conecte-se conosco


Internacional

Líderes europeus visitam a Ucrânia e prometem apoio contra a Rússia

Publicado

O presidente francês Emmanuel Macron, o chanceler alemão Olaf Scholz e o primeiro-ministro da Itália Mario Draghi visitaram hoje (16) a capital ucraniana Kiev. Os líderes europeus organizaram essa visita conjunta para conversar pessoalmente com o presidente Volodymyr Zelenskyi e discutir o futuro do país, que está sob ataque desde 24 de fevereiro.

Durante a chegada, Macron afirmou que a visita representa “um momento importante”, e que manda uma “mensagem de união” para o povo ucraniano. O líder francês afirmou ainda que crimes de guerra foram cometidos na cidade de Irpin, na entrada de Kiev. “É uma cidade heróica, marcada pelo estigma da barbárie”, disse.

Assim como a cidade de Bucha, Irpin foi alvo de bombardeios intensos durante a ocupação do exército russo, em março. Os russos “destruíram jardins de infância, parques infantis. Vamos reconstruir tudo”, adiantou Mario Draghi.

Já Olaf Scholz afirmou que a Alemanha ajudará a Ucrânia a resistir à ofensiva alemã “pelo tempo que for preciso”. “Queremos assegurar que estamos organizando ajuda financeira, humanitária, mas também na questão de armamento”, disse para a agência pública de notícias de Portugal RTP.

Algumas horas após o início da visita dos líderes europeus, a Rússia anunciou a reabertura do corredor humanitário de Severodonetsk, em especial para os civis presos na fábrica de Azot. De acordo com a Organização das Nações Unidas (ONU), cerca de 500 pessoas estão detidas no local em condições precárias.

*Com informações da RTP.

Edição: Pedro Ivo de Oliveira

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Internacional

Tempestade destrói navio e deixa 27 estão desaparecidos em Hong Kong

Publicado

Três tripulantes foram encontrados com vida e outros 27 continuam desaparecidos
Reprodução/Twitter

Três tripulantes foram encontrados com vida e outros 27 continuam desaparecidos

Um navio partir ao meio após ser atingido pela tempestade tropical Chiba neste sábado (2), em Hong Kong. Segundo as autoridades, 27 pessoas ainda estão desaparecidas.

A embarcação estava a 160 milhas náuticas, ou 257 km, do porto de Hong Kong quando foi atingida pela tempestade. Autoridades locais estimam que os ventos ultrapassavam os 140 km/h e as ondem atingiram 10 metros de altura onde o navio foi encontrado.

As buscas começaram na manhã de hoje, noite no Brasil, após uma notificação de outros barcos. Três tripulantes foram socorridos com vida até o momento.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo. Siga também o  perfil geral do Portal iG

Em depoimento, eles afirmaram que os desaparecidos foram arrastados pelas ondas, o que prejudicou as buscas no local.

As autoridades chinesas informaram que as buscas devem continuar até o fim da noite, se as condições climáticas permitirem. A equipe ainda expandiu o raio de procura devido à grande quantidade de desaparecidos.

Fonte: IG Mundo

Continue lendo

Internacional

Tempestade destrói navio e deixa 27 desaparecidos em Hong Kong

Publicado

Três tripulantes foram encontrados com vida e outros 27 continuam desaparecidos
Reprodução/Twitter

Três tripulantes foram encontrados com vida e outros 27 continuam desaparecidos

Um navio partir ao meio após ser atingido pela tempestade tropical Chiba neste sábado (2), em Hong Kong. Segundo as autoridades, 27 pessoas ainda estão desaparecidas.

A embarcação estava a 160 milhas náuticas, ou 257 km, do porto de Hong Kong quando foi atingida pela tempestade. Autoridades locais estimam que os ventos ultrapassavam os 140 km/h e as ondem atingiram 10 metros de altura onde o navio foi encontrado.

As buscas começaram na manhã de hoje, noite no Brasil, após uma notificação de outros barcos. Três tripulantes foram socorridos com vida até o momento.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo. Siga também o  perfil geral do Portal iG

Em depoimento, eles afirmaram que os desaparecidos foram arrastados pelas ondas, o que prejudicou as buscas no local.

As autoridades chinesas informaram que as buscas devem continuar até o fim da noite, se as condições climáticas permitirem. A equipe ainda expandiu o raio de procura devido à grande quantidade de desaparecidos.

Fonte: IG Mundo

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana