conecte-se conosco


Política MT

Lei é sancionada e primeira parcela de R$ 500 para 1,7 mil trabalhadores de Cuiabá deve ser paga em até 15 dias

Publicado

Prefeitura aguarda conclusão da fase administrativa para pagar a primeira parcela do auxílio

Foi sancionada nesta quinta-feira (21) a lei que garante o pagamento do auxílio financeiro temporário às categorias dos feirantes, ambulantes, transporte escolar, carroceiros e catadores de recicláveis. O documento, assinado pelo prefeito Emanuel Pinheiro, estabelece a criação do programa Renda Solidária. Ao todo, 1.687 trabalhadores, inscritos na Prefeitura de Cuiabá, receberão o valor de R$ 500, pelo período de três meses.

Segundo o chefe do Executivo, o planejamento do Município quitar a primeira parcela do benefício até a primeira semana de junho. Dessa forma, o gestor já determinou às secretaria de Agricultura, Trabalho e Desenvolvimento Econômico, Serviços Urbanos, e Mobilidade Urbana a realização de uma força-tarefa para atualização dos cadastros dos trabalhadores, além da criação de contas correntes para aqueles que ainda não possuem.

“Nosso desejo era iniciar esse pagamento ainda em maio. Entretanto, existe ainda essa etapa administrativa de atualização de cadastro e abertura de contas a serem cumpridas. Estamos trabalhando para concluir esse processo o mais rápido possível, pois sabemos o quando essas classes necessitam dessem apoio. Paralelo a isso, continuamos trabalhando para vencer essa guerra contra a Covid-19 e devolver a esses trabalhadores a oportunidade de desenvolverem suas atividades”, comenta Pinheiro.

O programa Renda Solidária Cuiabá é uma forma encontrada pelo Município para minimizar os impactos causados pela suspensão das atividades, por conta pandemia do novo coronavírus (Covid-19). Para receber o auxílio temporário, os beneficiários de cada categoria devem comprovar o exercício da atividade mediante inscrição nos cadastros municipais, ser maior de 18 anos de idade e residir há pelo menos três anos na Capital.

O auxílio financeiro é destinado exclusivamente para as situações de primeira necessidade, sendo proibido o uso para a aquisição de bebidas alcoólicas, produtos a base de tabaco, cosméticos e combustível. O desenvolvimento do Renda Solidária será acompanhado por um comitê gestor formado por representantes de órgãos municipais e da Câmara Municipal de Cuiabá.

Somadas as três parcelas, o valor total do investimento é de R$ 2.530.500, sem criar nenhuma despesa a mais aos cofres do Município. O remanejamento do recurso será feito da seguinte forma: R$ 660 mil da suspensão das verbas indenizatórias (VI) do prefeito, vice-prefeito e secretários; R$ 870,5 mil transferidos dos serviços administrativos da Secretaria Municipal de Habitação e Regularização Fundiária; e R$ 1 milhão de encargos de tarifas bancárias.

publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Política MT

Deputado Claudinei celebra a nomeação de 30 delegados para PJC-MT

Publicado


.

Foto: SAMANTHA DOS ANJOS FARIAS

Desde o início do mandato, o deputado estadual Delegado Claudinei (PSL) buscou fazer as devidas articulações com o governo do estado de Mato Grosso para a nomeação dos aprovados em concursos da área da segurança pública. O parlamentar, nesta sexta-feira (20), comemorou a publicação no Diário Oficial do Estado com o Ato de n.º 6.619/2020, que garante a nomeação de 30 delegados para atender a Polícia Judiciária Civil de Mato Grosso (PJC-MT).

O concurso público dos aprovados a serem nomeados foi lançado em edital, no dia 16 de março de 2017, para formação de cadastro de reserva no cargo de delegado de polícia substituto da PJC-MT. O resultado final da aprovação foi divulgado, em 8 de novembro de 2018. 

Claudinei diz que a situação destes aprovados é muito próxima da realidade vivida por ele, em que foi aprovado no concurso para assumir o cargo de delegado da PJC-MT, em 1999, mas só foi nomeado em 2002. Também, conta que a seleção para este cargo é muito criteriosa. “Foram sete etapas a serem cumpridas para a aprovação ao cargo de delegado. Eu, que sou natural de Marialva (PR), tinha custos com deslocamento, alimentação e hospedagem, já que não era ainda residente fixo em Mato Grosso”, lembra o parlamentar que atuou na instituição por 18 anos. 

Nomeação

Claudinei que é presidente da Comissão de Segurança Pública e Comunitária da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), promoveu no dia 12 de maio, 1° reunião extraordinária que contou com a participação do delegado-geral da Polícia Judiciária Civil de Mato Grosso (PJC-MT), Mário Dermeval Aravechia de Resende.

Nesta oportunidade, o parlamentar recebeu a informação de Aravechia que a Secretaria de Estado de Segurança Pública de Mato Grosso (Sesp-MT) havia confirmado a nomeação de delegados aprovados em concurso. “Em relação aos delegados, a maioria está em processo de afastamento, sendo 27 aptos para aposentadoria. Após diversas apresentações feitas pela instituição da polícia civil, acabou o governador se convencendo de que é necessária essa implementação de nossos quadros, porque também temos um cadastro reserva que está valendo”, anunciou o delegado Mário durante a reunião da Comissão.

O quadro funcional da PJC-MT, atualmente, conta com 215 delegados, 678 escrivães e 2.065 investigadores. “Eu reconheço que um delegado titular em uma unidade policial é essencial. Perante as dificuldades financeiras enfrentadas pelas instituições de segurança, o bom gestor sempre busca meios para driblar as dificuldades e, assim, proporcionar o melhor atendimento ao público”, conta o deputado.

Para Claudinei, a segurança pública não pode parar e é de suma importância o aumento de efetivo para atender a população mato-grossense. “Nossa luta ainda continua para a nomeação de aprovados em concurso público ligados à segurança pública. Os aprovados em cargos de agente penitenciário e profissionais de nível superior do sistema penitenciário é uma das reivindicações feitas para Comissão de Segurança”, declara o parlamentar. 

Os deputados estaduais que integram também a Comissão de Segurança Pública são vice-presidente Silvio Fávero, os membros titulares Ulysses Moraes (PSL) e Thiago Silva (MDB).

Fonte: ALMT

Continue lendo

Política MT

​​​​​​​Ulysses Moraes realiza fiscalizações em hospitais durante a pandemia

Publicado


.

Foto: Fernanda Elisa Trindade / Assessoria de Gabinete

Durante o período de pandemia, o deputado Ulysses Moraes está realizando fiscalizações em hospitais de Mato Grosso que estão atendendo vítimas do novo coronavírus. O parlamentar já percorreu o antigo Pronto Socorro de Cuiabá, o Hospital Regional de Sinop e a Santa Casa de Misericórdia de Rondonópolis. A intenção é acompanhar como estão sendo aplicados os recursos nos municípios do estado para o combate à Covid-19, bem como garantir melhorias e segurança aos profissionais da saúde.

“São milhões em recursos que estão vindo para o Estado e municípios, por isso precisamos fiscalizar cada centavo”, destacou Moraes.  Após denúncias dos profissionais da saúde, o deputado está percorrendo os hospitais para investigar e garantir melhorias destes trabalhadores.

Em algumas unidades hospitalares, o deputado está verificando tudo com acompanhamento do Conselho Regional de Medicina (CRM-MT) que está elaborando um relatório técnico sobre o que foi encontrado. “A parceria com o CRM de Mato Grosso está sendo de extrema importância, porque os fiscais conseguem averiguar todas as questões técnicas da saúde”, disse o deputado.

Em relação ao que já foi encontrado, o antigo Pronto Socorro de Cuiabá é um dos locais mais críticos. Foi detectado a falta de aparelhos essenciais, falta de colchões, ar-condicionado e até mesmo chuveiro nos ambientes de repouso dos médicos e enfermeiros que ficam de plantão no local. Mas, em uma segunda fiscalização realizada no último dia 14, o deputado percebeu melhorias e cobrou novas reformas.

Vale ainda destacar que o deputado está realizando algumas fiscalizações em dispensas de licitações feitas por municípios com a justificativa do coronavírus. “Então, se você é profissional da saúde pode nos avisar tudo. Estamos rodando o estado e fiscalizando como estão sendo aplicados os recursos ao combate do Covid-19”, garantiu o parlamentar.

Mato Grosso já tem 41 óbitos em decorrência do coronavírus e 1.464 casos confirmados. E de acordo com o Ministério da Saúde, no Brasil são 22.666 mortes e 360 mil casos desta doença. 

 

Fonte: ALMT

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana