conecte-se conosco


Policial

Jovem é presa na Rodoviária da Capital com drogas enroladas pelo corpo

Publicado

Assessoria | PJC-MT

Uma jovem flagrada com duas “cintas” de pasta base de cocaína, enroladas no corpo foi presa em flagrante pela Polícia Civil, nesta segunda-feira (26.08), durante checagem de denúncia da Delegacia Especializada de Repressão a Entorpecentes (DRE). A suspeita, Vivancely Cordeiro Miranda, 23, foi flagrada na Rodoviária da Capital e confessou que receberia R$ 3 mil para fazer o transporte da droga.

Os policiais da DRE receberam informações prévias de que uma jovem saiu da cidade de Cáceres transportando grande quantidade de entorpecentes com destino ao Estado de Minas Gerais. Sabendo que a suspeita passaria por Cuiabá, os investigadores foram até a Rodoviária da Capital, onde realizaram a abordagem da suspeita, no momento em que ela fazia a troca de ônibus.

Na abordagem, os policiais perguntaram se ela estava carregando algo ilícito em sua bagagem de mão, porém a jovem confessou que estava carregando a droga em seu próprio corpo.

Em revista pessoal, realizada por uma policial feminina, foi constatada a veracidade da informação passada pela garota, sendo encontrado em seu corpo, duas cintas de pasta base de cocaína, enroladas na região do abdômen, e que juntas pesavam 3,8 quilos.

Leia Também:  Policial é baleado na cabeça ao cumprir mandado de prisão contra suspeito de furtar veículo

A suspeita foi conduzida a DRE, onde após ser interrogada pelo delegado Vitor Hugo Bruzulato Teixera, foi autuada em flagrante por tráfico de drogas. “Em interrogatório, a suspeita, que já possui passagem por tráfico de entorpecentes no estado de Mato Grosso do Sul, confessou que levaria a droga até Minas Gerais e que receberia R$ 3 mil pelo transporte da droga”, disse o delegado.

 

 

Fonte: PJC MT
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Policial

Em 30 minutos de Operação Lei Seca, 2 são multados e 3 veículos são removidos

Publicado

A 36º edição da Lei Seca aplicou 28 testes de alcoolemia e foi mais curta devido à chuva

Débora Siqueira | Sesp-MT

Em meia hora da 36º edição da Operação Integrada de Lei Seca, foram aplicados 28 testes de alcoolemia, uma pessoa foi multada por dirigir sob efeito de álcool, uma por conduzir carro sem licenciamento, dois carros e uma moto foram removidos. Ao todo, foram aplicados sete Autos de Infração de Trânsito.

Policiais militares do Batalhão de Trânsito, Delegacia Especializada de Transito (Deletran), Gabinete de Gestão de Integrada (GGI) da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp), agentes penitenciários, fiscais do Detran, Polícia Rodoviária Federal (PRF) e agentes da Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana montaram a blitze na MT-251, no km 4, no sentido contrário ao Posto de Combustível Ecomania. A ação iniciou às 16h e encerrou às 16h30, devido à chuva.

Em 2019, foram realizadas 36 operações Lei Seca em Mato Grosso, contemplando os municípios de Cuiabá, Várzea Grande, Cáceres, Rondonópolis e Campo Novo do Parecis. Foram 161 presas por dirigir bêbadas, 436 CNHs recolhidas, 368 documentos de veículos recolhidos, 857 veículos removidos, 438 pessoas dirigindo embriagadas.

Os dados não incluem os quatro dias da Operação Vida no Trânsito, realizada em parceria entre os órgãos que compõe a blitze da Lei Seca e a Universidade Federal de Goiás. Na ocasião, 10 pessoas foram presas por dirigir embriagadas e 47 foram multadas por estarem no volante sob efeito de álcool. Ao todo, foram cinco pontos de blitze, sendo aplicados 567 testes de alcoolemia no período de 28 de novembro a 1º de dezembro.

 

Leia Também:  Polícia Civil de MT prende 30 autores de homicídios e feminicídios em operação nacional

Fonte: PJC MT
Continue lendo

Policial

Em investigação de homicídio, Polícia Civil apreende armas, munições e pescado ilegal

Publicado

Assessoria | PJC-MT 

Armas de fogo, munições e materiais para prática de pesca ilegal foram apreendidos pela Polícia Judiciária Civil, na sexta-feira (06.12), na cidade de Rondonópolis (212 km ao Sul de Cuiabá), durante diligências para apurar um crime de homicídio. 

A ação foi deflagrada pela Delegacia Especializada de Homicídio e Proteção à Pessoa (Dhpp) do município, para cumprimento de mandado de busca e apreensão decretado pela 1ª Vara Criminal da Comarca local. Além das apreensões, uma mulher foi presa. 

J.S.S. de 28 anos foi autuada por posse ilegal de arma de fogo de uso restrito ou proibido, posse irregular de arma de fogo de uso permitido e por transportar, comercializar, beneficiar ou industrializar espécimes provenientes da pesca proibida.

O crime em investigação ocorreu na noite do dia 24 de outubro, em uma rua do bairro Sagrada Família. Na ocasião, dois homens armados, em uma motocicleta, se aproximaram de Cleyton Freitas Vieira, 27, e disparam contra ele. A vítima foi atingida na região das costelas e ombro, indo a óbito no local.

No decorrer das diligências, o marido da conduzida, O.P.S. de 51 anos, foi identificado como um dos envolvidos no homicídio. Diante dos indícios, a Polícia Civil representou pelo pedido de busca e apreensão domiciliar do investigado, deferido pela Justiça.

De posse da ordem judicial os policiais civis foram até o endereço alvo, no bairro Residencial Azaleias. O investigado não estava na casa e a equipe foi recebida pela mulher dele. 

Durante as buscas foram encontradas uma pistola calibre 380 com treze munições intactas, um cartucho calibre 36, diversos objetos de pesca como tarrafas, além de um freezer repleto de pescado e carne, aparentemente, de animal silvestre.

Uma equipe da Polícia Militar Ambiental foi acionada para dar apoio na diligência e confirmou as irregularidades e localizou ainda mais uma espingarda calibre 32, um carregador calibre 22 e outra arma modelo Magnum de uso restrito.

Após as apreensões, a moradora, J.S.S., foi encaminhada para delegacia onde foi interrogada e autuada em flagrante por posse ilegal de arma de fogo de uso restrito ou proibido, posse irregular de arma de fogo de uso permitido e por transportar, comercializar, beneficiar ou industrializar espécimes provenientes da pesca proibida.

As investigações continuam para esclarecimento do homicídio, entre outras providências que o caso requer.
 

Leia Também:  Polícia Civil apreende armas e munições durante investigações de tentativa de homicídio

Fonte: PJC MT
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana