conecte-se conosco


Saúde

Laboratório produz pele humana para substituir testes em animais

Publicado

A lei que estabelece novas regras para o uso de animais em testes estipulou o prazo de cinco anos para que os pesquisadores se adaptassem e utilizassem formas alternativas. O prazo de cinco anos termina no dia 24 de setembro deste ano.

A resolução normativa do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações reconhece o uso de métodos alternativos válidos que possam reduzir ou substituir o uso de animais em atividades de pesquisa. De acordo com a resolução, o Conselho Nacional de Controle de Experimentação Animal (Concea) reconhece 17 métodos alternativos. Um desses métodos permite teste da epiderme humana reconstituída.

Laboratório Episkin

Laboratório Episkin – Samuel Allard / Laboratório Episkin

Neste mês, o Laboratório Episkin, que é uma subsidiária da L´Oreal, foi inaugurado no Brasil. O laboratório fica no Centro de Pesquisa & Inovação da L’Oréal, na Cidade Universitária, no Rio de Janeiro.

Pioneiro mundial em reconstrução de pele, o laboratório de bioengenharia de tecidos vai disponibilizar pele reconstruída para testes em produtos. O material produzido pela unidade será utilizado em substituição ao uso de animais como cobaias em testes de produtos. O processo começa com a doação de restos de cirurgias plásticas para o laboratório. Daí se extraem os chamados queratinócitos. Essas células são cultivadas em placas de cultura e, depois de 17 dias em contato com o ar, se proliferam, formando múltiplas camadas de pele.

Leia Também:  Marca vende adesivo que promete acabar com mau cheiro do pum

O laboratório já produziu mais de 5 mil tecidos de pele reconstruídos que foram utilizados no treinamento de mais de 100 pesquisadores no Mercosul, o que possibilitou a implementação de métodos alternativos em diversos laboratórios interessados em reduzir ou substituir os testes em animais.

*Matéria alterada às 18h44 para correção de informação e adequação de texto. Diferentemente do informado, o laboratório não pertende à Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)

Edição: Liliane Farias

Fonte: EBC Saúde
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Saúde

Homem reclama de dor de ouvido e descobre família de baratas no local

Publicado

Médicos do Hospital Sanh, na província de Guangdong, na China, ficaram chocados ao descobrir que a dor de ouvido de um homem era causada por conta de baratas que viviam em seu canal auditivo. O paciente, de 24 anos, identificado apenas como Sr. Lv, foi internado em outubro após se queixar de uma “dor aguda” no ouvido direito.

Leia também: Médico retira barata ainda viva de ouvido de paciente e filma procedimento; veja

dor de ouvido arrow-options
shutterstock

O homem passou a sentir dores no ouvido direito e, logo descobriu, descobriu uma família de baratas no local

“Ele disse que doía muito, como se algo estivesse arranhando ou rastejando por dentro”, diz o Dr. Zhong Yijin à rede de televião AsiaWire , segundo o New York Post . Lv também contou que um familiar chegou a usar uma lanterna para ver se havia algo de errado em seu ouvido e teria visto um grande inseto.

O médico confirmou as suspeitas do homem ao ver uma ninhada de baratas lá dentro. “Descobri mais de 10 bebês de baratas lá dentro”, diz Yijin. 

Leia Também:  10 mentiras contadas pelos médicos que podem levar os pacientes à morte

Leia também: Barata é retirada de ouvido de americana após ficar dez dias presa no local

O vice-chefe de Otorrinolaringologia do Hospital Sanhe, Dr. Jiang Tengxiang, informou à imprensa local  que Lv o paciente tinha o hábito de deixar lanches perto de sua cama enquanto dormia. Isso, provavelmente, levou os intrusos a usarem seu ouvido como uma “câmara de incubação” improvisada.

Com ajuda de uma pinça, os médicos conseguiram extrair a mãe e os bebês, um por um. Apesar da experiência desagradável, a situação do homem poderia ser pior. Isso porque, segundo especialistas, a caixa de ovo da barata alemã, a blattella germanica, normalmente contém de 30 a 40 ovos. 

Leia também: Barata é retirada ainda viva do ouvido de chinês durante cirurgia; assista

O paciente em questão teve apenas ferimentos leves no ouvido e recebeu alta no mesmo dia. Para evitar situações parecidas, Tengxiang recomenda ter boa higiene e usar telas nas janelas. “Isso impedirá que os insetos voem ou rastejem até narizes e ouvidos”, alerta. 

Leia Também:  Quais os sintomas do infarto? Conseguir reconhecê-los pode ajudar a salvar vidas

Fonte: IG Saúde
Continue lendo

Saúde

Médicos retiram cisto de 20kg do ovário de mulher; imagens são fortes

Publicado

Uma equipe médica da cidade de Santa Rita , no interior da Paraíba, usou as redes sociais para comemorar a extração bem sucedida de um cisto de 20 quilos do ovário de uma mulher de 69 anos.

Segundo a equipe do Hospital e Maternidade Flávio Ribeiro, a paciente sofria com a presença do cisto no local há cerca de oito anos e conseguiu receber a cirurgia via Sistema Único de Saúde (SUS).

Leia também: Fofura do dia: após sete meses em coma, bebê acorda e sorri para o pai

Um médico ginecologista, um médico residente e uma médica anestesista foram responsáveis pela cirurgia, que não teve duração revelada. O feito foi considerado como “raro e inédito” na instituição de ensino. Além do cisto, a mulher precisou retirar o ovário e o útero, mas se recupera bem e deve receber alta em breve.

Confira, abaixo, imagens da massa extraída durante a cirurgia:


Fonte: IG Saúde
Leia Também:  Marca vende adesivo que promete acabar com mau cheiro do pum
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana