conecte-se conosco


Tecnologia

Locação pelo Airbnb chega ao STJ; entenda o que pode ser decidido

Publicado

source
Airbnb arrow-options
shutterstock

Locações pelo Airbnb estão sendo julgadas no STJ.


Nesta quinta-feira (10), a Quarta Turma do Superior Tribunal de Justiça ( STJ ) se reúne para discutir um caso que pode afetar a forma com que a Justiça enxerga serviços como os do aplicativo Airbnb

O caso aconteceu em um condomínio residencial em Porto Alegre (RS) em 2014, e chegou até o STJ por decisões conflitantes nas instâncias inferiores. Na ocasião, uma mulher e seu filho, donos de dois apartamentos no condomínio , alugavam quartos ou o apartamento inteiro através do Airbnb para turistas que vieram para a Copa do Mundo. Pensando na segurança , os outros moradores do prédio se incomodaram e, em assembleia de condomínio , proibíram a mulher e o filho de fazerem locações deste tipo. 

Leia também: Mensagens de WhatsApp sendo usadas na Justiça? Fique atento!

Como uma locação do Airbnb foi parar na Justiça?

Como a mulher e o filho apresentaram resistência em seguir a decisão, o condomínio abriu um processo . Em primeira e segunda instâncias, a Justiça do Rio Grande do Sul ficou do lado do condomínio, entendendo que essas loc ações e sublocações representam atividade comercial de hospedaria , o que vai contra as normas do condomínio. 

Leia Também:  Pesquisas apontam que WhatsApp pode ser bom para sua saúde mental

A mulher e o filho, porém, entendem que essas locações e sublocações não mudam o caráter residencial do imóvel . Assim, eles recorreram ao STJ , que julga o caso hoje. Os ministros discutirão se as chamadas locações temporárias (de até 90 dias) retiram a característica residencial do imóvel, bem como quais são os limites de poder do proprietário do imóvel. 

Leia também: Motorista não é empregado da Uber segundo o STJ: saiba o porquê

Como o Airbnb entrou nessa discussão?

A decisão tomada hoje pelos ministros do STJ dizem respeito apenas a esse caso envolvendo condomínio, mulher e filho. Sem o chamado efeito vinculante, o que for definido hoje não é um entendimento válido para qualquer caso parecido . Apesar disso, essa é a primeira vez que uma corte superior brasileira debate sobre locações e sublocações por aplicativos , o que significa que o que for decidido pode, sim, acabar servindo indiretamente como uma orientação. 

E é exatamente por considerar a descião importante para seus negócios que o Airbnb pediu para fazer parte do processo. Portanto, a empresa foi integrada ao julgamento como parte favorável à mulher e seu filho. 

Leia Também:  Empresa prepara robôs inteligentes para explorarem o sistema solar

Fonte: IG Tecnologia
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Tecnologia

Fitbit dedo-duro: mulher descobre traição do namorado através da pulseira

Publicado

source

Olhar Digital

Fitbit arrow-options
Reprodução

Mulher descobriu traição do namorado através da Fitbit dele


Jane Slater, repórter da NFL (Liga Nacional de Futebol Americano, nos EUA) contou no Twitter a história inusitada de como descobriu a traição de um ex-namorado graças a um Fitbit .

Ela conta que o Fitbit foi presente de natal do próprio namorado e a princípio ela adorou a idéia. O objetivo era que ambos pudessem acompanhar as metas de atividade física do outro, como forma de se motivar.

Leia também: Google compra Fitbit por US$2,1 bilhões; entenda os planos da empresa

Para isso, as contas foram sincronizadas. Tudo ia bem até que um dia Jane notou que, em uma noite em que o namorado não estava com ela, o Fitbit dele registrou um “pico” de atividade física às 4 da manhã. Some 2 + 2…

Leia Também:  China exige escaneamento facial para compra de linha de celular e gera polêmica


O nome do rapaz não foi divulgado, mas a repórter depois voltou ao Twitter para inocentar um outro ex-namorado, que estava sendo inundado por mensagens de amigos tentando descobrir quem era o culpado.

Fonte: IG Tecnologia
Continue lendo

Tecnologia

China decide parar de usar Windows; entenda

Publicado

source

Olhar Digital

China Windows arrow-options
shutterstock

China abandonará o Windows até 2022


O Diretório Central do Partido Comunista Chinês ordenou que todos os serviços governamentais devem abandonar software e sistemas operacionais “não chineses”, incluindo o Windows , até 2022.

Segundo o site MSPowerUser , a decisão é uma resposta às ações do governo dos EUA contra empresas chinesas como a Huawei , impedindo empresas norte-americanas de fazer negócios com ela ou pressionando governos europeus para que não usem seus equipamentos na implantação de redes 5G .

Leia também: China exige escaneamento facial para compra de linha de celular e gera polêmica

De acordo com a diretiva, 30% das máquinas deverão ser substituídas já em 2020, 50% em 2021 e os 20% restantes em 2022. Segundo a empresa China Securities, de 20 a 30 milhões de computadores serão substituídos por tecnologia “segura e controlável”, como especificado pela Lei de Ciber-Segurança chinesa de 2017.

A decisão provavelmente irá iniciar uma migração para o Linux , usando distribuições chinesas como o Ubuntu Kylin ou Deepin . O código-fonte do núcleo (kernel) do sistema operacional Linux , bem como o de seus principais aplicativos , está livremente disponível e pode ser modificado de acordo com as necessidades do usuário, atendendo às exigências do governo chinês.

Leia Também:  Google investe em soluções brasileiras para melhorar assistente de voz

Leia também: EUA pressionam Brasil para vetar entrada da Huawei no mercado do 5G

Empresas chinesas não são afetadas pela decisão, mas com certeza irão reajustar seu portfólio de produtos se quiserem manter lucrativos contratos governamentais. Em meados de setembro, a Huawei começou a vender em sua loja uma versão de seu notebook Mate X com a distribuição Linux Deepin pré-instalada.

Fonte: IG Tecnologia
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana