conecte-se conosco


Nacional

Liminar suspende audiência de cassação de vereador do PT de Curitiba

Publicado

source

Na manhã desta quinta-feira (19), a defesa do vereador Renato Freitas (PT), Curitiba, apresentou liminar que suspende a votação da cassação de seu mandato.  

O vereador havia apresentado ainda pela manhã um pedido de anulação do processo de quebra de decoro ético disciplinar na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), mas o pedido foi rejeitado pelos vereadores por 5 votos a 1.

Com a liminar, a votação que estava marcada para as 13h foi cancelada. O documento cita um suposto e-mail recebido por Freitas com mensagens de teor racista e que teria sido enviado por uma conta e-mail oficial da Câmara pelo gabinete de outro colega vereador, Sidnei Toaldo (Patriotas).


O e-mail segue com ofensas absurdas como “vamos branquear Curitiba e a região Sul, queria você ou não seu negrinho. Volta para senzala”.

Baseado na denúncia, a liminar judicial suspende a sessão que julgaria a cassação do mandato do parlamentar. A magistrada sustenta possível violação ao devido processo legal. Patrícia de Almeida Gomes Bergonese, da 5ª Vara da Fazenda Pública, diz que “mais da metade dos membros do Conselho de Ética teriam revelado antecipadamente seus votos com o intuito de cassar o mandato de Freitas”.

A liminar visa investigar quem enviou o material e se esse conteúdo recebido por Freitas é verídico. A juíza cita também “parcialidade e interesse do Relator do Conselho, vereador Sidnei Toaldo, no resultado do processo”.

Renato Freitas (PT) está sendo julgado por quebra de decoro parlamentar por ter supostamente invadido uma igreja durante a participação de protestos contra racismo no dia 5 de fevereiro no centro de Curitiba. 

A Arquidiocese de Curitiba se manifestou favorável à medida disciplinar da Câmara mas sugeriu que não fosse adotada a cassação do mandato do vereador. 

A Câmara informou que acatou decisão da justiça estadual e não tem previsão de quando a sessão será retomada.  

 

Entre no canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o perfil geral do Portal iG.

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Nacional

Petrópolis: polícia investiga corrupção após tragédias

Publicado

Morro da Oficina, em Petrópolis local mais atingido pela enchente há um mês
Tomaz Silva/Agência Brasil – 14.03.2022

Morro da Oficina, em Petrópolis local mais atingido pela enchente há um mês

A Polícia Civil e o Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) fazem hoje (12) uma operação contra suspeitos de fraudes na contratação de uma empresa em Petrópolis, depois das chuvas que deixaram mais de 230 mortos na cidade da região serrana fluminense.

Segundo a Polícia Civil, o dirigente da Companhia Petropolitana de Trânsito e Transportes (CPTrans) aproveitou o estado de calamidade do município para contratar, sem licitação, uma empresa para prestar serviço de mão de obra.

O valor cobrado pela nova empresa era maior que o dobro daquele que vinha sendo praticado pela antiga prestadora de serviços, de acordo com a Polícia Civil. Estima-se que a contratação gerou um prejuízo superior a R$ 500 mil.

A Operação Clean, desencadeada hoje, cumpre 13 mandados de busca e apreensão em endereços ligados a funcionários da CPTrans e de empresários.

Por meio de nota, a prefeitura de Petrópolis informou que o diretor da CPTrans e outras pessoas citadas na operação já foram afastadas.

“A prefeitura é a maior interessada em apurar os fatos e abriu processo para apurar o caso imediatamente após deflagrada a operação”, informa a nota divulgada pela prefeitura.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Nacional

Continue lendo

Nacional

Frio: cidade de São Paulo registra recordes de baixa temperatura

Publicado

Madrugada e manhã desta quinta (11) foram de frio intenso em São Paulo
Rovena Rosa/Agência Brasil – 18/07/2017

Madrugada e manhã desta quinta (11) foram de frio intenso em São Paulo

O Centro de Gerenciamento de Emergências Climáticas de São Paulo (CGE) registrou ontem (11) a menor máxima média do inverno paulistano desde o início das medições em 2004, com a temperatura de 16,6°C. Desde o início da semana, a Defesa Civil mantém o estado de alerta para as baixas temperaturas.

São Paulo também alcançou ontem a menor temperatura mínima média do inverno, com 9,7°C, com destaque para a região de Parelheiros, na zona sul, onde a média chegou a 8,6°C.

Segundo o CGE, o ciclone extratropical, que provocou as mudanças climáticas e ventania durante a semana, distanciou-se do litoral paulista, fazendo com que a temperatura suba gradativamente durante as tardes, embora as madrugadas continuem geladas até o final de semana.

No decorrer do sábado, o sol predomina entre poucas nuvens, e a temperatura chega aos 23°C. Ao longo da noite, com céu nublado, a temperatura deve registrar 10°C.

O Dia dos Pais, no domingo (14), será de tempo estável e sem previsão de chuva.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Nacional

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana