conecte-se conosco


Mato Grosso

Jogos Escolares definem os campeões mato-grossenses dos esportes individuais

Publicado

Terminaram no domingo (06.10) as disputas nas modalidades individuais da etapa estadual dos Jogos Escolares da Juventude 2019. O campeões e campeãs mato-grossenses de cada modalidade começam agora a contagem regressiva para disputar o título brasileiro na fase nacional que será realizada em novembro, em Blumenau-SC.

Realizada pela Secretaria de Estado de Cultura, Esportes e Lazer (Secel), com o apoio da Prefeitura de Várzea Grande, essa fase estadual teve 270 escolas públicas e privadas representadas por cerca de 1.500 estudantes de todo o Estado. A competição envolveu as modalidades de atletismo, badminton, ciclismo, ginástica rítmica, judô, luta olímpica, natação, tênis de mesa, vôlei de praia e xadrez. 

Durante três dias, os jovens atletas mostraram resistência, perseverança e a força do esporte escolar mato-grossense também nos esportes individuais. As disputas ocorreram simultaneamente em praças esportivas de Várzea Grande, cidade-sede da competição, e em Cuiabá. Em todos os locais, a honra em participar da seletiva estadual e disputar a tão sonhada vaga para a fase nacional era o sentimento que identificava atletas e técnicos de modalidades diversas. 

“Eu estou muito, muito feliz. É a primeira vez que ganho em primeiro lugar e vou participar de um brasileiro”, comemora Maira Lana, 13 anos, do CMEB de Sorriso, campeã estadual na prova de 80 metros com barreira.

Mesmo para os atletas que já vivenciaram a competição nacional, a classificação traz mais uma oportunidade de se consagrar no maior evento esportivo escolar do país. É o caso do atleta de natação, Thiago Caldas, que já disputou outras duas fases nacionais da competição e se prepara para representar Mato Grosso em terras catarinenses.

Leia Também:  Detran-MT promove “Semana da Criança Segura no Trânsito”

“A gente treina para isso, para melhorar ainda mais. E estou me preparando mais do que nunca para desta vez ganhar, subir no pódio e representar bem o meu Estado”, expressa o atleta de 16 anos, do Colégio Isaac Newton, em Cuiabá, campeão nas provas de 100 e 50 metros livre. 

A diversidade do povo mato-grossense foi mais um dos destaques na etapa estadual dos Jogos Escolares de modalidades individuais. Praticantes de atividades milenares que já deram origem a algumas modalidades olímpicas, os povos indígenas também marcaram presença nessa edição. No atletismo, o município de Campinápolis foi representado por 10 estudantes indígenas que disputaram em diferentes provas e conquistaram o primeiro lugar no pentatlo, com a atleta da etnia xavante Keila Penhopre.

A xavante Keila e seu treinador, Peter Mattos Drei

“Temos um saldo positivo apesar das dificuldades que enfrentamos, como a logística para envolver todos os municípios de um Estado de dimensões tão grandiosas. Ganhamos muito aprendizado, com certeza no próximo ano tudo será feito com mais qualidade ainda. Agora nossos olhos se voltam para a etapa brasileira em Blumenau, vamos preparar e organizar toda a logística para levar nossos atletas e alcançarmos os melhores resultados por lá”, manifesta o secretário adjunto de Esporte e Lazer da Secel, Jefferson Carvalho Neves.

Leia Também:  Duplas classificadas para as Olímpiadas de Tóquio jogam em Cuiabá

De acordo com o adjunto, essa última etapa jogos escolares fecha com êxito todo o trabalho que começou em janeiro com o planejamento para a realização das 10 etapas regionais e três estaduais.

“Agradecemos aos servidores da Secel, Prefeitura de Várzea Grande, atletas, familiares, treinadores, ao secretário Allan Kardec e ao governador Mauro Mendes – que sempre apoiaram as ações. A todos que possibilitaram o grande sucesso do evento, nosso muito obrigado”, conclui.

Fase nacional dos Jogos Escolares

Organizada pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB), a etapa nacional dos Jogos Escolares será realizada de 15 a 30 de novembro, em Blumenau/SC. 

Mato Grosso será representado por 12 equipes de modalidades coletivas (basquete, futsal, handebol e vôlei). Nove equipes garantiram vagas durante a etapa Regional Verde – que contou ainda com os sete Estados da Região Norte e mais o Distrito Federal. Outras três equipes foram habilitadas de forma direta por Mato Grosso ter ficado entre os cinco primeiros colocados nas modalidades durante a competição nacional do ano anterior.

Mais 145 atletas dos esportes individuais, que foram campeões em suas modalidades nessa fase estadual, garantiram vagas para a fase nacional.

Os relatórios com os resultados finais de todas as etapas podem ser acessados por aqui: www.esportes.mt.gov.br/eventos/jogos-escolares-da-juventude

Fonte: GOV MT
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Mato Grosso

Estado dá continuidade aos procedimentos para regularização do Vale do Mangaval

Publicado

A Secretaria de Estado de Agricultura Familiar (Seaf), por meio da Superintendência de Crédito Fundiário, realizou no último sábado (19.10), uma visita técnica ao projeto de crédito fundiário ‘Vale do Mangaval’, em Cáceres. O encontro teve o objetivo de apresentar a metodologia que será aplicada pelo Governo do Estado, em parceria com a Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), para continuar o projeto de regularização ambiental das propriedades.  

O atendimento às famílias do ‘Vale do Mangaval’ também é objeto da parceria entre Mato Grosso e a Organização das Nações Unidas (ONU), por meio do Programa para Economia Verde (Page). O programa trabalha no incentivo às políticas sustentáveis, capazes de conjugar eficiência produtiva e preservação ambiental.

No sábado, as famílias foram instruídas sobre a importância de reunir toda a documentação dos moradores da propriedade e a necessidade de que estejam receptivos à visita dos agentes, que irão percorrer os 121 lotes para aplicação do questionário. A coleta dos dados será realizada entre os dias 04 e 08 de novembro, e terá a participação de servidores da Seaf, Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer) e UFMT. O trabalho de campo também contará com a presença de acadêmicos dos cursos de Geografia e Engenharia Florestal da universidade.

Leia Também:  MT planeja empregar uso controlado do fogo para prevenção de incêndios

O trabalho consistirá no mapeamento socioeconômico das famílias por meio do sistema eletrônico Regularização Ambiental e Diagnóstico dos Sistemas Agrários (Radis), desenvolvido pelo Escritório de Inovação Tecnológica (EIT), da UFMT.

As informações serão coletadas e catalogadas a partir de questionários aplicados durante as visitas. Além de traçar o perfil socioeconômico do agricultor e levantar informações relativas à vocação agrícola e ao sistema agrário local, o questionário também reunirá dados que permitirão avançar, posteriormente, na regularização ambiental e fundiária do projeto.

Capacitação das equipes

Entre os dias 23 e 25 de outubro, será realizado no auditório do Instituto de Geografia, História e Documentação (IGHD) da UFMT, em Cuiabá, o curso para capacitação das equipes que irão atuar na aplicação do questionário, além da participação de  profissionais, agricultores do Vale do Mangaval e do Vale do Rio Cuiabá, integrantes do Movimento Sindical dos Trabalhadores Rurais e a comunidade acadêmica. Todos farão parte da rede de apoio que dará sustentação às ações de regularização ambiental na agricultura familiar.

Leia Também:  Seduc divulga comissão que vai selecionar redações do Programa Senado Jovem em MT

O ‘Vale do Mangaval’ foi definido como piloto para a execução do projeto, que avaliará a aplicação de uma nova metodologia voltada à regularização ambiental. A partir dos resultados alcançados no projeto, será definida a possibilidade do Radis ser estendido para o atendimento dos demais beneficiários do Programa Nacional de Crédito Fundiário (PNCF), em Mato Grosso. O programa é desenvolvido pelo Governo Federal para a oferta de crédito específico à aquisição de imóvel rural e instalação de infraestrutura básica.

Hoje, boa parte das famílias está impedida de acessar novos créditos rurais devido às irregularidades ocorridas na consolidação dos projetos de crédito fundiário. As irregularidades vão desde a inconsistência na ocupação das propriedades até a falta de orientação para quitação dos valores financiados. Além das correções necessárias, o diagnóstico também permitirá a identificação dos modelos de exploração sustentável mais promissores para aquele grupo de produtores, isso segundo o arranjo produtivo local e regional onde estão inseridos.

Fonte: GOV MT
Continue lendo

Mato Grosso

Governo amplia número de salas de aula na escola estadual Bromildo Lawisch

Publicado

O Governo do Estado vai construir cinco salas de aula na Escola Estadual Bromildo Lawisch, localizada no município de Itanhangá (a 403 quilômetros de Cuiabá). A assinatura do convênio para os repasses financeiros da obra foi firmado entre a secretária de Educação, Marioneide Kliemaschewsk, e o prefeito de Itanhangá, Edu Laudi Pascoski.

Conforme a secretária, o valor do convênio é de R$ 558.849.44, sendo R$ 500 mil por parte do Estado e R$ 58 mil de contrapartida da Prefeitura de Itanhangá.

Segundo o prefeito, esse convênio com o Estado foi idealizado há muito tempo e só agora está sendo colocado em prática. Para Laudi Pascoski, o município participa efetivamente sendo parceiro do Estado porque a escola, apesar de ser estadual, pertence à população de Itanhangá.

“Essa parceria terá um benefício muito grande para o município, pois representa melhoria na qualidade dos prédios públicos da Educação, um dos requisitos necessários para a melhoria do ensino”.

Conforme a diretora da escola, Justina Inês Anselmini, a unidade educacional, que atende aproximadamente 470 alunos dos anos finais (7º ao 9º ano) do ensino fundamental e do 1º ao 3º ano do ensino médio, está com o espaço pequeno para acolher toda a demanda.

Leia Também:  Atendimento para emissão de RGs nas unidades do Ganha Tempo será somente de tarde

“O número de alunos em nossa escola aumentou bastante nos últimos anos e por conta disso ficamos com turmas superlotadas. Estas novas salas vão permitir que tenhamos um ambiente melhor e um espaço mais adequado e seguro para os alunos e professores e, consequentemente, melhorar o ensino-aprendizagem”.

Fonte: GOV MT
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana