conecte-se conosco


Carros e Motos

KTM divulga teaser que adianta as novas Duke e motores, de 490 cc e 890 cc

Publicado

KTM arrow-options
Divulgação

As novas KTM terão a missão de retomar o forte desempenho de vendas que perdeu ao longo dos anos

Após notícias de que a KTM já desenvolve dois novos motores (490 cc e 890 cc), a fabricante austríaca lança um teaser que adianta novidades para o dia 5 de novembro. Além disso, a fabricante vai lançar os modelos Duke em 2020, que virão para renovar a linha e aumentar o leque de ofertas também ao Brasil. Entre os modelos flagrados na Europa, estão o 390 Duke e o 790 Duke. E no vídeo teaser abaixo tudo indica que o modelo que aparece é o 1.290 Super Duke,  ao considerar os itens em fibra de carbono e o braço oscilante.

LEIA MAIS: Nova KTM 390 Duke alia diversão à versatilidade

Para o novo motor de 890 cc, que terá dois cilindros (conforme o que já foi revelado pelo CEO da KTM Stefan Pierer), espera-se um desempenho animador, que ficará por volta de 105 cv. Para o “irmão” menor, de 490 cc, as únicas informações são de que a indiana Bajaj contribui para o seu desenvolvimento — algo que sugere um custo de produção mais reduzido e, consequentemente, preços mais baixos para o(s) modelo(s) que virão equipados com ele.

Já há um tempo sem grandes atualizações, as novidades farão barulho na estréia. Para o Brasil, será uma boa oportunidade para a KTM se inserir novamente em segmentos que um dia já teve destaque, mas perdeu forças ao longo dos anos, culminando no fim da esportiva RC8, da bigtrail Adventure e da Supermoto em 2010, além da Super Duke em 2017. Apesar dos novos modelos serem apenas da linha KTM Duke, os novos motores também serão destinados às outras categorias, provocando uma renovação da marca como um todo.

LEIA MAIS: Conheça a nova KTM 200 Duke ABS

Para os modelos de competição, por outro lado, as novidades não irão interferir muito. Mesmo que o segmento off-road seja o grande foco da marca — evidente pela quantidade ofertada ser muito maior — não consideram que estão ficando para trás em tecnologia. O projeto dessas motos é diferenciado das opções de rua, além de que não sofrem tanto com a concorrência de outras marcas e por vezes são limitadas pelos regulamentos das competições de Enduro, Trial, Freestyle, Super Cross e outras.

As KTM mais vendidas no Brasil

KTM arrow-options
Divulgação

KTM 200 Duke: Modelo de entrada é uma das motocicletas de custo-benefício quando o assunto é esportividade

Os modelos mais procurados são as Duke 200 (R$ 17.900) e 390 (R$ 23.990). Com apenas 130 kg, a primeira vem equipada com motor de 199,5 cc que gera 26 cv e 1,96 kgfm, mas roda apenas com gasolina. O painel, por sua vez, inclui pelo computador de bordo, que mostra tempo de condução, velocidade média, indicador de marcha, consumo instantâneo, autonomia, quilometragem até a próxima manutenção, hodômetro total e parcial.

LEIA MAIS: Conheça detalhes de 5 motos esportivas seminovas de até R$ 15 mil

Além disso, suspensão dianteira é do tipo telescópica invertida, com a traseira monoamortecida, os freios a disco nas duas rodas (300 mm na frente e 230 mm atrás) e seu chassi tubular de aço é construído no formato treliça. Isso favorece uma condução mais ágil, garantindo que o condutor tenha sempre bastante sensibilidade.

Enquanto isso, a Duke 390 tem a proposta de entregar ainda mais desempenho, com 44 cv e 3,8 kgfm. Conta com quadro com sub-frame destacável, disco único dianteiro de 320 mm com pinças da marca ByBre (da Brembo), e suspensões White Power (da própria KTM), com garfo invertido na dianteira.

KTM arrow-options
Divulgação

KTM 390 Duke: Opção para quem procura mais desempenho, abaixo dos R$ 25 mil

Quanto à conectividade, além do mesmo computador de bordo da “irmã” menor, oferece um painel de instrumentos com tela colorida de 5,2 polegadas que pode se conectar a um smartphone, por meio do Bluetooth. Na tela da KTM , pode-se ver e controlar funções do telefone por meio de botões no punho esquerdo, necessitando, nesse caso, de um intercomunicador Bluetooth no capacete para ouvir as músicas do celular.

publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Carros e Motos

Antes de vir ao Brasil, Ford Territory ganha novo visual e versão híbrida

Publicado


source
Ford Territory
Divulgação

Ford Territory renovado traz grade diferente e novas luzes de LED na dianteira

Exibido pela primeira vez no Brasil em 2018, no Salão do Automóvel, o Ford Territory, desenvolvido e produzido na China, acaba de receber sua reestilização de meia vida no mercado asiático. O SUV está com aspecto renovado, ganha novas motorizações e ainda ganhou o sobrenome “S” para o diferenciar do modelo antigo. Por fora, a Ford acrescentou itens como faróis de máscara negra, iluminação total por lâmpadas de LED e a grade frontal ganhou filetes retangulares. Os acabamentos da peça, anteriormente cromados, agora são pintados de preto brilhante. As lanternas traseiras, de LED, tiveram o desenho interno refeito.

LEIA MAIS: Ford EcoSport FreeStyle: primeiro SUV compacto muda pouco na linha 2020

Por dentro, o novo Ford Territory agora traz um acabamento que une couro preto e detalhes de madeira. A central multimídia também foi renovada. Porém, o Ford Territory S não conta com o SYNC 3, uma das versões mais recentes do software utilizado pela tela de entretenimento dos carros mais caros da marca. Sob o capô, agora conta com um sistema híbrido-leve, que vem aliado de um conjunto de baterias de 48V.

LEIA MAIS: Ford Edge ST: SUV envenenado tem motor V6 de 335 cv. Veja vídeo e mais detalhes

Elas alimentam o pequeno motor elétrico que substitui o alternador, auxiliando, ainda, nas arrancadas e no uso do start/stop. As novas baterias também alimentam os componentes elétricos com o carro parado, mas com o motor desligado. O motor a combustão, em si, segue o 1.5 turbo, de quatro cilindros, projetado pela Mitsubishi (que utiliza o componente também no Eclipse Cross). Ele gera 140 cv e 22,9 kgfm, enviados às rodas dianteiras por um câmbio CVT.

LEIA MAIS: VW T-Cross 1.0 enfrenta Citroën C4 Cactus 1.6 THP. Qual vence?

Um lado ruim do Ford Territory ainda não ter vindo foi que o modelo não pôde ajudar a Ford a se segurar mais nas vendas pelo último um ano e meio, mas o lado bom é que nenhum consumidor brasileiro deu o azar de comprar o modelo antigo. Antes do coronavírus, a Ford tinha planos de lançá-lo ainda neste semestre, mas deverá ser postergado por mais seis meses no mínimo. Uma vez no Brasil atuará acima do EcoSport e rivalizando diretamente com as versões mais em conta do Jeep Compass.

Fonte: IG CARROS

Continue lendo

Carros e Motos

Novo Peugeot 208 será lançado no segundo semestre. O que esperar dele?

Publicado


source
Peugeot
Divulgação

Peugeot 208 vindo da Argentina terá o visual arrojado entre os trunfos na briga com rivais de peso no Brasil

A Peugeot terá mais uma chance de voltar a disputar um lugar de destaque entre os hatches compactos mais vendidos com a nova geração do 208, que será fabricado na Argentina e deverá ser lançado no Brasil no início do segundo semestre, provavelmente em agosto. Com desenho arrojado e com alguns itens sofisticados na lista de equipamentos, o carro deverá agitar o segmento de hatches compactos no Brasil, ainda o que mais vende no País.

LEIA MAIS: Novo Peugeot 208 terá recursos inéditos entre compactos no Brasil

Apesar de ter o mesmo desenho da versão vendida na Europa, o Peugeot 208 vindo do país vizinho será um pouco mais simples. Entre outros itens, não virá com freio de estacionamento elétrico e alavanca de câmbio convencional no lugar da que que funciona eletronicamente, como na dupla de SUVs 3008 e 5008. Além disso, no conjunto mecânico, deverá ser adotado apenas o já conhecido motor 1.6 flex.

Porém, o novo hatch compacto contará com uma série de atrativos. A nova plataforma CMP é um deles, mais moderna leve e que garante um conjunto mais eficiente, inclusive, com possibilidade de contar com versão híbrida, já disponível na Europa. O que também chama atenção é o estilo ousado, com luzes diurnas de LED embutidas no para-choque dianteiro em formato das “presas” do leão. Na traseira, as lanternas fumês, segue o mesmo estilo dos lançamentos da marca francesa e dão um toque esportivo.

O arrojo continua por dentro, com uma série de detalhes como os botões no painel que parecem ter saído de algum avião e do quadro de instrumentos digital e configurável instalado em uma posição um pouco mais elevada em combinação com o volante de raio menor que o convencional. Além disso, haverá nova central multimídia com tela do tipo “flutuante”, carregador de celular sem fio, entre outras novidades.

LEIA MAIS: Peugeot revela a Landtrek, picape média que chega ao Brasil em 2021

O porte do novo Peugeot 208 será compatível com o dos pricipais rivais, com 2,54 metros de entreeixos, comprimento de 4.06 metros, 1,76 metros de largura e 1,43 metros de altura. O porta-malas será um dos maiores do segmento, com 311 litros de capacidade. Com o novo modelo, ainda não se sabe se o atual 208 feito em Porto Real (RJ) continuará sendo oferecido.

Fonte: IG CARROS

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana