conecte-se conosco


Política Nacional

Lindbergh Farias tem direitos políticos suspensos por improbidade

Publicado

Lindbergh Farias arrow-options
Jefferson Rudy/Agência Senado

Lindbergh Farias já foi prefeito da cidade de Nova Iguaçu

O ex-senador Lindbergh Farias teve seus direitos políticos suspensos pela 2ª Vara Cível de Nova Iguaçu por cinco anos por conta dos remédios que eram distribuídos na cidade não terem o símbolo do município, mas o símbolo da gestão dele, diz a colunista do Extra Berenice Seara. Ele foi prefeito do município entre os anos de 2005 e 2010 e terá que pagar uma 48 vezes o salário dele à época.

A ação civil pública foi proposta pela 3ª Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva do Núcleo Nova Iguaçu , do Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ), e a conduta foi considerada irregular por caracterizar “promoção pessoal”.

Procurada, a defesa de Lindbergh informou que até o momento não foi notificada sobre a decisão da Justiça e que, por isso, não vai se posicionar.

Leia também: Cabral diz que intermediou caixa dois para campanha de Lindbergh Farias em 2010

Além de Lindbergh, Nelson Bornier (MDB), eleito no pleito seguinte, também foi denunciado pelo MPRJ e se tornou réu sob a mesma acusação.

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política Nacional

Pedido de suspensão do impeachment contra governador Wilson Witzel é negado

Publicado


source

Agência Brasil

homem de terno e gravata e óculos
Agência Brasil

Governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel

O Tribunal de Justiça negou o pedido do governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel , para que o processo de impeachment que tramita na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) seja suspenso. A defesa do governador alegou que a Alerj praticou “ato ilegal e violador de garantias fundamentais ” no processo.

O processo de impeachment foi aprovado por unanimidade, recebendo votos favoráveis de 69 dos deputados estaduais presentes à sessão, pelo crime de responsabilidade, no dia 10 de junho deste ano.

Witzel é suspeito de envolvimento em fraudes na contratação de equipamentos e insumos para o setor de saúde do estado. O governador nega as acusações.

Em seu perfil na rede social Twitter , ele divulgou nesta quarta-feira (15) um vídeo em que chama de levianas as acusações. “Não sou ladrão e não deixarei que corruptos e ladrões estejam no meu governo”, disse no vídeo.

O advogado de Witzel, Manoel Messias Peixinho, informou que a defesa estudará as medidas que serão tomadas. “Respeitamos e acatamos a decisão judicial, mas continuarmos com a tese de que a Alerj não observou por integral o direito de defesa do Governador”, disse.

Continue lendo

Política Nacional

Aprovada MP que cria programa de crédito para empresas pagarem salários

Publicado


.

Os senadores aprovaram nesta quarta-feira (15) uma medida provisória que institui o Programa Emergencial de Suporte a Empregos. A MP 944/2020 possibilita a concessão de crédito para as empresas pagarem salários. Segundo o senador Omar Aziz (PSD-AM),  relator da matéria, o programa é importante para o enfrentamento das consequências geradas pela pandemia do coronavírus. Ouça a reportagem de Regina Pinheiro, da Rádio Senado.

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana