conecte-se conosco


Política MT

Juca do Guaraná Filho entrega primeiro espaço público de amamentações do Centro Oeste

Publicado

A Câmara Municipal de Cuiabá inaugurou nesta quarta-feira (11) a Sala de Amamentação Ernestina Ferreira Nascimento e os fraldários nos banheiros femininos e masculinos do Legislativo.

A entrega do primeiro espaço público, às lactantes, do Centro Oeste contou com a presença de representantes do Poder Judiciário, Executivo Municipal e Polícia Civil.

O espaço foi inteiramente projetado e adaptado para que as servidoras lactantes possam retirar e armazenar leite materno durante o período de trabalho e também para receber as mães que passarem pela Casa de Leis.

A criação da sala partiu do presidente da Câmara, vereador Juca do Guaraná Filho (MDB) que atendeu uma solicitação da Secretaria de Ações Institucionais e da Sala da Mulher, para que a espaço fosse instalado no Legislativo, dando às mulheres a garantia ao aleitamento materno, que também é um direito assegurado por Lei às crianças.

“Hoje damos um grande passo, à Sala de Amamentação da Câmara de Cuiabá, que é pioneira em Mato Grosso e no Centro Oeste. O nosso desejo é que outras Casas Legislativas possam fazer o mesmo que estamos fazendo aqui hoje, dando esse espaço de privacidade e acolhimento às mulheres”, comentou o presidente.

Mais de 60% dos servidores da Câmara Municipal de Cuiabá são do sexo feminino e todos os dias muitas mulheres, famílias com crianças e gestantes circulam pela Casa de Leis. “Para nós era de suma importância ter um espaço como esse para atender as mulheres que estão passando por esse momento especial de suas vidas, que é se tornar mãe. Esse também é o papel do presidente de preocupar e cuidar dos servidores. Esse espaço é público e aberto a qualquer mulher que esteja amamentando”, completou Juca.

A voluntária da Sala da Mulher e noiva do presidente, Amabila Camargo, foi quem recebeu a sugestão das servidoras para que o projeto fosse concretizado. O local contempla um espaço climatizado e decorado. E, ainda, conta com geladeira, micro-ondas, sofás e poltronas.

“Sou mãe e sei da importância que esse momento tem na vida de uma mulher, amamentar é um gesto único, especial e cheio de amor, então nada mais justo do que ter um espaço como esse aqui na Casa de Leis para proporcionar mais conforto e cuidado para as mamães sejam elas servidoras da Câmara ou àquelas que vem visitar”, disse.

“Sempre digo que a Sala da Mulher é um espaço promissor que luta pela garantia do direito das mulheres, crianças e idosos. Recebemos essa solicitação de uma servidora da Casa e levamos ao presidente que prontamente atendeu a esse pedido tão especial”, frisou a coordenadora da Sala da Mulher, Thamires Rondon.

A Sala de Amamentação está localizada no piso inferior do Palácio Paschoal Moreira Cabral e permanecerá aberta de segunda a sexta-feira, para atender as servidoras e visitantes que estiverem com seus bebês.

Também estiveram presentes na cerimônia de inauguração secretários da Casa de Leis, a vereadora Edna Sampaio (PT), a suplente de vereador, vereadora Maria Avalone (PSDB), a delegada titular da Defesa da Mulher de Cuiabá, Jozirlethe Criveletto, a presidente da ONG Grupo de Apoio Supermães, Josemara Lima, a diretora da OnG Supermães, Patrícia Nogueira, ambas professoras da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), o presidente da Câmara de Nossa Senhora do Livramento, Manoel Gonçalo de Campos (PSB) e demais autoridades.

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Política MT

Lei orçamentária exerce o controle externo sobre as finanças governamentais

Publicado

É a LOA quem exerce o controle externo sobre as finanças governamentais. Assim, o texto da lei, do ano seguinte, precisa ser aprovado em duas votações pelos deputados até a última sessão legislativa do ano

Foto: JLSIQUEIRA / ALMT

A peça orçamentária que a autoriza o Poder Executivo a aplicar os recursos arrecadados na manutenção das atividades da administração pública, fazer investimentos e pagar os credores é a Lei Orçamentária Anual (LOA).  Essa lei funciona como um direcionamento para os gastos e despesas do governo, além de indicar o orçamento financeiro disponível para o ano seguinte.     

Além disso, ela demonstra a prioridade dos gastos e investimentos em áreas estratégicas para alcançar os resultados esperados pelo governo inclusos no PPA. O projeto de lei deve ser encaminhado, anualmente, pelo Executivo estadual até 30 de setembro para a discussão e votação na Assembleia Legislativa.   

Para aprová-la em plenário, os deputados precisam discutir a LOA, em pelo menos duas audiências públicas, com a presença do cidadão mato-grossense. Essa peça compreende o orçamento fiscal referente aos poderes do Estado, seus fundos, órgãos e entidades da administração pública direta e indireta.     

Ela precisa ser votada e aprovada pelo voto da maioria absoluta (13) dos deputados. É a LOA quem exerce o controle externo sobre as finanças governamentais. Assim, o texto da lei, do ano seguinte, precisa ser aprovado em duas votações pelos deputados até a última sessão legislativa do ano, normalmente antes do final do ano corrente.  

  Além disso, a LOA define o orçamento de investimento das empresas em que, direta ou indiretamente, detenha a maioria do capital social com direito a voto. A lei determina o orçamento de seguridade social, abrangendo todas as entidades e órgãos a ela vinculados, da administração pública direta ou indireta bem como os fundos instituídos e mantidos pelo poder público. 

Fonte: ALMT

Continue lendo

Política MT

Parlamentar é primeiro-secretário da Assembleia Legislativa e também tem atuação nas áreas de infraestrutura e saúde

Publicado

Deputado Max Russi vai a Lucas do Rio Verde e recebe apoio de eleitores

Eleitores de Lucas de Rio Verde declararam apoio à reeleição do deputado Max Russi (PSB), que concorre a uma vaga na Assembleia Legislativa, nesta quinta-feira (18). O parlamentar participou de uma reunião com lideranças locais e fortaleceu seus compromissos, principalmente nas áreas da Saúde e Infraestrutura.

Max, que atualmente é primeiro-secretário da Casa de Leis, teve papel fundamental na formatação das condições legais para a criação da primeira ferrovia estadual do Brasil, a Ferronorte, que sairá de Rondonópolis até Lucas, passando por Cuiabá.

A Proposta de Emenda à Constituição 16/2020 em novembro de 2020, que teve origem na Casa de Leis, criou a possibilidade para que o governo estadual possa construir e explorar, de forma direta, a malha ferroviária em Mato Grosso. “Nosso Estado é rico e precisa melhorar cada vez mais a sua infraestrutura. Temos regiões, como aqui de Lucas do Rio Verde, que precisam sempre ser fortalecidas em suas condições para o desenvolvimento. Buscar essas condições, em atuação no parlamento, tem sido um dos meus compromissos”, assegurou Russi.

Na área da Saúde, o deputado Max Russi também tem se demonstrado ativo. No período em que assumiu a Presidência da ALMT, o parlamentar direcionou mais de R$ 3,5 milhões de suas emendas em diversos custeios à compra de ambulância, van para transporte de pacientes e manutenção de hospitais.

No mesmo período, articulou, junto à Comissão de Saúde da ALMT, a criação de 5 novos postos de vacinação contra a covid-19, em polos importantes, sendo três na baixada cuiabana, um em Rondonópolis e um em Tangará da Serra. No total, 592.860 mil pessoas foram imunizadas.

Para o ex-vereador Jiloir Augusto, o “Mano da Saúde”, a atuação de Max Russi o credencia a ser um dos nomes defendidos para um trabalho conjunto pela região no Parlamento Estadual. “Podemos dar um bom resultado nas urnas e, a partir daí, tenho certeza de que os bons frutos, através do deputado, podem acontecer para a nossa região”, avalia.

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana