conecte-se conosco


Policial

Justiça autoriza quebra do sigilo telefônico de vigilante suspeita de participar de tentativa de assalto a carro-forte

Publicado


O delegado Flávio Henrique Stringuetta, que está à frente das investigações

A Justiça autorizou a quebra de sigilo telefônico da vigilante da empresa Brinks envolvida na troca de tiros, durante tentativa de assalto a um carro-forte, no último dia 10, no supermercado Atacadão do bairro Tijucal, em Cuiabá, que terminou com três suspeitos mortos. Com a autorização, a Polícia Civil poderá extrair os dados do aparelho celular da mulher, que passou a ser suspeita de ter repassado informações para os assaltantes.

As suspeitas contra a segurança começaram logo após a tentativa de assalto, quando a esposa de um dos assaltantes mortos, chegou ao local do tiroteio afirmando que a funcionária da empresa de segurança tinha participação no crime, tendo inclusive confirmado as acusações durante depoimento na delegacia.

O delegado Flávio Henrique Stringuetta, da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO), disse que a prisão da segurança só não foi feita em flagrante, porque anda não há provas concretas de sua participação no crime, porém, caso a pericia em seu aparelho celular confirma sua participação, ele pedirá sua prisão. Stringuetta informou ainda que pelo menos dez pessoas estão envolvidas na tentativa de assalto, inclusive membros do Comando Vermelho que estão em unidades prisionais.

publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Policial

Polícia Civil prende primos por tráfico e fecha ‘lojinha’ de entorpecentes em Rondonópolis

Publicado


.

Assessoria/Polícia Civil-MT

Dois primos que atuavam de forma conjunta no comércio de entorpecentes foram presos em flagrante pela Polícia Civil, nesta segunda-feira (25.05), durante investigações da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) de Rondonópolis (212 km ao Sul de Cuiabá). A ação resultou na apreensão de diversas porções de entorpecentes e outros apetrechos relacionados ao tráfico.

Os suspeitos, de 20 e 22 anos, são apontados como membros de uma facção criminosa e já possuem passagens anteriores pela atuação na atividade ilícita. Eles foram autuados em flagrante por tráfico de drogas e associação para o tráfico.

As diligências iniciaram após a equipe da Derf Rondonópolis receber informações sobre um ponto de venda de entorpecentes, no bairro Vila Canaã, identificado como a “lojinha” da organização criminosa na região. Em monitoramento do local, os policiais verificaram a atuação constante dos suspeitos com o comércio ilícito.

Diante das evidências, nesta segunda-feira (25), os policiais decidiram realizar a abordagem de um dos investigados que ao perceber a presença da equipe tentou fugir para os fundos da residência. O outro traficante ao avistar os policiais também empreendeu fuga para dentro de uma região de mata.

Em continuidade as diligências, os policiais realizaram a detenção de um dos suspeitos que foi surpreendido com porções de maconha já embaladas para venda, além de algumas porções que ele deixou cair durante a tentativa de fuga. No local identificado como “Lojinha” foram encontrados pedras de pasta base de cocaína, diversos apetrechos para manusear a droga, papel para embalar o entorpecente e o aparelho celular do outro suspeito.

Em uma caixa d’água em frente ao local, os policiais encontraram uma sacola com diversas porções de maconha pronta para a venda. Durante os trabalhos, os investigadores receberam informações sobre o paradeiro do traficante que havia foragido, sendo o suspeito localizado escondido na casa de sua avó.

Diante dos fatos, os primos foram conduzidos à Derf Rondonópolis, e após serem interrogados foram autuados em flagrante por tráfico de drogas e associação para o tráfico.

Fonte: PJC MT

Continue lendo

Policial

Polícia Civil cumpre mandados em segunda fase de operação de combate à organização criminosa em Juína

Publicado


.

Assessoria /Polícia Civil-MT

Quatro ordens judiciais, sendo duas de busca e apreensão domiciliar e duas de prisão preventiva, foram cumpridas na segunda fase da Operação Interfectores, deflagrada na manhã desta segunda-feira (25.05), em Juína (735 km a noroeste de Cuiabá). A operação tem o objetivo de reprimir a atuação de uma associação criminosa envolvida com o tráfico de drogas no município e região.

A primeira fase da operação foi deflagrada em fevereiro deste ano, ocasião em que foram cumpridos oito mandados  (sete de buscas e um de prisão) além de terem sido apreendidas drogas, dinheiro, além de apetrechos e veículos utilizados na atividade do tráfico.

Nesta segunda-feira (25), os mandados tinham como alvo dois suspeitos que já se encontram detidos e que tiveram as prisões cumpridas em unidades prisionais de Juína e Cuiabá. As ordens de prisão e busca e apreensão foram representadas pelo delegado, Marco Bortolotto Remuzzi, com base em investigações da Delegacia de Juína que identificaram o envolvimento dos investigados com a facção criminosa atuante com o comércio de drogas na região.  

No cumprimento das buscas não foi encontrado nenhum produto ilícito, porém as equipes apreenderam materiais que poderão ser utilizados como provas no inquérito polciial.

Fonte: PJC MT

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana