conecte-se conosco


Internacional

Japão irá enviar equipe para conter derramamento de óleo nas Ilhas Maurício

Publicado


source
Derramamento de óleo
Reprodução/Twitter

Óleo vazou depois que navio colidiu com recife.

Através do Ministério do Meio Ambiente, o governo do Japão informou que irá enviar uma equipe de funcionários para as Ilhas Maurício com o intuito de avaliar os danos ambientais causados pelo derramamento de óleo. A informação foi divulgada neste sábado (15).

O derramamento aconteceu depois que um cargueiro japonês atingiu um recife na cosa das Ilhas Maurício em 25 de julho. Ao todo, mil toneladas de óleo foram derramadas, o que provocou um alerta de “emergência ambiental”.

A presidente da Sociedade de Conservação Marinha das Ilhas Maurício, Jacqueline Sauzier, disse que o governo instalou barragens em torno do navio para “conter o vazamento”.

Segundo o governo, a maior parte do óleo já foi bombeada. Entretanto, cerca de 166 toneladas ainda estão dentro do navio e as autoridades trabalham para remover o material. Estima-se que a operação poderá durar meses. O governo francês anunciou que irá auxiliar as ilhas Maurício à retirar o óleo de dentro do cargueiro.

Fonte: IG Mundo

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Internacional

Acidente aéreo na Ucrânia deixa pelo menos 26 mortos

Publicado


.

Vinte e seis pessoas, a maioria estudantes de escolas militares, morreram na queda de um avião de transporte militar nessa sexta-feira (25), durante um voo de treino na Ucrânia oriental.

“A Ucrânia perdeu 26 dos seus filhos”, escreveu o presidente Volodymyr Zelensky, em sua página no Facebook, declarando o dia de hoje como de luto nacional.

O avião transportava um total de 27 pessoas: sete membros da tripulação e 20 estudantes da Universidade Nacional de Aviação de Kharkiv (leste).

O primeiro balanço foi de 20 mortos, número que subiu, ainda na sexta-feira, para 22 mortos e dois desaparecidos. Dois estudantes sobreviveram à tragédia, mas um deles, em estado “extremamente grave”, morreu hoje de manhã, segundo o ministro da Saúde.

O segundo ferido sofreu uma concussão, mas não corre perigo de vida, segundo informou a clínica militar onde está internado.

O avião, um Antonov-26, caiu ontem à noite durante um voo de treino, a dois quilômetros do aeroporto militar de Chuguiv, perto de Kharkiv.

De acordo com informações preliminares, o comandante da tripulação que pilotava o avião relatou falha em um dos motores sete minutos antes do acidente e solicitou um pouso de emergência, disseram os Serviços de Segurança Ucranianos (SBU).

Os estudantes não estavam pilotando o voo, acrescentou a SBU.

O ministro da Defesa, Andriy Taran, disse que “o avião, com toda probabilidade, atingiu o solo com a asa”.

A aeronave tinha sido construída em 1977, mas ainda podia voar mais três anos antes de ser renovada, informou o ministro.

A cidade de Chuguiv tem população de 30 mil habitantes e fica a cerca de 30 quilômetros a sudeste de Kharkiv e a cerca de 100 km a oeste da linha que separa os territórios sob o controle do governo dos que estão nas mãos de separatistas pró-russos.

O Antonov An-26 é um avião de transporte ligeiro concebido na Ucrânia durante a era soviética. Tem 24 metros de comprimento e pode voar a uma velocidade de cruzeiro de 440 km/h.

Nos últimos anos, vários aviões militares caíram na Ucrânia durante voos de treino.

Continue lendo

Internacional

OMS: mortes por covid-19 podem dobrar para 2 milhões antes de vacina

Publicado


.

O número de mortes causadas pelo novo coronavírus pode dobrar para 2 milhões antes que uma vacina bem-sucedida seja amplamente distribuída, e pode ser ainda maior sem uma ação conjunta para conter a pandemia. A afirmação foi feita pelo chefe do Programa de Emergências da Organização Mundial da Saúde (OMS), Mike Ryan, nessa sexta-feira (25).

“A menos que façamos isso, qualquer número que você diga não é apenas imaginável, mas infelizmente muito provável”, disse Ryan em entrevista. 

Ele fez a declaração no momento em que o número total de mortes, nove meses depois que o vírus foi descoberto na China, se aproxima da terrível marca de 1 milhão. “Ainda não estamos fora de perigo em lugar nenhum, não estamos fora de perigo na África”, acrescentou.

Para Mike Ryan, os jovens não deveriam ser culpados por um aumento recente de infecções, apesar dos temores crescentes de que estejam estimulando sua disseminação depois que restrições e isolamentos foram relaxados em todo o mundo.

“Realmente espero que não comecemos a apontar o dedo: é tudo culpa dos jovens”, disse ele. “A última coisa que uma pessoa jovem precisa é de uma pessoa idosa apontando o dedo”. Na verdade, reuniões de pessoas de todas as idades em ambientes fechados estão impulsionando a epidemia, disse.

A OMS continua a conversar com a China a respeito de seu possível envolvimento com o esquema de financiamento Covax, para garantir acesso global rápido e igualitário a vacinas contra a covid-19 uma semana depois de o prazo para a filiação se encerrar.

“Estamos conversando com a China a respeito do papel que ela pode desempenhar daqui em diante”, disse Bruce Aylward, conselheiro sênior da OMS e chefe do programa ACT-Accelerator de apoio a vacinas, tratamentos e diagnósticos contra a doença.

Ele confirmou que Taiwan se filiou ao esquema, embora não seja membro da OMS, o que eleva o total de participantes a 159. Cerca de 34 ainda estão decidindo.

As negociações com a China também incluem um debate sobre a possibilidade de a segunda maior economia do mundo proporcionar vacinas para o mecanismo, disse  Aylward.

A agência publicou nessa sexta-feira um esboço dos critérios de avaliação do uso emergencial de vacinas contra a covid-19, para ajudar a orientar as farmacêuticas à medida que os testes chegarem a estágios avançados, disse a diretora-geral-assistente da OMS, Mariangela Simao. O documento estará disponível para comentários públicos até o dia 8 de outubro.

Também nessa sexta-feira, uma autoridade de saúde chinesa disse que a OMS deu seu apoio para que o país iniciasse a administração de vacinas experimentais contra o novo coronavírus, enquanto os testes clínicos ainda estão em andamento.

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana