarem o conceito de que uma cura para o HIV é possível”, disse Adeeba Kamarulzaman, presidente da Sociedade Internacional da Aids (IAS).

Brown foi diagnosticado com HIV em 1995, quando vivia em Berlim, e em 2006 também foi diagnosticado com um tipo de câncer de sangue raro conhecido como leucemia mieloide aguda.

Embora tenha ficado livre do HIV durante mais de uma década depois de ser tratado, ele sofreu uma reincidência da leucemia no ano passado. Seus médicos disseram que a doença se espalhou para sua espinha e seu cérebro, e recentemente ele passou a ser tratado em sua casa de Palm Springs, na Califórnia.

“Parte-me o coração que meu herói tenha partido. Tim realmente era a pessoa mais doce do mundo”, escreveu Hoeffgen no Facebook. Ele disse que Brown dedicou a vida a contar a história de sua cura do HIV e “se tornou um embaixador da esperança”.

Para Huetter, o médico alemão que o tratou em 2007, o caso de Brown foi um tiro no escuro. O tratamento envolveu a destruição do sistema imunológico de Brown e um transplante de células-tronco com uma mutação genética chamada CCR5 que é resistente ao HIV.

Só uma proporção minúscula de pessoas – a maioria delas de ascendência do norte europeu – têm a mutação CCR5, que os torna resistentes ao vírus causador da Aids.

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana