conecte-se conosco


Opinião

LÍCIO MALHEIROS – Casa Rural, sucesso inconteste!

Publicado

Hoje em dia, um bom empreendedor é aquele que tem habilidade, sabe identificar problemas, enxergar oportunidades, desenvolver soluções e investir em projetos com grande potencial de crescimento e desenvolvimento, visando com isso buscar os diferentes nichos de mercado.

Existe uma passagem bíblica, na qual  Mateus diz “primeiro os teus”, partindo, dessa premissa, hoje 14 de Janeiro, é a data em que nasceu  meu segundo filho, amado e estimado, Vitor Evangelista Malheiros.

Filho este, que me deu trabalho para criá-lo e educá-lo; passando sempre a ele, os princípios religiosos nos quais eu e sua mãe sempre pautamos sem os quais, não seriamos absolutamente nada nesta vida.

Em nosso país, infelizmente as pessoas acabam rotulando os outros, e o que é pior, estereotipando sempre o sobrenome familiar, como se todas as pessoas dessa mesma família, tivessem posses ou dotes; ledo engano.

Vitor Malheiros lutou muito para se formar em Empreendedorismo, num primeiro momento eu e sua mãe não acreditávamos que ele tivesse viés empreendedor, porém hipotecamos a ele, total confiança por acreditarmos em sua competência e força de vontade para trabalhar.

Mesmo vivendo algumas adversidades pessoais, como todo jovem enfrenta, mesmo assim, acreditou em seu potencial, arregaçou as mangas e foi à luta, atrás do seu sonho em se tornar  empreendedor.

Praticamente sem dinheiro, levado pela vontade de vencer e apoiado e incentivado por sua esposa, Carina França Malheiros.

Compraram uma pequena loja,  na Rodovia Palmiro Paes de Barros, contrariando a minha vontade, pois sou muito medroso na questão de investimento, porém aquele velho ditado popular que diz “atrás de um grande homem existe uma mulher”, naquele momento prevaleceu.

Como em nossas vidas a presença de Deus é uma constante, mesmo na adversidade ele se faz presente e na vida do meu filho não foi diferente; pasmem os senhores, o locador desse imóvel, sentindo que meu filho através de trabalho hercúleo prosperava de forma maldosa e desnecessária, começou a pressionar meu filho a deixar o imóvel, ou pagar uma quantia impraticável.

Ai entra em cena a presença divina, meu filho tomado por uma força de vontade exacerbada em vencer, eu e sua mãe orávamos, para que algo diferente acontecesse; eis que surge,  outro prédio  maior e melhor localizado, nessa  mesma Rodovia Palmiro Paes de Barros  Nº 150.

Ele ficou endividado, porém vem conseguindo honrar seus compromissos, e o que é melhor, modernizou sua loja; oferecendo aos seus clientes, modernidade, comodidade e tratamento de qualidade. Tendo como marca registrada, seu carisma e tratamento vip.

Parabéns Vitor Evangelista Malheiros, muitas felicidades seu pai te ama!

Professor Licio Antonio Malheiros é geógrafo

 

publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Opinião

ANTÔNIO VALÉRIO – Cuidado! O Leão está de olho e você pode ter que devolver o Auxílio

Publicado

Durante o período da pandemia, milhões de trabalhadores estão sobrevivendo graças ao auxílio emergencial concedido pelo Governo Federal. Sem dúvida, uma ajuda de extrema importância para quem realmente precisa. No entanto, nessa multidão, existem os oportunistas, aqueles que se aproveitam das brechas para tirar um ‘extra’. De olho nessa situação, o Governo decidiu mudar regras do auxílio e, em alguns casos, vai exigir a devolução do benefício via Declaração de Imposto de Renda no Exercício 2021 Ano-calendário 2020.

Fiquem atentos!

Com a edição da Lei 13.998 de 14 de maio de 2020, o Governo alterou normas no auxílio emergencial instituído pela Lei nº 13.982, de 02 de abril de 2020 em seu Art. 2º Letra C § 2-B. Dentre outros aspectos, destacamos a possível obrigação de alguns contribuintes terem que devolver o benefício, inclusive com a obrigação de apresentar a Declaração Anual de Ajuste exercício 2021 ano-calendário 2020.

Isso porque de acordo com o § 2º B da Lei 13.982, de 02 de abril de 2020, “O beneficiário do auxílio emergencial que receba, no ano-calendário de 2020, outros rendimentos tributáveis em valor superior ao valor da primeira faixa da tabela progressiva anual do Imposto de Renda Pessoa Física fica obrigado a apresentar a Declaração de Ajuste Anual relativa ao exercício de 2021 e deverá acrescentar ao imposto devido o valor do referido auxílio recebido por ele ou por seus dependentes”.

Atualmente, a faixa de limite de isenção anual é de R$ 22.847,76. Primeira Faixa da Tabela de IR-2020 Anual Vr 22.847,76

Ou seja, os contribuintes que receberem auxílio emergencial e ainda obtiverem outros rendimentos tributáveis cuja soma for superior ao limite de isenção “22.847,76”, está sujeito à aplicação da regra para devolução do auxílio.

Lembrando ainda que a omissão dessas informações de rendimentos, assim como a falta de apresentação da declaração, além de estar sujeito à multa de ofício, caracteriza crime contra ordem tributária “CTN”.

Então, em alguns casos, o benefício não é de graça e terá caraterística de um empréstimo sem cobrança de juros ou correção. “De pai para filho”

Fontes: Lei 13.998 de 14 de maio de 2020 e Lei nº 13.982, de 02 de abril de 2020.

Professor Antonio Valério R. Ferreira é Contador e Especialista na Área Tributária (CRC-MT 4.108/0-5)

 

Continue lendo

Opinião

FAISSAL CALIL – 5 de junho: 48º ano da Conferência de Estocolmo

Publicado

Em 1972, foi realizada a Conferência de Estocolmo com o objetivo de conscientizar a sociedade a melhorar a relação com o meio ambiente e assim atender as necessidades da população presente sem comprometer as gerações futuras.

Estamos no meio da Semana do Meio Ambiente e não encontro ação pública visando promover a preservação e convívio sustentável com a natureza. Entretanto, enxergo disponibilidade de recursos a ser utilizada em favor da conscientização da população.

Em meio da escassez , há que se aproveitar recursos de forma pragmática, onde incluo a verba de propaganda e publicidade de todos os poderes no objetivo da Educação Ambiental. Entende-se por educação ambiental os processos por meio dos quais o indivíduo e a coletividade constroem valores sociais, conhecimentos, habilidades, atitudes e competências voltadas para a conservação do meio ambiente, bem de uso comum do povo, essencial à sadia qualidade de vida e sua sustentabilidade.

Assim sendo, venho propor um aproveitamento de parte dessa verba não só em ações de conscientização da população, mas, também, inclusão de matéria nos bancos escolares. Nossa geração foi taxada como “o homem sendo o suicídio da natureza”. Não podemos permitir que nossos filhos perpetuem tal crime.

Convicto de que a publicidade para exaltar  nossas personalidades corre na contra mão dos reais benefícios que podemos legar ao povo, venho propor o esforço conjunto da sociedade, destacando os detentores de poder e formadores de opinião e lembrando JFK: “O laço essencial que nos une é que todos habitamos este pequeno planeta. Todos respiramos o mesmo ar. Todos nos preocupamos com o futuro dos nossos filhos. E todos somos mortais.”.

Faissal Calil é deputado estadual

 

 

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana