conecte-se conosco


Internacional

Judeu põe fogo em igreja católica em Jerusalém

Publicado


source
fogo
Cullan Smith / Unsplash

Embora tenham tentado impedir, o judeu conseguiu colocar fogo na igreja. No entanto, os palestinos conseguiram o segurar antes da polícia chegar

Um homem judeu foi preso nesta sexta-feira (04) após tentar atear fogo na parte interna da Igreja de Todas as Nações, também conhecida como Igreja da Agonia, em Israel. A informação foi confirmada pelo porta-voz da entidade Ordinários Católicos da Terra Santa, Wadie Abunassar.   

“Agradecemos ao Senhor que o fogo foi apagado rapidamente e que os danos foram muito pequenos”, disse ainda Abunassar. A polícia confirmou a prisão do autor da ação, mas não deu detalhes sobre a identidade do homem.   

Em entrevista à ANSA, o custódio da Terra Santa, padre Francesco Patton, disse que acredita que o responsável pelo ato “só quer ter projeção” e que agora a questão é “um caso de polícia”.    

“A grande maioria das pessoas não acorda de manhã para por fogo nas igrejas. São gestos que são cometidos, mas não quero dar muita amplitude para ele porque é por isso que eles fazem essas coisas”, disse Patton descartando que existam problemas de segurança nos locais considerados sagrados pelos cristãos em Israel .   

Segundo a agência de notícias palestina Wafa, o homem fingiu ser um visitante e foi flagrado por algumas pessoas jogando um líquido inflamável. Apesar de tentarem impedir, ele conseguiu atear fogo, mas não fugiu porque os palestinos o seguraram até a chegada da polícia e também conseguiram apagar as chamas.   

A igreja é o segundo local da crença cristã mais visitado no país, atrás apenas do Santo Sepulcro, e está localizada no Monte das Oliveiras, próxima ao jardim de Getsêmani. Ela foi erguida em um ponto em que a tradição diz que Jesus teria rezado antes de sua prisão.

Fonte: IG Mundo

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Internacional

Biden e Putin conversam por telefone sobre prisão de opositor e armas nucleares

Publicado


source
Presidente dos Estados Unidos, Joe Biden
Reprodução: iG Minas Gerais

Presidente dos Estados Unidos, Joe Biden

O presidente da Rússia, Vladimir Putin , e o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden , se falaram por telefone pela primeira vez desde que o americano assumiu o cargo, nesta terça-feira (29). A porta-voz da Casa Branca, Jen Psaki, anunciou o contato entre os líderes políticos.

Entre os temas tratados foram a proposta de extensão do tratado de armas nucleares do Novo Start, que limita o armamento de ambos países, a prisão do opositor Alexei Navalny e o apoio dos EUA à soberania da Ucrânia.

“Ele(Biden) ligou para o presidente Putin esta tarde com a intenção de discutir nossa disposição de estender o novo START por cinco anos. E também para reafirmar nosso forte apoio à soberania da Ucrânia em face da agressão em curso da Rússia, e também para levantar questões preocupantes, incluindo o hack SolarWinds, relatórios da Rússia colocando recompensas em soldados dos Estados Unidos no Afeganistão, interferência nas eleições de 2020, o envenenamento de Alexei Navalny e tratamento de manifestantes pacíficos pelas forças de segurança russas “, declarou a porta voz do governo americano.

Você viu?

Em tom ríspido, a presidência americana declarou que irá defender os seus interesses nacionais a despeito das “malignas ações russas”.

Por outro lado, o Kremlin , sede do governo russo, declarou que Putin disse ao democrata que apoia a normalização das relações entre os dois países: 

“Uma normalização das relações entre a Rússia e os Estados Unidos responderia aos interesses de ambos os países e também de toda a comunidade internacional, dada a responsabilidade particular (de ambos os Estados) em manter a segurança e estabilidade mundiais”.

Fonte: IG Mundo

Continue lendo

Internacional

Mulher esfaqueia marido após se confundir com ‘amante’ em fotos antigas; entenda

Publicado


source
O caso aconteceu na semana passada, no México
Reprodução/Twitter

O caso aconteceu na semana passada, no México

No México , uma mulher foi presa suspeita de ter esfaqueado o marido depois encontrar fotos no celular dele tendo relações sexuais com uma suposta ” amante mais nova”. No entanto, a acusada se enganou, já que quem estava nas fotos era ela mesma, em um momento íntimo anos atrás. As informações são do portal de notícias mexicano Diario de Yucatán .

A situação gerou um surto de fúria na mulher, identificada como Leonora R.. Segundo o portal, os policiais foram até a casa dela, no município de Cajeme, em Sonora, depois de vizinhos relatarem gritos e berros vindos do local. Ao chegarem na residência, o marido dela, Juan N., havia sido  esfaqueado diversas vezes nas pernas e nos braços. Por sorte, o homem conseguiu retirar a  faca das mãos da esposa e explicou que era ela mesma nas fotos, só que foram tiradas quando eles ainda eram namorados, por isso Leonora estava tão mais nova nas imagens.

De acordo com o portal, o fato de aparentar menos idade, estar mais magra e maquiada foi o que teria confundido a mulher, que continua na prisão aguardando o processo de acusação. Já a vítima foi encaminhada para o hospital para tratar os ferimentos após o crime.

O marido dela informou à polícia que teria encontrado as fotos íntimas dele e da parceira em um antigo e-mail e resolveu salvar as imagens no celular. O caso foi encaminhado ao Ministério Público da Procuradoria Geral do Estado de Sonora.

Fonte: IG Mundo

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana