conecte-se conosco


Mulher

Justiça Militar absolve PMs por crime de estupro em viatura

Publicado


source
Trecho da sentença que absolve PMs
Reprodução

Trecho da sentença que absolve PMs


A Justiça Militar de São Paulo acredita que não aconteceu um estupro no caso de uma jovem de 19 anos, que disse ter sido obrigada a fazer sexo oral e vaginal com um policial, dentro de uma viatura, enquanto o veículo se deslocava com a sirene de emergência ligada.

O caso aconteceu em 2019, em Praia Grande, litoral de São Paulo. Segundo o G1, o juiz militar Ronaldo Roth, entendeu que houve sexo consensual e absolveu o PM que estava no comando do veículo. Já o soldado que sentou ao lado da vítima, foi condenado a até um ano de detenção por libidinagem ou pederastia em ambiente militar, mas não será preso, pois o juiz suspendeu o cumprimento da pena.


Você viu?

O G1 teve acesso à decisão, que está em segredo de Justiça, e nela consta que o juiz entendeu que a vítima  “nada fez para se ver livre da situação” e “não reagiu”. Para Ronaldo Roth, a vítima poderia reagir. “A vítima poderia sim resistir à prática do fato libidinoso, mas não o fez”, divulgou o G1.

Na perícia, foi confirmada a prática do sexo e encontraram sêmem na roupa do PM. Na época, a vítima contou que o policial a obrigou a engolir o sêmen. A jovem de 19 anos revelou que se sentiu ameaçada e coagida.

A decisão é do dia 8 de junho e ainda cabe recurso. O PM que sentou ao lado da vítima disse que não usou de ameaça e que o sexo aconteceu por causa dela.

Fonte: IG Mulher

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mulher

Gravidez: respondemos 10 perguntas comuns entre as gestantes

Publicado


source
Gravidez: respondemos 10 perguntas comuns entre as gestantes
Reprodução: Alto Astral

Gravidez: respondemos 10 perguntas comuns entre as gestantes

Os dois tracinhos que indicam positivo no teste de gravidez mudam completamente a vida da mulher a partir daquele momento. Além desse novo nascimento na família, os nove meses que antecedem o parto são dias de muitas descobertas e dúvidas.

Com rápidas e inúmeras mudanças no corpo, organismo e emocional, faz todo sentido dizer que junto ao bebê nasce também uma mãe. A gestação traz preocupações que não existiam antes, novas percepções do mundo e, principalmente, perguntas sobre o que pode ou não ser feito durante o período gestacional.

Para ajudar as mamães, conversamos com o ginecologista obstetra Rodrigo Rosa que esclareceu as 10 dúvidas mais comuns durante a gravidez . Confira:

1 – Grávidas podem nadar em piscinas?

Rodrigo Rosa: Sim! Atividades como natação e hidroginástica são recomendadas durante a gravidez, mas a mulher deve tomar alguns cuidados: evitar saltos e mergulhos, pois o impacto pode causar danos ao bebê e permanecer próxima às bordas para ter mais apoio e facilidade na saída em casos de desconfortos.

2 – É preciso evitar dormir de costas?

RR: Sim! Segundo estudos, dormir de costas aumenta as chances do feto nascer morto, porque quando a mãe dorme nesta posição, o peso pode comprimir vasos sanguíneos importantes que estão em seu abdome, afetando a quantidade de sangue que chega ao bebê. Sendo assim, o recomendado é dormir virada para o lado.

3 – As relações sexuais podem ser mantidas durante a gestação?

RR: Salvo em casos de gravidez de risco, sim. O sexo durante a gravidez é uma prática segura e benéfica, já que durante a relação são liberados hormônios que promovem sensação de relaxamento, bem-estar e conforto. Porém, a prática deve ser evitada caso exista risco de parto prematuro ou aborto, visto que o orgasmo causa contrações que podem piorar esses quadros.

4 – Os cosméticos e dermocosméticos podem ser usados normalmente?

RR: Depende. Certas substâncias utilizadas na composição desses produtos podem causar malformação do feto. Além disso, a mulher fica mais predisposta a sofrer com alergias durante a gestação, então, é preferível optar por fórmulas naturais e evitar componentes como fragrâncias, formol, parabenos, ácidos, cânfora, chumbo e alguns conservantes.

5 – Tem como evitar as estrias?

RR: Sim! Embora as estrias sejam alterações normais devido ao estiramento da pele e ganho de peso, é possível preveni-las com cuidados simples. Para isso, hidrate a pele diariamente, beba bastante água e cuide da alimentação, mantendo-a equilibrada para que não ocorra ganho excessivo de peso.

Você viu?

6 – A gestante pode se exercitar ao longo dos nove meses?

RR: Não só pode, como deve! A prática regular de atividades físicas é segura e recomendada, pois é benéfica à saúde. Os exercícios reduzem o risco de complicações obstétricas, auxiliam no controle de peso e aumentam o bem-estar. Vale, no entanto, tomar os seguintes cuidados: manter-se hidratada, usar roupas leves e aposta em atividades menos intensas, como hidroginástica, natação e ioga. Caso sinta qualquer desconforto, por menor que seja, interrompa a prática e consulte seu médico.

7 – Os remédios para dor de cabeça estão liberados durante a gravidez?

RR: Não. Apesar de muitas gestantes recorrerem aos analgésicos para aliviar dores de cabeça recorrentes da gravidez, esse hábito não é recomendado. Aliás, nenhum medicamento deve ser utilizado sem orientação médica durante o período gestacional, principalmente no primeiro trimestre. Falando especificamente da dor de cabeça, o ideal é alivia-la com métodos naturais, como massagens e alimentação balanceada.

8 – Quanto à alimentação, está tudo liberado? A gestante deve comer por duas pessoas?

RR: De jeito nenhum! Uma alimentação saudável e equilibrada é ainda mais importante durante a gravidez. Por isso, a mulher deve evitar consumir alimentos industrializados, ricos em sal e açúcar, e qualquer alimento cru ou mal passado, como sushi e frutos-do-mar. Além disso, estar grávida não significa dobrar a quantidade de comida. O consumo excessivo de alimentos, assim como as dietas restritivas, podem causar malefícios à saúde da mãe e do bebê. O segredo está no equilíbrio!

9 – Viajar durante a gravidez é seguro?

RR: Sim, viajar, seja de avião ou de carro, é perfeitamente seguro para gestantes. Geralmente, as restrições são impostas pelas próprias companhias aéreas, impedindo o embarque de grávidas com mais de sete meses para prevenir partos prematuros no voo. No entanto, apesar disso, gestantes podem viajar normalmente desde que tomem alguns cuidados: beber bastante água, usar o cinto de segurança, utilizar meias de compressão para melhorar a circulação das pernas e consultar o obstetra antes de embarcar.

10 – Grávidas devem evitar trocar a areia dos gatos?

RR: Se possível, sim. As fezes de gatos podem transmitir toxoplasmose, uma doença infecciosa que causa malformação do feto. Entretanto, caso não haja outra pessoa para realizar a tarefa, não é necessário doar o animal. Além de gatos domésticos apresentarem chances muito baixas de ter a doença, basta evitar o contato direto com as fezes e lavar bem as mãos após terminar a tarefa para prevenir o risco de contágio.

Fonte: Rodrigo Rosa, ginecologista obstetra, especialista em Reprodução Humana e sócio-fundador e diretor clínico da clínica Mater Prime. É Membro da Sociedade Brasileira de Reprodução Assistida (SBRA) e da Sociedade Brasileira de Reprodução Humana (SBRH).

Fonte: IG Mulher

Continue lendo

Mulher

Dicas da vovó: poder das ervas medicinais melhora a saúde e o bem-estar

Publicado


source
Dicas da vovó: poder das ervas medicinais melhora a saúde e o bem-estar
Redação JOÃOBIDU

Dicas da vovó: poder das ervas medicinais melhora a saúde e o bem-estar

Desde a antiguidade, as ervas medicinais são consideradas excelentes remédios naturais . Elas podem nos auxiliar em algumas doenças e ainda tem o poder de melhorar nosso bem-estar . Por isso, é importante conhecer mais sobre essas plantas e  como usar o poder das ervas medicinais para elevar seu astral. Geralmente, as pessoas de mais idade são as maiores adeptas do uso das ervas e chás medicinais, por isso, contamos com a ajuda e dicas da vovó e separamos algumas plantas que irão fechar seu corpo contra qualquer mal.   E lembre-se: sempre consulte um médico especialista em casos de doenças.

Confira o poder das ervas medicinais:

BARDANA

Com poder purificante, essa erva é capaz de absorver as toxinas do intestino e eliminá-las do organismo. Com isso, previne-se o aparecimento de inchaço, inflamações e distúrbios no sistema digestivo. O consumo diário recomendado é de 1 a 2 xícaras de chá da erva.

CAMOMILA

Essa erva é conhecida pelo seu poder calmante. Ela diminui o estresse, combate ansiedade, insônia, nervosismo e problemas leves de depressão. O chá pode ser ingerido todos os dias, desde que não exceda a quantidade de 5 xícaras ao dia.

ERVA-CIDREIRA

Também conhecida como melissa, essa planta tem ação relaxante e contribui para a diminuição da tensão, da ansiedade e da insônia. Sintomas da TPM, como cólicas e irritabilidade, podem ser minimizados com a ingestão do chá de erva-cidreira. Ela ainda ajuda a baixar a pressão arterial e a febre.

GINKGO BILOBA

Essa planta auxilia a circulação sanguínea e combate os radicais livres, retardando o envelhecimento. Também atua contra dores em geral, melhora a memória, a concentração e diminui os sintomas de depressão. Entretanto, o chá de ginkgo biloba não deve ser consumido sem indicação médica.

HORTELÃ

Você viu?

Muito popular, ela é indicada para reduzir os sintomas de gripes e resfriados, combatendo tosse, dores de garganta e sinusite. Também contribui no alívio de cólicas, atua contra a formação de gases e a retenção de líquidos. O poder relaxante da erva ainda auxilia a memória, a concentração e alivia a insônia.

POEJO

Indica-se o consumo do chá das folhas de poejo nos casos de resfriado, gripe, tosse, rouquidão e infecções na faringe. A planta é antibacteriana, antisséptica, tem ação expectorante, facilita a digestão e diminui o mau hálito. O consumo máximo diário do chá de poejo é de até 3 xícaras.

QUEBRA-PEDRAS

Embora não seja capaz de quebrar as pedras nos rins, essa planta previne e auxilia na eliminação de cálculo renal. Também diminui as dores provocadas pela artrite e os níveis de açúcar do sangue. Esse chá não deve ser ingerido por mais de três semanas seguidas, pois pode provocar a eliminação de sais minerais.  

Agora que você já sabe o poder das ervas medicinais não deixe de compartilhar essa dica com os amigos. 

LEIA TAMBÉM

noEmbed

Fonte: IG Mulher

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana