conecte-se conosco


Internacional

Jovem da África do Sul encontra irmã sequestrada há 20 anos por foto no Facebook

Publicado


source
Jovem vai se reunir com a família em breve
O Antagonista

Jovem vai se reunir com a família em breve

Um jovem de 19 anos encontrou a irmã que foi sequestrada há duas décadas com a ajuda de uma foto publicada no Facebook. O caso ocorreu em Mpumalanga, na África do Sul.

Segundo a polícia local, o irmão nem imaginava que poderia ter algum parentesco com a jovem da foto, mas ficou surpreso com a semelhança dela com a mãe dele. Ele então avisou os pais sobre a descoberta, as informações foram compartilhadas com as autoridades, e um exame de DNA confirmou a relação entre mãe e filha. A identidade das vítimas não foi revelada a pedido da família.

Conforme o portal News24, a investigação sobre o caso estava aberta desde março de 2001. Naquele mês, uma jovem de 16 anos deu à luz no Hospital Provincial de Ermelo. Ela recebeu alta da unidade de saúde no dia 23 e saiu do local acompanhada de uma tia. No caminho para casa, fizeram uma parada em uma loja. Uma mulher se ofereceu para ajudar a jovem mãe a segurar o bebê e fugiu com a criança. A família não teve mais notícias sobre a menina desde então.

O novo capítulo da história teve início apenas neste mês de novembro. Com a confirmação da identidade da vítima, a polícia também conseguiu identificar a mulher que cometeu o sequestro há 20 anos. Ela tem 50 anos e é natural de Limpopo. Após audiência, foi liberada sob pagamento de fiança. O julgamento do caso será realizado em janeiro de 2022.

“A jovem foi levada para um local seguro enquanto recebe alguns serviços de apoio psicológico. Com sorte, se reunirá com sua família biológica em breve” , disse o porta-voz da polícia local, Selvy Mohlala.

Fonte: IG Mundo

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Internacional

Pequim detecta casos de covid-19 em equipe das Olimpíada de Inverno

Publicado


Os organizadores da Olimpíada de Inverno de Pequim afirmaram neste domingo que confirmaram 72 casos de Covid-19 entre as 2.586 pessoas envolvidas com os Jogos que chegaram à China entre 4 e 22 de janeiro, com nenhum caso entre os 171 atletas e autoridades das equipes que vieram naquele período.

As últimas preparações estão em andamento para os Jogos de Inverno, durante um surto global de casos da altamente infecciosa variante Ômicron do coronavírus. Os Jogos estão programados para serem realizados entre 4 e 20 de fevereiro, dentro de uma bolha fechada que separa todos as pessoas envolvidas com o evento do público.

Dos casos confirmados, 39 foram descobertos em testes no aeroporto e 33 dentro da bolha, afirmaram organizadores. Participantes da bolha estão sujeitos a testes diários, com 336.421 testes PCR tendo sido administrados entre 4 e 22 de janeiro.

Brian McCloskey, presidente do painel médico de especialistas de Pequim 2022, disse que o número é consistente com os dos Jogos de Tóquio no ano passado e está em linha com as expectativas.

“Nunca estabelecemos uma meta de zero casos dentro da bolha”, disse, em uma entrevista coletiva online no domingo.

* É proibida a reprodução deste conteúdo

Continue lendo

Internacional

Em crise com a Rússia, Ucrânia recebe oração do Papa

Publicado


source
Aumenta tensão na fronteira entre Rússia e Ucrânia
Multimedia

Aumenta tensão na fronteira entre Rússia e Ucrânia

O papa Francisco falou sobre duas crises atuais no mundo durante o tradicional Angelus e na missa na Basílica de São Pedro neste domingo (23): a  crise na Ucrânia e as constantes mortes de migrantes no mar durante a travessia para a Europa.

“Sigo com preocupação o aumento das tensões que ameaçam fazer infringir um novo golpe contra a paz na Ucrânia e colocam em discussão a segurança do continente europeu, com repercussões ainda mais vastas. Faço um apelo para todas as pessoas de boa vontade para que elevem orações ao Deus onipotente para que cada ação e iniciativa política estejam a serviço da fraternidade humana mas do que dos interesses de cada parte”, disse o líder religioso.

Francisco ainda sugeriu que “visto as tensões atuais”, deve ser realizado pelos cristãos um dia de oração pela paz no dia 26 de janeiro.

“Quem persegue os próprios objetivos causando danos nos outros despreza a própria vocação do homem porque todos fomos criados como irmãos”, acrescentou.

A tensão na fronteira ucraniana vem por conta do risco de uma guerra causada pela invasão de tropas russas. Os ocidentais que apoiam Kiev – Estados Unidos, Reino Unido e União Europeia – já enviaram também milhares de equipamentos militares para reforçar os soldados ucranianos.

Leia Também

Conversas diplomáticas estão sendo realizadas entre as partes, mas o clima de tensão aumenta dia após dia.

Migrantes – Pouco antes da celebração tradicional dos domingos, o Pontífice também rezou pelos migrantes.

“Quanta dor sentimos ao ver irmãos e irmãs nossas morrendo no mar porque ninguém os deixa desembarcar. E isso alguns fazem em nome de Deus”, disse aos fiéis.

O tema é um dos mais sensíveis durante o pontificado de Francisco que, sempre que pode, pede o acolhimento dos deslocados e refugiados.

Fonte: IG Mundo

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana