conecte-se conosco


Mato Grosso

Jovens do Centro Socioeducativo de Cuiabá recebem capacitação profissional de informática

Publicado


Promover a ressocialização de jovens em conflitos com a lei por meio da qualificação profissional, é o objetivo da Secretaria de Estado de Segurança Pública, que promove uma capacitação com dez jovens do Centro de Atendimento Socioeducativo de Internação Masculina (Case) – popularmente conhecido como Complexo Pomeri, no bairro Planalto, em Cuiabá.

O curso de informática teve início na noite desta segunda-feira (13.09). A aula inaugural contou com a presença do secretário Estadual de Segurança, Alexandre Bustamante, além do secretário municipal de Cuiabá, Francisco Vuolo, e representantes do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), parceiros neste projeto.

“Estamos oportunizando aos menores em conflito com a lei uma capacitação de informática para que eles tenham no momento da saída um conhecimento, uma chance de ingresso no mercado de trabalho.  Este projeto é muito importante, pois quanto mais capacitação, treinamento e conhecimento eles tiverem, mais chances temos de mudar essa realidade e evitar o retorno para o caminho dos atos ilícitos”, declarou o secretário Alexandre Bustamante.

O curso possui carga horária total 160/h aulas, ministrado presencialmente no período noturno, dentro de uma sala de estudos montada no Case.  Após a conclusão da capacitação, em 20 dias corridos, os alunos receberão certificados.

A estrutura; mesas, cadeiras, computadores e professor para ministrar o curso foi montada pelo Senai. Além disso, demais tratativas para ofertar este projeto aos jovens foram desenvolvidas pela união da Sesp-MT, Secretaria de Agricultura, Trabalho e Desenvolvimento Econômico de Cuiabá e Associação Dai-me Almas, parceiros nesta ação.

O secretário municipal Francisco Vuolo, destacou que o projeto é extremamente relevante, pois “o trabalho socioeducativo é fundamental, um instrumento que vai oportunizar através do conhecimento”.

O gestor destacou ainda que a oferta deste curso oportuniza a redução nos índices de criminalidade no município de Cuiabá, melhorando a qualidade de vida do jovem cidadão.

A coordenadora da Associação Dai-me Almas, Cassyra Vuolo, articuladora de ações de qualificação para os jovens no Centro Socioeducativo destacou que este curso vai abrir portas aos jovens e contribuir para construção de uma sociedade humana, além de redução nos índices de criminalidade.

Fonte: GOV MT

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mato Grosso

Sema analisa a qualidade da água em praias de Cáceres

Publicado


Quatro das cinco praias analisadas pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT), em Cáceres, foram classificadas como próprias para banho. Servidores da Diretoria de Unidade Desconcentrada do município avaliaram a qualidade da água e condições de banho dos corpos d’água durante cinco semanas, entre 6 de julho e 3 de agosto de 2021.

As praias adequadas para banho são: Praia Daveron, Praia do Iate Clube, Praia do Julião e Córrego Peraputanga (cachoeira). Já a Praia da Carne Seca, que também teve seu índice de balneabilidade avaliado, foi considerada inadequada para uso, pela presença de dragas no local.

Cáceres foi o primeiro município analisado pela campanha de balneabilidade, coordenada pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT). O Laboratório de Monitoramento da Água e do Ar da Sema e Regional de Cáceres trabalharam em parceria para realizar a coleta no município.

O diretor da Unidade Desconcentrada de Cáceres, Luiz Sergio Garcia, destacou a importância da campanha “Ela traz informações essenciais à sociedade que usufrui do rio. Este ano as ações acontecerem em parceria, o que trouxe economia a Pasta”.

Sebastião Paezano, Assistente de Meio Ambiente que participou diretamente da coleta, ressaltou a importância do suporte técnico e patrimonial oferecido pela regional. As amostras foram coletadas pelos servidores da Unidade Desconcentrada e despachadas ao laboratório da Sema, em Cuiabá.

“Passamos por um treinamento técnico em Cuiabá para conhecimento de novos métodos, frascos e novos aparelhos. Com a parceria conseguimos maior agilidade e efetividade nas coletas de balneabilidade das praias de Cáceres”.

Tanto a análise como a classificação de balneabilidade são importantes, pois, ao verificar a existência de lançamentos de esgoto sanitário, fezes de animais ou presença de microrganismos patogênicos próximos aos rios é possível evitar doenças como poliomielite, cólera, hepatite, febre tifóide, gastroenterite, doenças da pele, entre outras. Portanto, é possível garantir a conservação dos recursos hídricos e proteger a saúde da população.

Como é feita a análise

A coleta da balneabilidade tem a sua metodologia descrita na Resolução nº 274/2000 do Conselho Nacional do Meio Ambiente. Ela consiste na realização de amostragens durante 5 semanas consecutivas. São coletadas amostras de água em locais utilizados por banhistas para recreação de contato primário (balneabilidade), no trecho onde é possível atingir a isóbata de 1 m.

São coletada amostra para análise microbiológica e medido o pH. As amostras são acondicionadas em caixas térmicas e enviadas para análise no Laboratório da Sema, em Cuiabá, onde são processadas. Esse processo vai se repetir uma vez por semana, durante 5 semanas.

Ao final, técnicos da Sema emitem um boletim informando se a praia está PRÓPRIA (excelente, muito boa ou satisfatória) ou IMPRÓPRIA para banho.

*Supervisão de texto de Renata Prata

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Mato Grosso

Fiscais da Sema-MT flagram desmatamento ilegal em Unidades de Conservação em Colniza

Publicado


No último final de semana uma equipe da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT) apreendeu 80 m³ de toras de madeira provenientes de extração ilegal e aplicou R$ 150 mil em multas por danos a Unidades de Conservação na Estação Ecológica Rio Roosevelt, no município de Colniza (1.022 quilômetros de Cuiabá).

Durante a operação, que contou com o apoio da Polícia Militar (PM) e do Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE), os agentes também apreenderam três caminhões e uma espingarda que estavam sendo utilizados no crime ambiental.

Quatro suspeitos receberam voz de prisão e foram encaminhados pela Polícia Militar à Delegacia de Colniza para os procedimentos legais do flagrante. O total das multas aplicadas aos quatro indivíduos soma R$ 150 mil.

A Estação Ecológica Rio Roosevelt é uma Unidade de Conservação de proteção integral, está localizada em Colniza e possui uma área de 96.168,00 hectares do Bioma Amazônia.

Denúncia

O cidadão pode denunciar o desmatamento ilegal e outros crimes ambientais à Ouvidoria Setorial da Sema pelo telefone: 0800-65-3838, nas unidades regionais da Sema ou aplicativo MT Cidadão.

*Com orientação de Lorena Bruschi.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana