conecte-se conosco


Política MT

Julgamento de Lucimar Campos é adiado após três votos a favor da prefeita

Publicado

Prefeita e vice são julgados por supostas irregularidades cometidas durante a campanha eleitoral de 2016

O Pleno do Tribunal Regional Eleitoral suspendeu nesta terça-feira (30), o julgamento da cassação da prefeita de Várzea Grande Lucimar Campos (DEM), do vice, José Hazama (PRTB) e do vereador Chico Curvo (PSD). A juíza-membro do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), Vanessa Curti Perenha Vasques, pediu vistas do caso.

Durante o julgamento desta manhã, três dos sete juízes votaram contra a cassação da chapa da prefeita: o relator Jackson Coutinho, o desembargador Rui Ramos e o juiz-membro, Ricardo Gomes de Almeida.

Prefeita, vice e vereador foram denunciados pela Coligação Mudança com Segurança, que tinha como candidato o coronel Pery Taborelli, por suposta prática de conduta vedada, captação ilícita de sufrágio e abuso de poder político nas eleições de 2016.

Lucimar Campos, Hazama e Chico Curvo foram cassados em outubro de 2017 pelo juiz Carlos José Rondon Luz, da 20ª Zona Eleitoral de Várzea Grande. Prefeita e vice seguem no cargo até a decisão do recurso. Caso sejam condenados, eles poderão recorrer, no cargo, no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Lucimar e Chico Curvo ainda correm risco de ficarem inelegíveis por oito anos.

 

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana